sexta-feira, 25 de Abril de 2014, 8:38
Pesquisa
pesquisar
Emprego Imobiliário Motores
iPad
Parlamento boliviano vai pedir expulsão de diplomatas de Portugal, França e Itália

3 de Julho, 2013
O parlamento boliviano vai pedir a expulsão dos representantes diplomáticos de França, Portugal e Itália como represália pela interdição de sobrevoo do espaço aéreo ao avião do Presidente da Bolívia, anunciou hoje um deputado da maioria.

"Na quinta-feira iremos solicitar à chancelaria [Ministério dos Negócios Estrangeiros]que declare 'personae non gratae'" os diplomatas dos três países "por respeito pelos bolivianos e, acima de tudo, pela vida de um presidente", declarou Galo Bonifaz a um órgão de informação local.

O Governo boliviano divulgou hoje também que irá convocar com urgência os embaixadores de França e de Itália na capital boliviana, mas também o cônsul honorário português em La Paz, para explicarem os contornos deste incidente diplomático.

O embaixador em La Paz é o diplomata acreditado em Lima, capital do Peru, segundo o portal do Governo, pelo que deverá ser convocada Helena Margarida Rezende de Almeida Coutinho, em vez do cônsul-geral de Portugal em La Paz, George Rezvani Albuquerque.

Manifestantes estão concentrados desde terça-feira à noite em La Paz em frente a várias embaixadas internacionais para protestar contra os países europeus, incluindo Portugal, que recusaram abrir o seu espaço aéreo ao avião do Presidente da Bolívia.

Nesses protestos, foram queimadas bandeiras da França e da União Europeia e foram lançadas pedras contra a embaixada de França.

Fontes diplomáticas espanholas, citadas pela EFE, indicaram que foi decidido, como medida de precaução, encerrar hoje o Centro Cultural de Espanha na capital boliviana e os escritórios da Agência Espanhola para a Cooperação Internacional (AECID). Nas instalações da embaixada espanhola ficaram os funcionários necessários para garantir os serviços mínimos.

O avião de Evo Morales foi obrigado a aterrar de emergência em Viena, depois de ter sido desviado da sua rota inicial por suspeitas de que o ex-consultor da Agência Nacional de Segurança (NSA) Edward Snowden, acusado de espionagem pelos Estados Unidos, estaria a bordo.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros português confirmou hoje ter cancelado por "considerações técnicas" o sobrevoo de Portugal e aterragem em Lisboa do avião do Presidente da Bolívia na segunda-feira à tarde.

Em comunicado, o MNE acrescentou que a interdição de sobrevoo do espaço aéreo português foi levantada às 21:10 do mesmo dia, mantendo-se no entanto a interdição de aterragem "por considerações técnicas".

O avião presidencial acabou por descolar de Viena e foi autorizado por Espanha a fazer uma paragem técnica nas Canárias, seguindo depois de regresso à Bolívia.

Lusa/SOL




6 Comentários
Anonymous
04.07.2013 - 11:35
Até que em princípio,concordo com esse índio ladrão, aliás como todos ! Mas como o Rola-Bostas do nosso 'Colega' Catanduva disse ( 1.a vez na vida, diga-se de passagem ) se Portugal, França, terão de mudarem de fornecedores a entupirem as Ventas dos Democratas esquerdóides paneleiros, aí a Bolívia, que já é uma meRRRda, ficará pior...

Palavra de Consolo ao "Índio Boliviano" : PHODA-SE !

Mas sorte sua Índio ! A droga vai Contrabandeada, via BRAZUKA ( como não haveria de ser diferente...) e os paneleiros Democratas esquerdóides, continuarão a entupirem suas Ventas com o pó do Diabo ...
Anonymous
04.07.2013 - 11:33
Até que em princípio,concordo com esse índio ladrão, aliás como todos ! Mas como o Rola-Bostas do nosso 'Colega' Catanduva disse ( 1.a vez na vida, diga-se de passagem ) se Portugal, França, terão de mudarem de fornecedores a entupirem as Ventas dos Democratas esquerdóides paneleiros, aí a Bolívia, que já é uma meRRRda, ficará pior...

Palavra de Consolo ao "Índio Boliviano" : PHODA-SE !
catanduva
04.07.2013 - 10:27
Sem Bolivia, Peru e Venezuela Portugal não tem para quem vender os magalhães,
vai depender como nunca da remessa de dinheiro dos lavadores de sanita.
Michio
03.07.2013 - 23:07
umas coisinhas...

primeiro um comentario que li por ai e que faz todo o sentido.
"ver a comunada phodida é sinal que a medida foi acertada"

2º Mas qe diplomata português vai a a Bolivia expulsar se não tem nenhuma representação oficial portuguesa no seu territorio???

3º Alguem me explique qual a necessidade de um pedido de autorização de aterragem se o mesmo não pode ser negado???

4º Porque razão o pedido foi negado por motivos tecnicos dia 1 e mesmo assim a bolivia não tratou de arranjar outro itenerario durante que 2 dias???
fundamentalista00
03.07.2013 - 22:43
a democracia tem varios nomes, e esta é mais camuflada de todas que se chama democraCIA iNSAna...
Lagosta
03.07.2013 - 22:25
Até já os devia ter expulso, que são uma vergonha de antidemocracia.


PUB
PUB
Siga-nos
CD Carríssimas Canções de Sérgio Godinho
Assinaturas - Revista FEEL IT (PT)
Siga o SOL no Facebook


© 2007 Sol. Todos os direitos reservados. Mantido por webmaster@sol.pt