sábado, 19 de Abril de 2014, 0:15
Pesquisa
pesquisar
Emprego Imobiliário Motores
iPad
Assunção Esteves optou por reforma de 7 mil euros

20 de Novembro, 2011por Helena Pereira
A presidente da Assembleia da República, Assunção Esteves, recebe 7.255 euros de pensão por dez anos de trabalho como juíza do Tribunal Constitucional.

Por não poder acumular esse valor com o ordenado de presidente do Parlamento, Assunção Esteves abdicou de receber pelo exercício do actual cargo, cujo salário é de 5.219,15 euros. Mantém, no entanto, o direito a ajudas de custo no valor de 2.133 euros.

Assunção Esteves pôde reformar-se muito cedo, aos 42 anos, porque a lei de então contemplava um regime muito favorável para todos os juízes do Tribunal Constitucional.

Podiam aposentar-se com 12 anos de serviço, independentemente da idade, ou com 40 anos de idade e dez anos de serviço.

No Parlamento, mais 11 deputados e ex-deputados pediram uma subvenção vitalícia por terem exercido funções durante mais de 12 anos.

As subvenções vitalícias dos deputados acabaram em 2005, mas o regime transitório faz com que ainda haja deputados mais antigos com esse direito.

helena.pereira@sol.pt

 




297 Comentários
cevaso44
25.07.2013 - 13:53
Que ricos "juízes" ! ! !
mario1972
13.07.2013 - 11:26
Que grande palhaçada!!! mas os palhaços somos nós..pq andamos a trabalhar ..a sofrer, a ficar sem venciemnto, sem casa..para estes chulos trabalharem 10 anos e reformarem-se...enquanto nós temos que trabalhar ate aos 65-67 anos...mais de vinte anos que estes chulos e ainad andamos a pagar estas reformas milionárias..quando é que isto acaba??? acho que um dia vao ter que fugir daqui para fora
jsarmento
03.06.2012 - 20:51

Que raça esta que deambula pela política. Uma coisa é verdade, não tenho nem um bocadinho de consideração por esta raça. Nem raça são porque não tem estirpe, são arraçados
Liliana Perez
27.11.2011 - 00:22
E eu que não tenho créditos, nem contas, só pago taxas atrás de taxas e descontos atrás de descontos, também nunca votei PS / PSD / CDS pago a m**** destas crises e austeridades como os burros que não votam e os burros que votam nos partidos do sistema!

tá bem tá.
jcrf09
26.11.2011 - 23:52
Assunção Esteves optou por reforma de 7 mil euros...

...Isto por solidariedade com a crise ! Quando isto melhorar vai pedir um aumento...

Crisis ?? What crisis ??!!

Albernaz
26.11.2011 - 19:33
Mesmo que seja verdade que optou pela reforma do Tribunal Constitucional de 7.250.00 eur. é imoral porque a senhora nem sequer está em idade de reforma, e a prova é que, continua a trabalhar no Parlamento!!! com ajudas de custo, alcavalas,cartão de crédito que deve ser outro tanto!!!???
x52003
26.11.2011 - 12:29
Por dez anos 7.255 Euros, eu vou ter que andar cá 45 anos e vamos a ver se ainda recebo alguma reforma! Isto não é um gozo?
Xico Xulo
25.11.2011 - 12:39
Isto é o pais dos chicos espertos.Juízes aposentar-se com 12 anos de serviço?? Quando esta bandalheira vai acabar? Felizmente estas situações injustas agora vão sendo denunciadas. É um Sistema judicial sem nenhum sentido de justiça, feito á medida de uns quantos chicos espertos. Como é normal neste pais, o tribunal de contas fecha os olhos pois não vai denunciar os seus amiguinhos...
Riachense
24.11.2011 - 21:08
"Assunção Esteves pôde reformar-se muito cedo, aos 42 anos, porque a lei de então contemplava um regime muito favorável para todos os juízes do Tribunal Constitucional.Podiam aposentar-se com 12 anos de serviço, independentemente da idade, ou com 40 anos de idade e dez anos de serviço."
Esta senhora, tanto quanto julgo saber, foi juíza do Tribunal Constitucional durante oito (8) anos. Nem 12 nem 10. Como é?
coyote
23.11.2011 - 18:52
Mas foram 10 anos de muito trabalho, acho justo.
Albernaz
22.11.2011 - 14:34
Esta conversa de que optou por uma reforma é tudo treta para enganar papalvos...
novesfora
22.11.2011 - 14:04
Se não as pagarem aqui em algum lugar as hão-de pagar.


novesfora
22.11.2011 - 14:03
Ela pinta o cabelo e milhares de crianças por esse País fora e velhotes com reformas de miséria passam fome.

LeiteVelho
22.11.2011 - 11:17
E são douradas as pensões de pessoas que primeiro "queimaram as pestanas", que trabalharam e descontaram durante 50 anos da sua vida? Esta situação causa revolta e também me mete nojo.
Estamos "quase todos" a pagar pelos erros cometidos, desde os Drs. Mário Soares, passando pelo Cavaco Silva e a seguir um tal "dito" Engenheiro. São todos uma Cambada de oportunistas e hipócritas.TODOS.
Platao
22.11.2011 - 00:32
Oscar da Rocha
21.11.2011 - 14:17

Filho da phuta, o teu discurso e muito interessante mas mais uma vez denota aquele travo a saloio-cagarola que ja se tornou a tua imagem de marca.

Mas que interesse tem o facto da senhora ser ex de um qualquer labrego xuxa?

A "socielite" esquerda caviar tera as suas hierarquias e protocolos. Tal e qual como qualquer pocilga ou monarquia. Mas essas mherdas so interessam aos porcos que nelas habitam ou aos larilas que se interessam pela geneologia e pelas glorias dos seus "quinquesimos" tetaravos. Regra geral servem de desculpas esfarrapadas para a falta de reconhecimento alheio e auto-estima do proprio que dessas quimeras se ocupa ou preocupa. Pela consistencia da insistencia, sera esse o teu caso, filho da phuta?

Deixa-te disso, bananas!
Platao
22.11.2011 - 00:18
Coincidentemente, hoje mesmo o chefe de governo deste pais de mherda apelava a qualquer coisa que me cheirava vagamente a positivo.

Alguem faria o favor demostrar este conjunto de comentarios ao pedrito? Parece-me expressivo.

E que o pedrito ainda nao tem nocao do que esta para chegar. Porque se tivesse entenderia que os sacrificios que pede so serao aceites quando acabar com estas "coisas". Noutros tempos ninguem reparava. Hoje sao, muito justamente, como faiscas numa esfera de gas liquido...

E que o pedrito pensa que o equilibrio das contas publicas se faz apenas pelos grandes numeros - cortando nas centenas de milhares ou nos milhoes que sao esmifrados ao tutano.

Esquece-se que os milhares que ainda assim estao a margem da crise sao obrigatoriamente chamados a dar o seu contributo - diminur 5 mil Euros num pote abstruso e, obviamente, injusto, anacronico, arbitrario, insensato, de 14 mil e tal Euros nao e suficiente.

Acabar com estes privilegios determinados pelos poderes canalhas que entre eles se governaram nao e opcional, e obrigatorio e urgente.

Mas o pedrito la sabe. Prefere apelar aos trouxas para que continuem a se-lo...

Platao
21.11.2011 - 23:52
Oscar da Rocha
20.11.2011 - 15:42

Filho da phuta, sem querer imiscuir-me em demasia na conversa alheia (nao tanto por cortesia mas porque achar que os filhos da phuta nao devem levar mais na tromba do que o estritamente necessario), nao quero ainda assim deixar de te explicar que tambem tu es, obviamente, um cadaver adiado. O que te distingue dos demais e que fedes desde o dia em que nasceste, pelo que no teu caso particular, o adiamento ja vai longo.

Faz-nos la esse favor a todos de acabar rapidamente com a agonia...
BARBACENA
21.11.2011 - 20:22
Oscar da Rocha
21.11.2011 - 14:17

Tanso repelente... Bajulador de merd4.
herminios
21.11.2011 - 18:49
está tudo dito
grande país
antoniopestana
21.11.2011 - 18:48
UMA JUIZA QUE TRABALHA DEZ ANOS E RECEBE UMA PENSÃO VITALÍA AOS 50 ANOS DE 100 MIL ANUAIS,SE VIVER ATÉ AOS 90 ANOS DE IDADE,ACABA POR RECEBER 4 MILHÕES MAIS 1 MILHÃO POR 10 ANOS DE TABALHO.O QUE DÁ UMA DESPESA PÚBLICA DE 500 MIL EUROS POR CADA ANO DE TRABALHO COM APENAS UM JUIZ.

SÓ PARA NÃO SER CONIVENTE COM TAMANHOS CHUPISTAS,JAMAIS RECORREREI A UM TRIBUNAL CONSTITUCIONAL...NEM QUE A VACA TUSSA.






PUB
PUB
Siga-nos
CD Carríssimas Canções de Sérgio Godinho
Assinaturas - Revista FEEL IT (PT)
Siga o SOL no Facebook


© 2007 Sol. Todos os direitos reservados. Mantido por webmaster@sol.pt