segunda-feira, 21 de Abril de 2014, 15:41
Pesquisa
pesquisar
Emprego Imobiliário Motores
iPad
Militares vão ter promoções e aumentos

22 de Fevereiro, 2012por Helena Pereira
Afinal, vai haver promoções e respectivo aumento salarial nos três ramos das Forças Armadas. A garantia é do Ministério da Defesa, numa altura em que está instalado um autêntico clima de tensão e mal-estar entre os militares e o poder político.

«São inevitáveis as promoções e o aumento de salário», afirmou ao SOL fonte oficial do Ministério da Defesa. Nas duas últimas semanas, o ministro tem reunido com as chefias militares para acertar as listas de efectivos a serem promovidos. Já há a garantia de que os ramos têm verba suficiente para custear o aumento de salários sem que isso acarrete aumento geral de despesa. «É uma questão de rigor e de números», resume o Ministério. Falta apenas definir o número de promoções a fazer em cada um dos ramos.

As promoções ficaram congeladas com a aprovação do Orçamento do Estado para 2012. Depois disso, o Governo chegou a admitir fazê-las, mas sem pagar o respectivo aumento de vencimento, o que indignou as chefias militares, nomeadamente o Chefe de Estado-Maior General das Forças Armadas. O general Luís Araújo veio advertindo o Governo e mesmo a Presidência da República para o risco de tal medida para a «hierarquia» das Forças Armadas.

Esta abertura do Ministério da Defesa vem somar-se ao anúncio feito esta semana da incorporação de 3800 voluntários este ano. A maioria, 3400, vai para o Exército e os restantes para a Força Aérea. Isto é possível porque estes ramos já estão com um nível de efectivos abaixo do limiar mínimo. O Exército tem actualmente 12.939 contratados.

As boas notícias podem ajudar a dissipar o clima de mal-estar que está instalado. Ainda esta semana, o capitão de Abril Vasco Lourenço convidava Aguiar-Branco a «emigrar», depois deste ter dito que as Forças Armadas tal como estão são «insustentáveis».

Ontem, algumas centenas de militares concentraram-se em frente à residência oficial do primeiro-ministro para protestar contra os cortes salariais (que afectam a função pública) e a regressão salarial aos níveis de 2009 que atinge um lote de 4.000 efectivos.

Na terça-feira, o protesto foi mais insólito. Uma grande parte dos sargentos da Base Aérea de Monte Real recusou almoçar na messe, como forma de protesto no dia em que o ministro da Defesa visitava aquela unidade militar. «Foi uma forma muito singela de mostrar a insatisfação que está instalada. Só não vê quem não quer», afirmou ao SOL o presidente da Associação Nacional de Sargentos, António Lima Coelho.

helena.pereira@sol.pt




82 Comentários
FABM
17.03.2012 - 12:46
É justo! Afinal de contas o enquadramento é deficitário!
FernandoAlves
28.02.2012 - 09:18
Aguiar Branco borrou-se todo..... os militares tomaram o país de assalto mas de forma silenciosa.... e parece que ainda ninguém deu por isso. Para isso acabem com as FA's que eu nem sei, no actual quadro geo-estratégico, para que serve tal despesa. Roubam armas, ninguém sabe quem foi, coronéis e generais em falcatruas financeiras nas compras, os célebres submarinos (falcatruas conjuntas com a política), enfim.... querem mais?
Platao
27.02.2012 - 01:46
Que sirva de exemplo aos restantes reivindicadores.

Se a FENPROF quer aumentos, peca emprestados uns tantos Pandur e F16, mais umas tantas G3 para distribuir pelos seus associados...

E ainda ha quem acuse o governo de falta de sensibilidade aos argumentos dos outros. Tudo depende de como e formulada a argumentacao...

Da chorar a rir!
icebreaker
26.02.2012 - 05:33
isto anda um bocado às avessas..

as Forças Armadas assumem-se cada vez mais como uma força de ameaça interna, mais do que de uma força de protecção externa..

qual o País nosso vizinho a quem poderiam fazer frente?.. mas aos representantes do País que lhes paga os ordenados, já são capazes de bater o pé..

numa altura de crise social profunda cai mal que digam "ou nos pagam ou fazemos uma revolução"!.. pelos vistos de heróis a traidores, basta apenas um "tostão"..

com guarda-costas destes quem precisa de inimigos?..
AugustoSantos
25.02.2012 - 20:57

e assim lhes taparam a boca por forma a se manterem quentinhos no poleiro...


lzambu2
25.02.2012 - 00:30
A noticia faria mais sentido assim:

Ministro cobardolas, aumenta xulos.

Ó Aguiar
Por acaso sabes a nojeira como se processam as colocações e as promoções nas FA? O amiguismo e compadrio que lhes preside?

Quanto em despesas de representação custam, por exemplo, ao erário publico, anualmente, os comandantes de unidades?

Um militar com o antigo 5º ano ganha mais que um enfermeiro, que um professor, que licenciados. Porquê?

E vá lá, vá lá que os da 4ª classe já estão todos reformados...

E porque é que uns tem as carreiras congeladas e outros não?

E quem é mais necessário nesta sociedade burrificada e estupidificada à custa de políticos incompetentes que nos tem governado desde a abrilada?

Filhos da pu ta.

Este país precisa de uma tunisificação ou egiptização.

P'rá rua sem medo.

Está na hora de motins.

E os militares levam nas fuças, essa totozada do bate charuto e do ar condicionado.

P´ró karalho Aguiar. Facof.

Jalopes
24.02.2012 - 18:55
É tempo dos militares que não estão satisfeitos saírem para a vida civil e verem o que custa a vida!
Orquideaib12
24.02.2012 - 17:46
Não concordo pois se somos todos portugueses as dificuldades e esforços têm de ser para todos.
Não sou a favor da função publica mas neste caso acho que se eles não têm direito os militares que tambem pertencem ao estado não deveriam ter o aumento.Apesar de serem eles que representam o povo em vez de se queixar deverim sim juntarem-se a nós para ajudar a contribuir.Se formos a ver os bombeiros que muitos são voluntarios esses sim são os primeiros a dar auxilio e apoio sem receberem aumentos, horas extras e muitos sem salario.
A esses herois ninguem os vê a protestar nem ameaçar com revoluções.
provinciana
24.02.2012 - 16:36
Estes militares quando se enervam falam logo em revoluções, mas basta não cortar na ração do milho para lhes passar os nervos revolucionários.
Uma bos corja!
match3380
24.02.2012 - 14:27
Aos críticos destas medidas à muito que estes Homens que servem o pais e que mesmo não ganhando horas extraordinárias dão o seu melhor quando solicitados, esses mesmos Homens que a qualquer fase da carreira têm de ter disponibilidade para servir a sua instituição em qualquer ponto do pais e mesmo do globo, não podem ser tratados como quaisquer funcionários públicos pois não o são, sim porque esses os que são realmente funcionários públicos basta-lhes falar em sair da área de residência e já saem a fazer greve, e a reclamar os seus direitos se deixam de receber horas extra ou se essas descem de 700 para 300 coitadinhos...
Antes de dizerem mal pensem antes de escrever e não lhes chamem chulos que não os são porque em caso de necessidade são os primeiros a ser chamados e não apontam as horas extra que fazem.
Sejam críticos mas pensem antes de escrever e pensem no porquê das coisas.
jcesar
23.02.2012 - 20:21
xuxinhas
23.02.2012 - 17:04

Eu fui um dos que critica esta medida, e não tenho nada contra os militares.

Eu critico os Governantes por tratar Portugueses de maneira diferente, como afirmou somos todos Portugueses, por isso não se justifica que haja profissionais com regimes de excepção, como está a acontecer, e não é só com os militares.
unicornio
23.02.2012 - 20:10

joper
23.02.2012 - 10:20
denunciar
Para joper
Na quarta feira de madrugada um padeiro, na zona de alcobaça esteve toda a madrugada a trabalhar para que os pilotos do helicoptero conseguissem ter forças para resgatar o idoso.Será que este idoso alguma vez agradeceu ao padeiro, pois sem o pão deste os pilotos nunca teriam conseguido resgata-lo. Deixe-se de m**das ó joper
xuxinhas
23.02.2012 - 17:04
Para todos os senhores que escreveram aqui contra os militares, e não sou militar, deviam era ter juizinho, já tem idade para tal.
Se não sabem, são eles numa situação de calamidade, de guerra, são os primeiros a chegarem a frente, por isso deveriam ter mais respeito.
Chulos da sociedade é todo povo português, que fogem aos impostos. Todos temos culpa, claro que há uns mais que outros.
Mais uma vez, devia estar todos caladinhos referente aos militares, antes de serem militares são portugueses, como todos voces.
Se tivesse comentarios destes contra estes individuos que defendem o nosso pais, chegava a casa e enforcava-me.
Somos portuguese, do varredor, ao militar, do medico, ao Presidente da republica.
Tenham vergonha minha gente. Com comentarios destes não vamos longe...continuamos os mesmos tristes.
gralhix
23.02.2012 - 16:46
Um Oficial egípcio terá dito sobre a guerra dos seis dias o seguinte:
-(...) nós éramos um exercito feito para paradas e mostrar poder aos opositores do regime,(...) não estávamos prontos para guerra como Israel.(...) Os nossos políticos metiam-se nos assuntos militares a todos os níveis (...) levando-nos á derrota!
Conclusão da história:
Os políticos tratem dos seus problemas que os militares e tratam dos seus.Iisto é uma coisa que serve tanto para políticos como militares e forças de segurança!
por outras palavras:

"Cada Macaquinho no seu Galho"
Megastore Gadgets
23.02.2012 - 11:15
CLARO!!! ELES JÁ SE ESTÃO A ENERVAR COM ESTA ***@ TODA, LOGO ANTES QUE ELES SE ZANGUEM A SÉRIO E DEMITAM O CHAMADO "GOVERNO" À FORÇA...

NÃO PODES CONTRA ELES, JUNTA-TE A ELES...

O QUE VALE É QUE EM CASO DE UMA PEQUENA GUERRA CIVIL QUE NÃO DEVERÁ TARDAR MUITO, OS MILITARES VÃO ESTAR AO LADO DAS POPULAÇÕES AO CONTRÁRIO DO QUE OS PALHAÇOS PENSAM
silveira
23.02.2012 - 10:25
O quê?!... A que propósito o governo se rende ao lobby militar, penalizando todas as outrs classes civis?
Que raio de governo é este?
Na verdade o regime democrático nestá moribundo, gasto pela classe política corrupta, e é preciso que apareça um homem com pulso de ferro, um estadista!...
joper
23.02.2012 - 10:20
Para unicornio
Na quarta feira de madrugada um padeiro, na zona de alcobaça esteve toda a madrugada a trabalhar para que os pilotos do helicoptero conseguissem ter forças para resgatar o idoso.Será que este idoso alguma vez agradeceu ao padeiro, pois sem o pão deste os pilotos nunca teriam conseguido resgata-lo. Deixe-se de m**das ó Unicornio
joper
23.02.2012 - 10:19
Para unicornio
Na quarta feira de madrugada um padeiro, na zona de alcobaça esteve toda a madrugada a trabalhar para que os pilotos do helicoptero conseguissem ter forças para resgatar o idoso.Será que este idoso alguma vez agradeceu ao padeiro, pois sem o pão deste os pilotos nunca teriam conseguido resgata-lo. Deixe-se de m****s ó Unicornio
emadio
23.02.2012 - 03:54
ESTAS CHEFIAS MELITARES DE HOJE SAO IGUAIS AOS POLITICOSSO QUEREM TACHO POR CAUSA DESTA CANALHA DE CHEFIAS MELITARES E QUE PORTUGAL ESTA COMO!! ESTA ESTES NUNCA DEFENDERAM A PATRIA MUITO MENOS HORARAM O JURAMENTO DE BANDEIRA SAO TODOS FARINHA DO MESMO SACO!!!! SO SERVEM PARA CHULAR O POVO TAIS COMO TODOS OS POLITICOS SAO OS XULOS DO POVO E DA NACAO!!!! ESTAS CHEFIAS MELITARES DEVIAM SER TODOS FOZILADOS PELA DESONRA E DA TAICAO FEITA CONTRA A PROPRIA PATRIA !!!!!!!!!!!!!!
mvigario
23.02.2012 - 00:05
Lindo!
Este governo não ponta de vergonha... nem coluna vertebral!



PUB
PUB
Siga-nos
CD Carríssimas Canções de Sérgio Godinho
Assinaturas - Revista FEEL IT (PT)
Siga o SOL no Facebook


© 2007 Sol. Todos os direitos reservados. Mantido por webmaster@sol.pt