sexta-feira, 25 de Abril de 2014, 3:25
Pesquisa
pesquisar
Emprego Imobiliário Motores
iPad
Sócrates aposta em negócios das arábias

14 de Novembro, 2010Por Helena Pereira
Governo fez road-show em vésperas do leilão de dívida soberana. A rota incluiu os Emirados, o Qatar e a Arábia Saudita.

O secretário de Estado do Tesouro, Costa Pina, deslocou-se no início desta semana a países como a Arábia Saudita, Emirados Árabes Unidos e o Qatar, chefiando uma delegação em que participaram também os presidentes da Parpública e do Instituto de Gestão do Crédito Público.

Segundo o Ministério das Finanças confirmou ao SOL, a deslocação «para contactos com as autoridades e investidores no Médio Oriente» destinou-se a «promover o estreitamento das relações comerciais e de investimento entre os respectivos países e Portugal». Na bagagem, o Governo português levou vários dossiês: mercado de dívida pública, programa de privatizações, sector energético e matérias relativas à dupla tributação.

O Ministério das Finanças esclarece que a viagem não teve especificamente a ver com o leilão de quarta-feira, uma vez que, no que diz respeito às questões de dívida pública, os contactos são «regulares, à semelhança de todos os que são regularmente efectuados em várias regiões (Europa, Estados Unidos e Extremo Oriente), tendo em vista o objectivo estratégico de diversificação da base de investidores».

Apesar da indefinição sobre se conseguia ou não colocar no mercado os 1.242 milhões de euros em dívida de longo prazo, Portugal atingiu esse objectivo na quarta-feira (a procura superou três vezes a oferta), apesar de tê-lo feito com a taxa de juros mais elevada do ano – 6,8%. A esmagadora maioria dos compradores são estrangeiros.

Para além do Médio Oriente – cuja aproximação a Portugal ficou também provada nos votos que deu para a recente eleição do nosso país para o Conselho de Segurança da ONU –, o Governo português ‘namorou’ nos últimos dias a China, que chegou publicamente a admitir quer comprar títulos da dívida portuguesa. Na visita a Lisboa, no final da semana passada, Hu Jintao garantiu que a China está disposta a «tomar medidas concretas para ajudar Portugal a ultrapassar a crise financeira global».

 

Sócrates passa fim-de-semana em Macau

Ontem e hoje, domingo, José Sócrates está em Macau, para ter reuniões com o primeiro-ministro da China, Wen Jiabao, e com empresários. Numa altura de crise na Europa, não é só Portugal que se vira para o Extremo Oriente. Mesmo países como o Reino Unido estão também empenhados em reforçar as suas relações com os chineses.

Augusto Mateus, ex-ministro da Economia de António Guterres, não se deixa impressionar pela vontade anunciada do Governo de diversificar os credores do Estado. «Não é uma estratégia, é uma realidade, tem que ser o dia-a-dia», comentou ao SOL, lembrando que a China é o maior possuidor de dívida pública soberana e que «todos os países com excedentes na balança estão a comprar dívida soberana».

A eurodeputada do PS, Ana Gomes, contudo, não vê com bons olhos uma ligação mais estreita com a China por esta via. Em declarações ao SOL, a socialista considera que vender dívida à China é «altamente preocupante e inquietante».

«Se Portugal não se sabe governar e não tem outros meios, prefiro que se recorra ao FMI que actua com regras determinadas, mas sem condicionar politicamente a posição do nosso país», defende. «A China não dá ponto sem nó. É evidente que a China vai querer condicionar Portugal a não falar de direitos humanos, do Dalai Lama, do prémio Nobel», explica, acrescentando ser «extremamente perigoso» a China controlar a economia europeia.

No mesmo sentido, ou seja, por suspeitar de compromissos económicos, o BE questionou esta semana a recusa do secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros e da secretária de Estado da Igualdade em receber em audiência a activista sarauí Aminetu Haidar.

helena.pereira@sol.pt




183 Comentários
Filipa Mello
16.11.2010 - 18:06
Os salam aleques da musa do Platão acabaram-se...finitto. Foi finalmente expulsa!
factorz
16.11.2010 - 08:05
Tanto tempo com a mala fechada, é claro que a Lindadesuza tinha de arejá-la.

Há mais ó não? Não? Então, vá comprar um baton.









Platao
16.11.2010 - 04:14
Sheila,

Se tem tanta tradicao, nao me parece que lhe faca honra com este tipo de conversa. E muita tradicao junta... para se perder em imbecilidades.

E respeitando a nossa tradicao, por curta que seja, e respeitando o facto de se encontrar entre nos que mostra a sua. Vir a minha casa dizer que a sua e muito melhor e que a minha nao presta, nao e bonito. Como nao vivo em Portugal tenho esta questao bem presente por que lido com ela todos os dias, ha muitos anos e em sitios com tradicoes bem distintas - incluindo as suas (a brasileira e a muculmana, sunita, ismaelita...).

O nivel a que a conversa chegou nao pode honrar ninguem que se sinta merecedor de qualquer tradicao, a nao ser que seja a da barbarie. Se quiser continuar, e decisao sua.

Nao caia no mesmo erro, tomar o todo pela parte.

E tudo.

Salam!

quartocrescente
15.11.2010 - 20:06
Platão

Por mim, assunto encerrado, porque para mim, o que deu origem à nossa troca de comentários é apenas um dejecto de esgoto que miserávelmente caíu aqui.

Basta ler o que escreve (apesar de ser uma enorme admiração para mim uma "coisa" daquelas ter capacidade para escrever. Os magalhães poderão explicar o acesso a um computador).

Não me vou dar à trabalheira de fazer copy-pastes das suas frases, dirigidas a mim, onde o sr. sugere implicitamente a minha falta de respeito para com as outras raças e credos, a minha pseudo arrogância pelas classes mais desfavorecidas e mais esses blablas todos.

Apenas me insurgi ao vê-lo atacar uma cidadã portuguesa em defesa de uma estrangeira, sendo que a culpa TODA é da estrangeira.

Se não conhecia o historial, na minha opinião deveria ter
-se abstido.

Mas não vou alongar-me mais. Assunto encerrado.

Cumptos.
Platao
15.11.2010 - 19:39
Quartocrescente,

Tenho-a em boa conta. Sem ter a pretensao de ser perfeito, ainda nao vi onde esta o meu erro.

Ja vi muitos compatriotas enterrarem-se uns aos outros por se defenderem a exaustao, mesmo sem razao outra que o facto de serem... compatriotas.

Os improperios da Sheila ja deviam ter acabado, ha muito. Para nao dizer que nem deviam ter comecado. Nao sao culpa minha.

Se reparar, foi o que tentei fazer. As intencoes ficam...
quartocrescente
15.11.2010 - 19:09
Platão às 14:08

O problema é que o que se escreve, não pode ser negado ou apagado, como o que se diz.

Quando dizemos alguma coisa que depois até vemos que não devíamos ter dito, resta-nos sempre a escapatória de tentarmos corrigir:" não me expliquei bem, ou não me percebeu bem, eu não disse *pires*, disse *peres* e outras coisas do género.

O que o sr. escreveu ontem é, na minha opinião, inadmissível para um compatriota meu.

Pode tentar racionalizar, dar-lhe as voltas retóricas que entender e conseguir, tornear a semântica e por aí fora. Comigo, isso não dá resultado. Lamento muito, por si, mas não dá mesmo nenhum resultado.

O que escreveu está lá, e ficará lá. Com o seu efectivo significado e intenção.

Penso, apesar de poder estar errada, que quem aqui escreve é adulto.

Como tal, antes de clickar em "comentar", tem as oportunidades todas do Mundo para analisar bem o que escreve. Depois de clickar, a responsabilidade fica atribuída sem retorno.

A quem, aqui, já não aconteceu ter-se arrependido de uma falha dessas?

Portanto, deixe-me que lhe peça um favor: a mim, não me aconselhe nem tente ensinar nada e, muito menos, não me tente dar lições de moral, de civismo e de respeito pelo próximo, está bem?

Se "não lhe escapar", verá que o sr. deu ainda mais azo e força a que me fossem dirigidos impropérios que não passariam sequer pela cabeça de uma besta irracional.

Um bom resto de dia para si.
factorz
15.11.2010 - 19:07
Talvez, se ele pensasse em vender a gente estúpida deste País à beira mal plantado, fizesse o negócio das arábias.


Se todos fossem como Sócrates outro galo cantaria.


Anda o Robin Hood a espalhar milho para pardais e pérolas para porcos...


Há de adiantar muito...

Se fosse eu dava o fora e eles que se governassem . O mais certo é que morram todos à fome.




CondedeMenteTriste
15.11.2010 - 18:43
«Sócrates aposta em negócios das arábias»


Vai vender magalhães e comprar burkas???
Manuel Ramos
15.11.2010 - 17:56
E a mendigajem continua, os pobres não podem mendigar, mas quando são os políticos incapaveis já tudo é permitido, Portugal a mendigar, até a países que estão considerados dos mais pobres do MUNDO.
Verdadeiro1
15.11.2010 - 16:18
Existe alguma possibilidade de aproveitar uma destas viagens do Socrates ao estrangeiro e impedi-lo, por razões de saúde pública, de voltar a entrar no País? Não? É pena, mesmo muita pena!
Platao
15.11.2010 - 14:26
AJPC,

Por mais que grite nao vai a lado nenhum.

Entenda la de uma vez por todas que o BPN e tanto do PSD como do PS. Se nao o fosse o socrates tinha-o deixado cair. E se nao o fosse o constancio teria actuado muitos anos antes da catastrofe.

Repare sobretudo que desde a nacionalizacao nada mais se sabe, incluindo quem deve dinheiro sem o pagar, quanto ja foi injectado pela CGD, que garantias adicionais o Estado deu, enfim quanto nos custa e quem sao os culpados.

O BPN e uma enorme fraude. Os defraudados, para alem dos seus clientes e alguns accionistas menos despertos, passamos a ser todos nos desde que socrates o decretou.

Tenha vergonha e abra os olhos. Voce ainda nao percebeu quem socrates e. Ele agradece a burros como voce. Todos os dias.
Platao
15.11.2010 - 14:08
Filipa,Quartocrescente, Sheila,

Acabem la com isso. Se ha coisa patetica e andar a medir a grandeza e as miserias de um ou de outro pais com base em cliches e preconceitos. Pior quando nos servimos dessa conversa para mostrar como nos somos optimos e os outros pessimos. E como o cao que mija na arvore para marcar o territorio. Normalmente ou resulta de ignorancia ou de estupidez. Ou das duas.

E bem verdade que Portugal diz mais respeito aos portugueses, porque ca nascemos, normalmente vivemos e temos de facto 900 anos de historia nos costados - que muito nos orgulha.

Pessoalmente, se ca temos muitas prostitutas brasileiras a primeira coisa que me ocorre e ter pena delas. Levar com um gordo de bigode a cheirar mal dos pes nao e bom para ninguem, nem mesmo para o gordo... O Brasil tem muita miseria, bem mais chocante que a nossa. Tanto mais que comeca a ter a obrigacao, que advem da sua riqueza, de acabar com ele. E que com o poder vem a responsabilidade...

Por outro lado, Sheila, andar a acicatar o orgulho dos portugueses e entrar em terreno escorregadio. Alem de andar ferido, fruto da mafia que nos desgoverna e de outras maleitas, existe e e bem nosso. E perfeitamente desnecessario. Se ca vive, deveria ter um pouco mais de senso.

Gosto muito do Brasil sim senhor. E tenho la muito bons amigos. Boa gente, como nos. Tambem os ha imbecis... como por aqui.

Aquele abraco! a todos.
AJPC
15.11.2010 - 12:26
...assim fizeram os Loureiros dos PSDÊS. 2 MIL MLHÕES E MEIO DE €UROS QUE NÃO CAÍRAM NO BPN, MAS SIM ROUBADOS.
Casa Nossa
15.11.2010 - 12:11
ele pensa é nos milhões a caírem na sua conta bancaria
AJPC
15.11.2010 - 10:02
Um grande guerreiro, nunca vira as costas à luta... FORÇA SÓCRATES SEMPRE EM FRENTE.
okapa
15.11.2010 - 03:58
Está na hora de ela ir ao Saldanha buscar o guaraná e a sopinha para amanhã...está na hora da distribução do Banco Alimentar contra a Fomeca.
okapa
15.11.2010 - 03:50
Ó Sheila,

Conheces o Carlão? Tu é que deves ser amiga dele.
okapa
15.11.2010 - 03:17
Se não existissem sheilas e sócratinos para serem gozados, este mundo seria uma séria chatice!
Filipa Mello
15.11.2010 - 02:58
Agora se entende a razão de os muçulmanos apedrejarem as phutas.

Também lhes deviam cortar a língua para não ladrarem.
Filipa Mello
15.11.2010 - 02:47
Quando ela diz que se curva, quer significar que se põe de joelhos.



PUB
PUB
Siga-nos
CD Carríssimas Canções de Sérgio Godinho
Assinaturas - Revista FEEL IT (PT)
Siga o SOL no Facebook


© 2007 Sol. Todos os direitos reservados. Mantido por webmaster@sol.pt