domingo, 20 de Abril de 2014, 7:45
Pesquisa
pesquisar
Emprego Imobiliário Motores
iPad
Novo plano de Obama para imobiliário vai ajudar hispânicos

3 de Fevereiro, 2012
O plano lançado pelo presidente Barack Obama para que cerca de 3,5 milhões de proprietários possam refinanciar as suas hipotecas e evitar despejos, abre novos caminhos aos cidadãos hispânicos bastante afectados pela crise imobiliária.

Há uma «enorme quantidade» de famílias hispânicas presa a hipotecas adquiridas antes da crise de 2008 e este plano «é um caminho aberto para que sigam em frente», explicou Mercedes Marques, secretária adjunta do Desenvolvimento Comunitário do Departamento de Habitação e Desenvolvimento urbano.

O plano permite o refinanciamento das hipotecas, aproveitando as novas taxas de juro, historicamente baixas.

Os cidadãos hispânicos estavam 2,5 vezes mais expostos às hipotecas de subprime por, muitas vezes, nem saberem o que estavam a contratar.

Segundo vários estudos, quase oito por cento dos hispânicos e dos afro-americanos foram alvo de execuções hipotecárias devido à crise, contra 4,5 por cento de casos na população branca.

Só em 2009, 400.000 famílias latinas perderam as suas casas, referem os números oficiais que salientam também que a crise imobiliária teve como consequência, para mais de dez milhões de proprietários, deverem actualmente mais ao banco do que valem as próprias casas.

Na apresentação do plano, Barack Obama estimou um custo entre 5.000 e 10.000 milhões de dólares (entre 3.811 e 7.622 milhões de euros) para o novo plano que deverá ser financiado com um imposto sobre os grandes bancos e instituições financeiras.

O plano de Barack Obama carece, contudo, de aprovação no Congresso onde os republicanos possuem maioria na Câmara dos Representantes.

Lusa/SOL




0 Comentários


PUB
PUB
Siga-nos
CD Carríssimas Canções de Sérgio Godinho
Assinaturas - Revista FEEL IT (PT)
Siga o SOL no Facebook


© 2007 Sol. Todos os direitos reservados. Mantido por webmaster@sol.pt