sexta-feira, 25 de Abril de 2014, 0:52
Pesquisa
pesquisar
Emprego Imobiliário Motores
iPad
Duodécimos no sector privado continuam em 2014

22 de Outubro, 2013por Helena Pereira
O Governo vai levar à reunião de amanhã da Concertação Social a prorrogação do regime em vigor do pagamento dos subsídios de férias e de Natal em duodécimos no sector privado, confirmou o SOL junto do Governo.

O objectivo é replicar em 2014 o regime que começou a ser aplicado em 2013, na sequência da introdução de uma sobretaxa no IRS, e que apenas era válido para um ano. O direito de o trabalhador optar por duodécimos também se mantém, ou seja, quem não quiser receber mensalmente parte dos subsídios de férias e de Natal pode comunicá-lo à entidade patronal.

Este regime teve, no ano passado, a concordância dos sindicatos e patrões, sendo que estes preferiam que a lei obrigasse todos os trabalhadores a receberem em duodécimos, em vez de deixar isso ao critério de cada trabalhador.

Os funcionários públicos e reformados vão receber os subsídios em duodécimos em 2014, tal como já consta da proposta de Orçamento do Estado entregue no Parlamento para o próximo ano.

helena.pereira@sol.pt




6 Comentários
DEFENDEPORTUGAL
23.10.2013 - 13:41
mais ladroagem ...

Ajuda Portugal
Somos poucos, estamos a perder território, precisamos de todos os patriotas.
É gratuito, podes defender a tua nação, ser um líder militar, criar as tuas empresas, liderar partidos políticos, e até ser Presidente do País, segue o link:

www.erepublik.com/pt/referrer/Peac+eis+GOOD

LUTA POR PORTUGAL !!!!!
Espero por vós
acabarAmamaEphodido
23.10.2013 - 11:34
Procuro paneleiros ofereço estúdio com duche assessórios e teste VHI gratuito hahahaha
00SEVEN
23.10.2013 - 07:42
O que é que o governo tem a ver com o sector privado?

E falam em investimento no país para criar emprego!?

É o estado que controla as empresas privadas?

Se assim é esta economia é de cariz comunista e não de livre empreendedorismo!

É um saque encapotado de activos dos que produzem para distribuir pelos que nada fazem, ou não querem, fazer nada e pela cambada política!
33zedk
23.10.2013 - 00:41
Os portugueses, comigo incluído mas inocente, vão ter o que merecem.

Estes aprendises financeiros, quando sairem doutores, de canudo debaixo do braço, só lhes vai faltar um par de orelhas de palmo e meio.

O País precisa de algo que incentive investimento e consequente economia interna para que possa ter algo mais que dividas.
Se a população não dispuser de meios financeiros para comprar o produzido em Portugal, com o consequente aumento do PIB, terá de recorrer às lojas de chineses e indianos, cujos produtos são oriundos dos seus países de origem.
Tal situação irá piorar o actual caos comercial, levará ao encerramento de muitass pequenas e médias empresas, aumentará o desemprego e a falta de liquidez, bem como a insatisfação popular.

Qual o lucro, direto ou indireto, da economia com estes pagamentos em duodécimos ???
Receber os impostos em duodécimos ???
Talvez para satisfazer a equidade entre público e privados mas... será que, considerando todos os factores, os ganhos superam os custos ???
Alguém anda a fazer favores ao Diabo. . .

Não brinquem com a minha inteligência ! Não quero acreditar no que penso saber que estão a pensar.

apagaoerega
23.10.2013 - 00:11
PQP....e a economia?
Algarvez
23.10.2013 - 00:00


PUB
PUB
Siga-nos
CD Carríssimas Canções de Sérgio Godinho
Assinaturas - Revista FEEL IT (PT)
Siga o SOL no Facebook


© 2007 Sol. Todos os direitos reservados. Mantido por webmaster@sol.pt