domingo, 20 de Abril de 2014, 19:25
Pesquisa
pesquisar
Emprego Imobiliário Motores
iPad
Madeira é exemplo de má aplicação dos fundos

7 de Fevereiro, 2012
A chanceler alemã, Angela Merkel, deu hoje a Madeira como um mau exemplo da aplicação dos fundos estruturais europeus, sublinhando que naquela região autónoma estas verbas «serviram para construir túneis e auto-estradas, mas não para aumentar a competitividade».

Na opinião de Merkel, os referidos fundos devem servir para apoiar financeiramente as pequenas e médias empresas, por exemplo, como ficou decidido no recente Conselho Europeu, em Bruxelas, e não mais para construir estradas, pontes e túneis, como sucedeu, na sua opinião, naquela região autónoma portuguesa.

«Quem já esteve na Madeira, deve ter ficado convencido que os fundos estruturais europeus foram bem aplicados na construção de muitos túneis e auto-estradas, mas isso não conduziu a que haja mais competitividade», observou a chefe do governo alemão, numa palestra proferida perante alunos, na Bela Foundation, em Berlim, noticiada esta noite pela RTP.

A União Europeia aprovou a distribuição de cerca de 350 mil milhões de euros de fundos estruturais pelos estados membros no período entre 2007 e 2013, cabendo a Portugal cerca de 25 mil milhões de euros.

Uma proposta franco-alemã aprovada no Conselho Europeu, no início de Fevereiro, prevê o reencaminhamento dos fundos estruturais que ainda não tenham sido orçamentados para criar mais emprego e crescimento económico, sem prejuízo, no entanto, da verba orçamentada para cada país.

Na mesma palestra, Merkel defendeu ainda uma maior transferência de poderes dos estados membros para Bruxelas, para que se possam erradicar as deficiências na construção Europeia, «que a crise financeira pôs claramente a descoberto», disse.

Admitiu, no entanto, que esta mudança «gerará acesos debates» na União Europeia.

A futura união política que resultar destas alterações terá também de ter uma Comissão Europeia «que funcione como um governo europeu», disse ainda.

O Conselho Europeu dos 27 chefes de Estado e de governo funcionará como uma segunda câmara do parlamento, prosseguiu Merkel.

A chanceler alemã voltou também a defender a permanência da Grécia no euro, advertindo, no entanto, que Atenas tem de cumprir os compromissos assumidos com a União Europeia e o FMI para receber um primeiro resgate de 110 mil milhões de euros, e para aceder a um segundo empréstimo de 130 mil milhões de euros.

Lusa / SOL




73 Comentários
Antonyjunior
09.02.2012 - 00:30
quijote
08.02.2012 - 22:23

Não sei se sou...mas o viriatoluso não entendeu.
viriatoluso
08.02.2012 - 22:43
Oh ti toino: e os 330 milmilhões de calote que devemos? bacatelas dira o seu cerebrelo de couve de Bruxelas. coma mioleira vera que lhe passa a dor.
quijote
08.02.2012 - 22:23
Pois, a loura é parva e tu é que és inteligente, ó Antonyjunior.
Antonyjunior
08.02.2012 - 22:13
Pouca vergonha!
Se tem sido um politico português a dar ripeirada no Alberto…todo o mundo malhava no gajo. Como foi a Merkel…quase todos defendem o tio!
Isto é falta de honestidade intelectual. Como os cataventos…depende de onde vem o vento!

O Alberto continua a ser caloteiro, deve 6.300.000 euros.

Tal como a PGR, entendo que deve ir a julgamento, e merecendo-o, deve ser condenado. Nenhum político deve gozar com bens alheios, as más decisões políticas devem ser punidas criminalmente, não deve enriquecer ilicitamente, não deve ter contas em offshore nem deve abandonar o país havendo qualquer dúvida.

A Sr.ª Merkel é loura…e só algumas são inteligentes. Não é o caso.
viriatoluso
08.02.2012 - 21:58
Esta besta gorda, trem de prestar contas sobre os rios de milhões que a Alemanha mamou desde a reunificação em 1991:Mamaram biliões para vias ferreas, Auto-estradas: Este foi o povo que assassinou milhões de cidadãos e espalhou terror em toda a Europa desde 1914 a 1945.
Revejam a serie HOLOCAUSTO do REGIME NAZI. Depois tirem as conclusões!
gilgamesh
08.02.2012 - 21:53
O patriotismo bacoco Tuga que se tem revelado aqui nos demais comentários é do mais hilariante que já vi! É admirável, de facto, verificar a união circunstancial das facções políticas antagônicas, com paróquias, confissões políticas as antípodas de umas das outras, estarem lado a lado, abraçadas, entoando os mesmos slogans em uníssono contra as chicotadas mandadas de Berlim pela megera Merkel!

A verdade fere! E muito! E o argumento que consiste em dizer que a Madeira é um exemplo em termos de desenvolvimento “sustentável”, blábláblá, que era uma necessidade para a ilha investir em equipamentos rodoviários, obras faraônicas para desenvolver o turismo blábláblá!

Viu-se o que dá espalhar alcatrão sem planiamento urbano racionalizado! Vejam o que aconteceu a ilha em fevereiro 2010!! A Corsiga por exemplo, (a Sardenha é outras etc...) está longe de oferecer as facilidades e infrastructuras “básicas” que possui a Madeira, mas é conhecida como “L´Ile de Beauté” a “perola do mediterrâneo”, e turismo por lá não falta não!! E caminhos de cabra são o que há mais!! A verdade é outra!
quijote
08.02.2012 - 21:41
Jardim foi o maior madeirense de sempre. Fez as obras que eram necessárias para transformar a Madeira naquilo que é hoje, uma parte da Europa no século 21. Poucos saberão como era a Madeira antes de Jardim, mas a muitos não convém que se conheça a realidade desta outrora triste colónia do Portugal de terceira, que era como se designavam as ilhas nos idos de 60.
Infelizmente, porém Angela tem razão em que a Madeira continua a não ser concorrencial. O atraso sob o domínio português era de tal modo abismal que a mão que a Europa nos deu não foi suficiente para atingir esse objectivo.
petala73
08.02.2012 - 20:43
A srª Merke Infelizmente l Não sabe do que fala ela deveria ter vivido na Madeira antes das obras dos túneis e estradas e ter de subir todos os dias a serra da Encomeada para Porto Moniz e outras para saber como era bom se tudo do que se queixa de má aplicação dos fundos forem tão reais como estes bem pode demitir-se e ir plantar rosas eu vivi um ano na madeira sei muito bem quanto se sofria para se fazerem as ditas deslocações Parabéns ao Dr Alberto João pelo seu trabalho força povo da Madeira estamos todos no mesmo barco vamos sair desta mais reforçados para bem de todos
petala73
08.02.2012 - 20:42

A srª Merke Infelizmente l Não sabe do que fala ela deveria ter vivido na Madeira antes das obras dos túneis e estradas e ter de subir todos os dias a serra da Encomeada para Porto Moniz e outras para saber como era bom se tudo do que se queixa de má aplicação dos fundos forem tão reais como estes bem pode demitir-se e ir plantar rosas eu vivi um ano na madeira sei muito bem quanto se sofria para se fazerem as ditas deslocações Parabéns ao Dr Alberto João pelo seu trabalho força povo da Madeira estamos todos no mesmo barco vamos sair desta mais reforçados para bem de todos
petala73
08.02.2012 - 20:41


A srª Merke Infelizmente l Não sabe do que fala ela deveria ter vivido na Madeira antes das obras dos túneis e estradas e ter de subir todos os dias a serra da Encomeada para Porto Moniz e outras para saber como era bom se tudo do que se queixa de má aplicação dos fundos forem tão reais como estes bem pode demitir-se e ir plantar rosas eu vivi um ano na madeira sei muito bem quanto se sofria para se fazerem as ditas deslocações Parabéns ao Dr Alberto João pelo seu trabalho força povo da Madeira estamos todos no mesmo barco vamos sair desta mais reforçados para bem de todos
ASS1719
08.02.2012 - 20:25
O QUE É QUE ESTA VACA TOURINA QUER?...
macanudo
08.02.2012 - 18:54
Depois de tantos comentários lidos, chego à conclusão que, há pessoas que usam o computador como uma casa de banho. Que lhes podemos fazer?
Quanto à Snrª. Merkel, lamento a opinião dela sobre a Madeira. Será que a Senhora visitou Beja?
Será que ela tem a mesma opinião que eu tenho em relação a um aeroporto que não serve para nada!!!
Que me dizem alguns dos comentadores sobre a existência desse aeroporto? Quem ganhou e ganha com isso? As estradas e os «FURADOS» na Madeira ainda servem e resolvem muitos problemas,mas...o aeroporto de Beija...
unicornio
08.02.2012 - 18:39
Não sei é nojeira se nojice se uma coisa quer dizer o mesmo que outra, mas de uma coisa tenho a certeza tenho nojo de chamarem de portugueses certa merdalha de gente que por aqui tresanda.
viriatoluso
08.02.2012 - 18:22
caro mirodi grande iluminado, não sei o que te faz mover contra a minha gente, mas parece que é melhor voltares para o buraco escuro e sujo de onde saíste.
Regula, antes de mais, o teu cancro da próstata. Não agradeças é apenas um gesto de piedade.
parasol
08.02.2012 - 17:51
Jalopes

Do teu douto comentário concluo que a competitividade se aumenta com caminhos de cabras e a subir e descer montes...
Onde vives? No Nepal?
Jalopes
08.02.2012 - 16:39
Angela Merkel “não foi feliz” nas declarações sobre a Madeira? Pois eu acho que disse a verdade: "os dinheiros comunitários serviram para construir túneis e auto-estradas e não para aumentar a competitividade". Só um cego não vê que foi assim...
emfpl
08.02.2012 - 16:28
Merkel às vezes tem razão...!
Quem elegeu Jardim merece este tipo de critica.
emfpl
08.02.2012 - 16:26
Merkel às vezes tem razão...!
Quem elegeu Jardim merece este tipo de critica. Foi uma irresponsabilidade e uma irracionalidade.
Como credor de Portugal Merkel tem, evidentemente, legitimidade para opinar ... e quem se colocou a jeito foram os madeirenses .
unicornio
08.02.2012 - 15:31
A Merdel está cheia de razão o Alberto João e restantes MADEIRENSES, cagam que à fartazana, os porcos nazis alemães e os seus seguidores xuxas e outros cães Portugueses fominha de MER da não passam.
JoseLuis
08.02.2012 - 14:06
AntonioSaraiva - 08.02.2012 - 13:16

Quem deve não é livre!
Um patriota em banca rota, não vale um chavo.

A Angela Merkel está precisamente a fazer aquilo que o camarada classifica de patriotismo em defesa do erário público alemão…j/l



PUB
PUB
Siga-nos
CD Carríssimas Canções de Sérgio Godinho
Assinaturas - Revista FEEL IT (PT)
Siga o SOL no Facebook


© 2007 Sol. Todos os direitos reservados. Mantido por webmaster@sol.pt