sexta-feira, 18 de Abril de 2014, 17:28
Pesquisa
pesquisar
Emprego Imobiliário Motores
iPad
Carros vão pagar mais imposto, alta cilindrada com aumento de 10%

15 de Outubro, 2012
Os carros vão passar a pagar mais Imposto Único de Circulação (IUC), um aumento que varia entre os 1,3% e os 10%, principalmente para os de alta cilindrada, segundo a proposta de lei do Orçamento do Estado para 2013.

Com esta proposta, o ministro das Finanças, Vítor Gaspar, cumpre assim o que prometeu na apresentação da quinta avaliação da 'troika' (Comissão Europeia, Fundo Monetário Internacional e Banco Central Europeu), quando anunciou um novo conjunto de medidas de austeridade, nomeadamente um aumento de impostos para carros de alta cilindrada, que vêem o IUC agravado em mais 10%.

O IUC vai ser revisto em alta com um aumento de 1,3% no carros menos potentes e com menos emissões. Ou seja, os veículos com uma cilindrada até aos 2.500 cm3 e emitam até CO2 de 180 gramas por quilómetro, como são, por exemplo, um Volkswagen Golf, um Opel Corsa, um Renault Clio ou mesmo um Peugeot 508, terão um agravamento de 1,3% do imposto de circulação.

Na componente ambiental, os carros de cilindrada entre os 1.750 e os 2.500 cm3 vêem o seu imposto de circulação agravado também em mais 10%.

Já os carros com cilindradas superiores a 2.500 cm3 e que emitam mais de 180 gramas por quilómetro de CO2, como são, por exemplo, um Mercedes C 350 ou um Audi A4 All Road 3.0 TDI, vão ter um agravamento de 10% no IUC.

Relativamente ao Imposto Sobre Veículos (ISV), o Governo não propõe alterações no OE 2013, entregue hoje na Assembleia da República, mas altera as regras de forma a que as marcas de automóveis parem de fazer exportações de carros para destinos que mais não são do que meras transferências entre subsidiárias em vários países.

Esta tinha sido já uma situação denunciada por vários gestores de marcas automóveis que tinham alertado que estas exportações provocam alterações no número de carros vendidos em Portugal, subvertendo os dados das vendas.

Segundo a proposta do OE 2013, as marcas que exportam carros vão agora ter que exibir um comprovativo de cancelamento da matrícula na alfândega, uma factura de aquisição em Portugal e a factura de venda do comprador do exterior.

Lusa/SOL




0 Comentários


PUB
PUB
Siga-nos
CD Carríssimas Canções de Sérgio Godinho
Assinaturas - Revista FEEL IT (PT)
Siga o SOL no Facebook


© 2007 Sol. Todos os direitos reservados. Mantido por webmaster@sol.pt