sexta-feira, 25 de Abril de 2014, 6:00
Pesquisa
pesquisar
Emprego Imobiliário Motores
iPad
Gregos dão vitória a partido pró-austeridade

17 de Junho, 2012
Os resultados oficiais, divulgados pelo Ministério do Interior grego, dão a vitória nas eleições legislativas ao partido da Nova Democracia (ND). Com 97% dos votos contados, o partido de centro-direita alcançou 30% dos votos contra os 26,9% alcançados pela Syriza - coligação radical de esquerda.

A Grécia foi a eleições para eleger um novo Governo depois do resultado inconclusivo das eleições de 6 de Maio. Em simultâneo, os bancos mundiais preparavam-se para uma eventual vitória da coligação radical de esquerda liderada por Alexis Tsipras e cerravam fileiras para uma possível saída da Grécia da zona Euro.

Para já, a Europa pode suspirar de alívio. A vitória do Nova Democracia assegura a continuidade das políticas aprovadas por Bruxelas.

Apesar de nenhum partido ter saído destas eleições com uma maioria no parlamento, a viragem radical à esquerda não se concretizou. Os partidos tradicionais do poder na Grécia mantêm-se no poder, sendo esperada uma coligação entre o ND e o PASOK, que alcançou 12,3% dos votos.

Da ténue coligação, que conta com 162 deputados (129 do ND e 33 do PASOK) em 300, fica ausente a Syriza, coligação de esquerda de Tsipras que conseguiu 71 deputados.

Os neonazis do Aurora Dourada, que alcançaram 7% dos votos, congratularam-se já com o resultado, que, de acordo com Nikolaos Mihaloliakos, líder do Aurora, é um claro sinal da ascensão dos nacionalismos na Europa.

AP/SOL




37 Comentários
Niajar
19.06.2012 - 10:31
Mas que grande chatiçe!!!Vendap,eu que acreditava que aquilo era o melhor que havia para os trabalhadores ,agora também fiquei desiludido!
vendap
19.06.2012 - 01:32
Niajar
18.06.2012 - 18:22
Já lá fui e não gostei do que vi.
Michio
18.06.2012 - 22:00
ahahahahahahahahaha que morcão me saiu o camarada vendapov...hahahaha não acerta uma hahahahahahahahahahaha
Niajar
18.06.2012 - 18:22

Vendap olhe que esse paraíso já existe na Coreia do Norte, informe-se bem porque o paraíso esta á sua espera e o camarada sem saber,existem voos para Pequim e depois é mais um saltinho até lá, desfrute desse paraíso!
vendap
18.06.2012 - 17:35
"logo o valor do meu trabalho subiria..." estou a ver que sim. Em Portugal, em quatro anos, o salário mínimo já paga o dobro dos trabalhadores, cerca de 640000 com um salário bestial de 380€ líquidos.
Como pode falar em procura e oferta no mercado de trabalho? acha que a relação entre empregado e empregador, é equilibrada? Quem é que detem maior poder nesta equação?

Claro que há classes sociais e elas não dizem só respeito ao trabalho. E é claro que há esquerdas e direitas.
dadi
18.06.2012 - 14:49
vendap
18.06.2012 - 11:54

Meu caro, essa visão de "classe social" em que os patrões estão lá e nós cá, já está ultrapassada. Eu quero que no meu país hajam milhares de patrões, e todos com um imenso sucesso nas suas empresas. Não sendo eu empresário mas sim assalariado, essa seria uma forma de ter vários interessados nos meus serviços especializados; logo o valor do meu trabalho subiria, as vagas disponíveis também e isso obrigaria os patrões a pagar melhor para terem o melhor serviço. Classe social? Uma ova! Oferta e procura é o melhor para quem quer e sabe trabalhar. Direita, esquerda? Uma ova também! Iniciativa privada é quem me dá trabalho! (como é óbvio não sou funcionário público).
vendap
18.06.2012 - 11:54
dadi
18.06.2012 - 09:13
Tudo se resume a uma falta de cultura política. Para começar falta-lhes a percepção de classe social. Como todos sabemos elas existem. O sistema vigente faz-nos crer que poderemos aspirar a uma subida de classe mas isso é mais improvável que acertar no totoloto. O meio socioeconómico onde se nasce é quase sempre determinante.
Cabe-me perguntar: sendo eu um mero trabalhador assalariado devo votar num partido de direita?
Óbvio que a resposta é não, não é à direita que encontro a melhor defesa dos meus humildes interesses. Exactamente da mesma forma, um executivo de uma grande empresa não encontrará num partido de esquerda a melhor defesa para os seus interesses. Isto é tão óbvio que poucos se atreverão a argumentar em contrário!
nsgoncalo
18.06.2012 - 11:49
Foste apanhado e as Musas também foram apanhadas… visite o blog para rir http://esorirmaisnada.blogspot.pt/
mundonovo50
18.06.2012 - 11:29
quijote
18.06.2012 - 09:26

A esquerda é pior que cair na m erda. Nunca foi outra coisa.

mas foi a direita, precisamente o partido que agora ganhou as eleições, que levou a Grécia à bancarrota
quijote
18.06.2012 - 09:26
A esquerda é pior que cair na m erda. Nunca foi outra coisa.
dadi
18.06.2012 - 09:13
vendap
17.06.2012 - 23:29

Ou talvez os gregos vejam algo que tu do alto da tua sapiência não consegues vislumbrar: é que a esquerda não resolve porra nenhuma. Só fala muito e gasta ainda mais até ao colapso final. E quem vier a seguir que pague...
DEIXALA
18.06.2012 - 07:16
Pois, para isso bastam os portugueses!
quijote
18.06.2012 - 00:55
vendap,
Os gregos ainda não estão em crise, mas vão ficar em breve muito mal. Interessa que saiam do euro o mais depressa possível. Nós não precisamos de caloteiros.
Michio
18.06.2012 - 00:21
Hahahahahah o camarada vendapov tem piada Hahahahahah
vendap
17.06.2012 - 23:29
vendap
17.06.2012 - 23:22
Ve-se bem que não sabe como se encontra o povo grego.
A mim espanta-me que apesar da difícil situação, de saber quem são os responsáveis, ainda premeiam com o seu voto os partidos de direita. Não haja dúvidas que tal como cá se aplica a máxima 'quanto mais me bates mais gosto de ti'. Triste carneirada!
vendap
17.06.2012 - 23:23
A incerteza continua nos próximos capitulos da novela grega.
vendap
17.06.2012 - 23:22
O Syriza será provavelmente o próximo governo grego se lhe derem o bonus dos 50 deputados.
Niajar
17.06.2012 - 23:21
Os gregos preparem-se vão ter bosta para comer e racionada não tarda muito ,quando a cabeça não tem juízo o corpo é que paga.Grécia com esta votação está igual como há pouco mais de um mês atrás ,gastaram dinheiro para que ? Peçam ao Al assad da Siria que ele governa isso maravilhosamente!
vendap
17.06.2012 - 23:21
A Europa, a tal que afiramava que o pacote era para cumprir, agora já diz que pode renegociar as medidas! A Europa está com medo e isso está bem patente.
vendap
17.06.2012 - 23:14
A Europa está longe de suspirar de alívio. Grécia terá de marcar novas eleições.



PUB
PUB
Siga-nos
CD Carríssimas Canções de Sérgio Godinho
Assinaturas - Revista FEEL IT (PT)
Siga o SOL no Facebook


© 2007 Sol. Todos os direitos reservados. Mantido por webmaster@sol.pt