sábado, 19 de Abril de 2014, 10:47
Pesquisa
pesquisar
Emprego Imobiliário Motores
iPad
Sindicato felicita exoneração de director-nacional da PSP

24 de Janeiro, 2012
O Sindicato Nacional de Polícia (SINAPOL) congratulou-se ontem com a exoneração do director-nacional da PSP, considerando que esta foi «a melhor notícia» que o ministro da Administração Interna deu aos polícias desde que assumiu funções.

O director-nacional da PSP, Guilherme Guedes da Silva, foi ontem exonerado por Miguel Macedo e será substituído pelo actual director-nacional adjunto para a Unidade Orgânica de Recursos Humanos da PSP, Paulo Jorge Valente Gomes.

Em comunicado, o Ministério da Administração Interna não esclarece os motivos da demissão.

Comentando à Lusa a decisão, o presidente do SINAPOL, Armando Ferreira, afirmou que «foi a melhor notícia que o ministro deu aos polícias desde que tomou posse».

O sindicalista considerou que o director-nacional da PSP que agora cessa funções prejudicou a instituição, ao promover, nomeadamente, «cortes irracionais de suplementos e subsídios, muitas vezes por sua iniciativa» e ao ordenar «prepotentemente» na sexta-feira a instauração de processos disciplinares contra os polícias que se concentraram «de forma silenciosa, respeitosa e pacífica» em frente à Divisão de Segurança Aeroportuária de Lisboa.

Sobre o novo director-nacional, Armando Ferreira destacou «um profissional que já conhece bem» a PSP, esperando que revogue os despachos sobre os novos horários de trabalho e «inicie um processo credível, justo e verdadeiramente negocial com os sindicatos» que acabe com o excesso de carga laboral.

Guilherme Guedes da Silva ocupava o cargo de director-nacional da PSP desde 28 de Março, quando ainda era primeiro-ministro o socialista José Sócrates.

Paulo Valente Gomes era, desde 2 Março, director-nacional adjunto para a Unidade Orgânica de Recursos Humanos da PSP, tendo ocupado antes a direcção do Instituto Superior de Ciências Policiais e Segurança Interna.

Lusa/SOL




3 Comentários
Opadreco
28.01.2012 - 18:49
Este Armando Ferreira ou é verdadeiramente parvo, ou então ainda quer querer no Pai Natal.
quijote
24.01.2012 - 11:00
O PSD não consegue governar contra o PCP, só o PS o tem conseguido. Sempre que o PSD está no governo sucedem-se os casos de coligação destes dois partidos nas administrações dos vários serviços do estado, coisa que não sucede com o PS.
A oposição que o PCP faz ao PS é sempre mais feroz que a que faz ao PSD.
parasol
24.01.2012 - 10:43
Ainda há quem não acredita que existe uma aliança entre o PCP e o PSD...


PUB
PUB
Siga-nos
CD Carríssimas Canções de Sérgio Godinho
Assinaturas - Revista FEEL IT (PT)
Siga o SOL no Facebook


© 2007 Sol. Todos os direitos reservados. Mantido por webmaster@sol.pt