sábado, 19 de Abril de 2014, 15:36
Pesquisa
pesquisar
Emprego Imobiliário Motores
iPad
Gigante asiático activa o primeiro porta-aviões

25 de Setembro, 2012
A China activou hoje formalmente o seu primeiro porta-aviões, numa altura em que crescem as tensões com o Japão devido à disputa de umas ilhas desabitadas no leste do Mar da China. O gigante asiático parece assim mais perto de alcançar as suas ambições de liderar o poder naval asiático.

Numa breve nota no site do Ministério da Defesa chinês, o governo chinês esclarece que o navio vai ser usado apenas para treinos sem tripulação, mas a longo prazo deverá ser usado para defender os interesses do Estado.

A entrega do porta-aviões «tem um significado importante na salvaguarda da soberania, segurança e desenvolvimento nacional, e na promoção da paz mundial e do desenvolvimento comum», lê-se no comunicado.

O porta-aviões Liaoning tem 300 metros de comprimento e trata-se de um navio soviético construído nos anos 80, que ficou depois nas mãos da Ucrânia aquando do colapso da União Soviética.

Muitos vêem-no como uma forma de a China projectar o seu status de potência mundial muito para lá das suas fronteiras, juntando-se aos milhões já gastos na modernização das forças armadas.

A mais recente aquisição da frota naval chinesa surge numa altura marcante para o poder chinês, tanto interno como externo. A par das disputas territoriais com o Japão que têm incendiado as ruas de protestos, está também para breve a transição do poder comunista para uma nova geração de líderes chineses.

AP/SOL




20 Comentários
ABA
25.09.2012 - 21:27
Aqui está uma arma que o Paulo Portas não se lembrou de comprar...isto sim, cheio de almirantes a passear até às Berlengas....ou a passar férias à borla em Porto Santo....o almirante que der o parecer deve ganhar uns 5 milhões.....
ASS1719
25.09.2012 - 20:11
FORAM AS LOJAS DOS CHINESES, QUE FINANCIARAM ESTE PORTA-AVIÕES...
vicentearaujo2
25.09.2012 - 19:05
A bomba atômica, rainha de todas chantagens atuais, foi roubada dos alemães. Hoje, estigmatizados como nazistas têm seu território ocupado por bases militares estrangeiras. Bomba,nem pensar!
quijote
25.09.2012 - 18:53
Isto é cópia dos projectos ingleses dos anos 50 roubados pelos espiões soviéticos.
De facto este porta-aviões só tem interesse operacional regional, mas pode servir o adestramente de guarnições para vôos mais altos.
vicentearaujo2
25.09.2012 - 16:44
O noticiário da mídia livre internacional está sempre a apontar o perigo à paz que representa um dos componentes do eixo do mal da hora, a China. Pois é... um porta-aviões, sabe-se agora. Quanta agressividade!
factos
25.09.2012 - 16:13
Para cá do Marão mandam os que cá estão!

Qualidade de Vida acima de tudo...
unicornio
25.09.2012 - 15:59
QUE SE LIXE A TROIKA MAIS OS CHINESES JAPONESES ALGARVIOS E ALENTEJANOS.
Raffael
25.09.2012 - 14:53
A China deve produzir mais 2 ou 3 modelos baseados nesse antigo projeto russo mas a partir talvez do 4º com a experiência adquirida já terá um projeto original seu para os próximos! Até lá o Brasil tb estará produzindo o seu. Aliás como se tratava do 1º porta-aviões chinês a Marinha do Brasil enviou a pedido do governo da China militares seus para demonstrar e ensinar como se faz o controle do tráfego de aeronaves no deque superior, conveses, elevadores etc de um porta-aviões.
factos
25.09.2012 - 14:50
Foi por causa destas politicas de guerra que o túnel do "Marão",foi suspenso!,por culpa dos Espanhóis..éhéh
GUEDES1955
25.09.2012 - 14:45
Espero que em breve possamos assistir à criação de uma zona de exclusão aerea sobre a Siria, e o seu regime assassino!
Quando isso acontecer, Assad e seu clâ não duram uma semana!
Quanto à China podia fazer-nos um favor: passavam por Lisboa com o porta aviões e limpam portugal da comunada, deixando-a no grande irmão, na coreia do norte!
O porta aviões pode vir tipo " Dronne" teleguiado para cá pois pra Coreia iráa abarrotar
quijote
25.09.2012 - 14:36
A China quer impor-se aos países vizinhos, Japão, Filipinas, Indonésia, Vietnam, Taiwan, Coreias, e fechar a base soviética de Vladivostok.
quijote
25.09.2012 - 14:22
Os tipo 209 não conseguem navegar no oceano à volta dos Azores.
quijote
25.09.2012 - 14:18
A defesa do porto de Lisboa também precisa de submarinos. Para manter os Azores Portugal precisaria de ter 12 submarinos de ataque nucleares da classe Virginia.
quijote
25.09.2012 - 14:13
A China quer impor-se aos países vizinhos, Japão, Filipinas, Indonésia, Vietnam, Taiwan, Coreias, e a base soviética de Vadivostok.
GUEDES1955
25.09.2012 - 14:05
O ano de 2012 está a ser muito complicado em todas as areas.
Espero que o ano passe rápido sem confrontos, e que os problemas se possam resolver em paz!
GUEDES1955
25.09.2012 - 13:50
xmxico - Completamente de acordo
viriatoluso
25.09.2012 - 13:36
Nós, para frenar os impulsos independentistas dos açoreanos e madeirenses compramos dois submarinos TOP aos alemões.
Os Chineses descobriram uns rochedos do Japão. Cheira-me a estratégia da EDP.
viriatoluso
25.09.2012 - 13:33
Valha-nos os submarinos TRIDENTE!
O Mexia a Comandante, Já! Os restantes tripulantes podem ser recrutados na AR e boys girls do CDS, PSD e PS.
pontaesquerda
25.09.2012 - 13:02
bem precisam dele para defender os "seus" interesses na edp quando esta for nacionalizada!...
xmxico
25.09.2012 - 12:47
É muito triste ver os paises a investir na guerra em vez de investir na paz


PUB
PUB
Siga-nos
CD Carríssimas Canções de Sérgio Godinho
Assinaturas - Revista FEEL IT (PT)
Siga o SOL no Facebook


© 2007 Sol. Todos os direitos reservados. Mantido por webmaster@sol.pt