quarta-feira, 16 de Abril de 2014, 11:11
Pesquisa
pesquisar
Emprego Imobiliário Motores
iPad
Relvas reitera que Passos vai de 15 em 15 dias ao Parlamento responder aos deputados

8 de Fevereiro, 2012
O ministro Miguel Relvas reiterou hoje que o primeiro-ministro vai quinzenalmente ao Parlamento responder aos deputados, acrescentando que essa é «a posição clara» do Governo em relação ao pedido de audição de Passos Coelho por causa das secretas.

«O senhor primeiro-ministro vem ao Parlamento, de acordo com o regimento, de 15 em 15 dias, responder às questões dos senhores deputados. Essa é a posição clara e objectiva do Governo e é assim que acontecerá», disse o ministro-adjunto e dos Assuntos Parlamentares em declarações aos jornalistas na Assembleia da República.

Perante a insistência dos jornalistas, que lhe perguntaram se só nessa circunstância o primeiro-ministro responderá a questões de deputados, Miguel Relvas respondeu de novo: «O senhor primeiro-ministro virá ao plenário de 15 em 15 dias, aos debates quinzenais. É isso que está no regimento, é isso que vai acontecer».

A presidente do Parlamento, Assunção Esteves, convocou a Mesa da Assembleia da República para uma reunião na quinta-feira às 12h, com o objectivo de discutir o requerimento potestativo do PCP para ouvir o primeiro-ministro sobre as secretas.

O presidente da comissão de Assuntos Constitucionais anunciara hoje que ia solicitar à Mesa da Assembleia da República para que procedesse à interpretação do regimento no caso do pedido potestativo do PCP para ouvir o primeiro-ministro sobre as secretas.

Para Miguel Relvas, que falava aos jornalistas no final de uma reunião com os deputados do PSD, «estas matérias não são matérias para jogos políticos, para tentar atirar areia e poeira para cima do debate político. São matérias muito sensíveis, muito importantes, estruturantes para o país, não se pode fazer politica com coisas tão sérias».

Questionado também sobre declarações recentes de Passos Coelho que levaram a oposição a considerar que chamou «piegas» aos portugueses, Miguel Relvas respondeu que «os portugueses sabem das dificuldades que o país atravessa, sabem também da seriedade e da coragem que o primeiro-ministro e o Governo tem tido para enfrentar estes problemas».

O primeiro-ministro, acrescentou, «é conhecido pelos portugueses pela sua seriedade, pela sua coragem, basta ler e ouvir aquilo que escreve e diz para perceber que as suas intenções são tirar Portugal da sua situação em que hoje se encontra».

Para o ministro, o «Governo lidera essa estratégia, mas responsabilidade é de todos» e «todos os portugueses estão convocados para esta missão» de Portugal ultrapassar os sues problemas.

«Isso não se faz com discursos, faz-se com actos, faz-se com sacrifícios, mas acima de tudo com muito, muito trabalho. A larga maioria dos portugueses, que trabalha muito, sabe que assim é», acrescentou.

Questionado também sobre declarações da chanceler alemã, Angela Merkel, que disse ter havido uma má aplicação de fundos estruturais na Madeira, o ministro disse apenas que todos esses fundos «são aprovados por entidades europeias» e que «há auditorias», recusando outros comentários. «Não quero estar a alimentar polémicas, é muito fácil andar no jogo das palavras a toda a hora, a todo o momento, não é isso que os portugueses querem e não é por aí que passa seguramente a resolução dos nossos problemas», afirmou.

Relvas recusou também responder a questões relacionadas com a demissão da direcção de informação da RDP, por ser um assunto já «batido» e por se tratarem de «questões artificiais».

Lusa/SOL




4 Comentários
pedescalco
08.02.2012 - 23:22
...
outra vez?! Já não há pachorra para ver este tipo aqui nas noticias!

Será que ele tem quotas na administração do SOL?


viriatoluso
08.02.2012 - 22:03
Este Maçon nada diz contra aas bojardas da gorga Angela?!
Cobardolas,não tem tomates para defender Portugal.
Portugalix
08.02.2012 - 22:02
Este bronco levou este tempo todo para dizer isto….

A politica é muito madrasta. Cavaco Silva não ganha para as despesas, Dias loureiro desaparecido, Duarte Lima e José de Oliveira e Costa presos. Isaltino envias de ir de saco e Major Loureiro em fitas à justiça. Não à duvida que a politica é desgastante.
mundonovo50
08.02.2012 - 22:00
- Dias Loureiro sobre Miguel Relvas.

é um rapaz que ajudei muito quando veio para Lisboa



PUB
PUB
Siga-nos
CD Carríssimas Canções de Sérgio Godinho
Assinaturas - Revista FEEL IT (PT)
Siga o SOL no Facebook


© 2007 Sol. Todos os direitos reservados. Mantido por webmaster@sol.pt