quarta-feira, 23 de Abril de 2014, 10:25
Pesquisa
pesquisar
Emprego Imobiliário Motores
iPad
Ongoing 'concentrada na salvação da Impresa'

7 de Setembro, 2011
O presidente da Ongoing, Nuno Vasconcelos, disse hoje à agência Lusa estar «concentrado na salvação da Impresa», reafirmando que não participará na privatização da RTP «enquanto for accionista daquele grupo», que é proprietário da SIC.

«Estamos atentos a todas as oportunidades de negócio fora de Portugal, sobretudo no Brasil, mas em Portugal estamos concentrados na salvação da Impresa, que está numa situação calamitosa», afirmou Nuno Vasconcellos.

O empresário, apontado com um dos principais interessados na alienação de um dos canais da RTP, encontra-se na província de Fujian, costa Leste da China, onde assinou hoje um «protocolo de cooperação tecnológica» com o respectivo governo provincial.

Contactado por telefone pela agência Lusa, Nuno Vasconcellos reafirmou o que escreveu na terça-feira no Diário de Noticias, garantindo que «enquanto for accionista da Impresa, a Ongoing não participará na privatização da RTP».

O presidente da Ongoing discorda, contudo, dos que consideram não existir espaço em Portugal para um terceiro canal privado de televisão e que se opõem, por isso, à privatização da RTP.

«Não partilho dessa opinião. O mercado é que deve decidir (…) O que não se pode é pedir ao Estado que continue a gastar 365 milhões de euros por ano com a RTP para favorecer dois privados», disse Nuno Vasconcellos.

«Não sei qual vai ser o modelo de privatização da RTP, mas não tem que ser necessariamente um mau negócio (para o Estado)», acrescentou.

Francisco Pinto Balsemão, presidente da Impresa, e Miguel Paes do Amaral, presidente não executivo da Media Capital, proprietária da TVI, já se manifestaram contra a privatização de um canal da RTP, prevista no programa do governo.

A Ongoing detém 23 por cento do capital da Impresa, o maior grupo de media em Portugal, que é também proprietário do semanário Expresso, da revista Visão e de outros conhecidos títulos.

Nuno Vasconcellos considera que a administração da Impresa «não está a fazer uma boa gestão» e questiona «por que razão não distribui dividendos há mais de dez anos».

A Ongoing «irá lutar pelos seus interesses, usando todos os recursos necessários de forma justa, ética e transparente, independentemente de todas as pressões de que é alvo e doa a quem doer», afirmou.

A Ongoing, dona do Diário Económico, interpôs diversos processos em tribunal contra o grupo presidido por Pinto Balsemão, depois de em Abril ter falhado a tentativa de integrar o conselho de administração da Impresa.

Recentemente, o Correio da Manhã noticiou que a Impresa avançou também com uma acção judicial contra a Ongoing, reclamando dívidas de três empresas do grupo.

Lusa/SOL




0 Comentários


PUB
PUB
Siga-nos
CD Carríssimas Canções de Sérgio Godinho
Assinaturas - Revista FEEL IT (PT)
Siga o SOL no Facebook


© 2007 Sol. Todos os direitos reservados. Mantido por webmaster@sol.pt