quinta-feira, 17 de Abril de 2014, 14:25
Pesquisa
pesquisar
Emprego Imobiliário Motores
iPad
'Temos todos os elementos para um acordo'

20 de Fevereiro, 2012
O ministro das Finanças francês, Francois Baroin, disse hoje que os ministros da União Europeia já têm tudo o que precisam para aprovar um segundo resgate à Grécia.

«Já temos todos os elementos para um acordo», afirmou Baroin em declarações à rádio Europe 1, antes do encontro dos ministros das Finanças da zona euro, em Bruxelas, no qual se espera a aprovação de um pacote de ajuda financeira à Grécia no valor de 130 mil milhões de euros.

Baroin revelou que vai defender essa posição no Eurogrupo, enquanto ministro das Finanças de França.

No domingo, o secretário de Estado do Tesouro norte-americano, Timothy Geithner, confirmou o apoio dos Estados Unidos a um novo empréstimo do Fundo Monetário Internacional (FMI) a Atenas.

Os ministros das Finanças da zona euro avaliam hoje, em Bruxelas, se a Grécia cumpre todos os requisitos exigidos para um segundo programa de assistência financeira, devendo acordar um novo pacote no valor de 130.000 milhões de euros.

Depois de semanas de muitas incertezas e tensão, parecem estar finalmente reunidas as condições para o Eurogrupo dar luz verde ao novo resgate a Atenas, tendo-se multiplicado nos últimos dias as mensagens de confiança sobre a obtenção de um acordo na reunião, que decorrerá ao final da tarde em Bruxelas.

Os sinais positivos surgiram inclusive da Alemanha, um dos Estados-membros que se mostrou mais exigente nas contrapartidas exigidas à Grécia.

O caminho para o novo programa de ajuda, que evitará a bancarrota da Grécia, ficou desbravado na quarta-feira, numa reunião por teleconferência dos titulares das pastas das Finanças do espaço monetário único.

No final desta reunião, o presidente do Eurogrupo, Jean-Claude Juncker, disse estar confiante de que os 17 estarão em condições de tomar uma decisão no encontro de hoje.

No anterior encontro do Eurogrupo em Bruxelas, a 10 de Fevereiro, o ministro das Finanças português, Vítor Gaspar, defendeu que o acordo para o segundo resgate à Grécia será um «importante elemento de credibilização e estabilização» para a área do euro e «muito benéfico para um país como Portugal».

Lusa/SOL




0 Comentários


PUB
PUB
Siga-nos
CD Carríssimas Canções de Sérgio Godinho
Assinaturas - Revista FEEL IT (PT)
Siga o SOL no Facebook


© 2007 Sol. Todos os direitos reservados. Mantido por webmaster@sol.pt