quarta-feira, 16 de Abril de 2014, 14:04
Pesquisa
pesquisar
Emprego Imobiliário Motores
iPad
Luso-esfera

13 de Fevereiro, 2012por José Ferreira Machado
Hoje – quando pessoas, bens e serviços cruzam todas as fronteiras e ligam as geografias mais remotas, movidos apenas por oportunidades de mercado – qual o valor das afinidades culturais e linguísticas?

A referência comum às múltiplas ‘esferas’ – Sino, Anglo, Indo ou Luso –, sugere que esses laços são importantes e susceptíveis de gerar riqueza. Mas como e quanta?

Na realidade, o Mundo é muito menos plano do que muitos acreditam, e as distâncias e diferenças ainda importam. Importam, porque as pessoas, mais do que as coisas, são decisivas; Importam, porque a cumplicidade nos negócios é mais fácil quando se partilham memórias e língua. Estima-se que as trocas comerciais entre dois países aumentam 42% quando partilham a mesma língua, 47% quando pertencem ao mesmo bloco de comércio livre, 114% quando têm moeda comum e 188% quando partilham um passado colonial (Pankaj Ghemawat, World 3.0: global prosperity and how to achieve it). Em suma, a língua é equivalente a um acordo de livre comércio e a partilha do passado pesa mais do que a da moeda.

O português é falado por 250 milhões de pessoas em todo o Mundo, a grande maioria nas orlas do Atlântico Sul. Este activo tem um enorme valor potencial que carece de ser completamente explorado. Como realizar esse potencial? O problema é complexo e tem múltiplas facetas, mas estou convicto de que qualquer solução passa pela transformação da CPLP numa efectiva comunidade de livre movimento e estabelecimento de pessoas.

Este conceito de uma CPLP ‘aberta’ provavelmente conflitua com o acordo de Schengen. Seria uma escolha agonizante, entre os irmãos de língua e os de continente. Mas Portugal só tem a ganhar na Europa afirmando-se resolutamente como um país Euro-atlântico.




1 Comentário
plagacio
14.02.2012 - 10:58
lá vem este cagar postas de pescada


PUB
PUB
Siga-nos
CD Carríssimas Canções de Sérgio Godinho
Assinaturas - Revista FEEL IT (PT)
Siga o SOL no Facebook


© 2007 Sol. Todos os direitos reservados. Mantido por webmaster@sol.pt