quinta-feira, 24 de Abril de 2014, 3:15
Pesquisa
pesquisar
Emprego Imobiliário Motores
iPad
Enfermeiros contratados por 4 euros/hora 'é um escândalo', diz Bastonário

2 de Julho, 2012
O bastonário da Ordem dos Enfermeiros considerou hoje um «escândalo» que aqueles profissionais de saúde estejam a ser contratados a menos de quatro euros por hora, apelando a que «não aceitem» essas propostas.

«Isto é um escândalo para Portugal, para um país que se diz do primeiro mundo, que está a oferecer a profissionais altamente diferenciados um valor/hora que não se compactua nem com a sua profissão nem com a sua dignidade», afirmou hoje, no Porto, Germano Couto, admitindo que a Ordem tem recebido «um conjunto de denúncias» por parte de «dezenas de enfermeiros que têm contratos oferecidos a 3.96 euros à hora».

O bastonário reagia à notícia hoje avançada pelo Diário de Notícias, segundo a qual os enfermeiros contratados por empresas de prestação de serviços, que entrarem ao serviço a partir de hoje nos centros de saúde de Lisboa e Vale do Tejo, irão receber quatro euros por hora.

Germano Couto garantiu que a notícia «é real» e «há factos e provas», esperando que, porém, «não passe de um conjunto de intenções» e, por isso, possa ser «revertida por parte da [Administração Regional de Saúde] ARS de Lisboa e do Vale do Tejo e do Ministério da Saúde».

Admitiu ainda que o Governo possa estar a «pagar mais às empresas» para que estas tenham «o seu lucro», mas reforçou que «é preciso verificar» se as empresas estão a cumprir as condições contratualizadas com o Estado, recordando que com 3,96 euros/hora os enfermeiros vão receber 300 euros líquidos no fim do mês, o que não atinge o ordenado mínimo.

Actualmente, a tabela pública de vencimento dos enfermeiros «está em 1.020 euros» mensais, o que se traduz em «cerca de sete euros por hora», valor esse que «deve ser a bitola que o Governo deve utilizar».

O bastonário lançou um «apelo aos enfermeiros» para «que não aceitem estes contratos, caso assim tenham condições», acrescentando porém compreender que alguns o façam para «não perderem competências».

O também enfermeiro considera que há uma «falta de planeamento estratégico entre a formação» e as contratações actuais, assinalando que aqueles profissionais de saúde «não estão a ser contratados de acordo com as necessidades».

«A ARS de Lisboa e Vale do Tejo tem uma falta de cerca de 4.700 enfermeiros nos seus quadros», sublinhou Germano Couto, que fala em 2.359 médicos para 2.261 enfermeiros naquela região o que «é completamente ilógico».

Admitindo que os profissionais preferem emigrar a perder competências ao ficar sem trabalho, Germano Couto criticou o facto de Portugal estar a «formar enfermeiros para exportar», num momento em que existem necessidades no país.

Lusa/SOL




44 Comentários
carlaevmarques
03.07.2012 - 10:09
A minha questão nisto tudo é a seguinte: os 4€/ hora não são liquidos de impostos? Pelo menos noutras actividades, estas empresas de trabalho temporário já pagam um valor liquido fazendo as retenções para a SS e IRS. Gostava que a imprensa esclarecesse esta questão, pois é bastante significativa.
GUEDES1955
03.07.2012 - 10:06
Sou contra a pratica de salários baixos em vigor em portugal!
Professores, Médicos,Enfermeiros,são e sempre foram das classes profissionais mais protegidas pelo poder politico, são as coorporaçoes de interesses mais poderosas. Emdetrimento de outras!
viscoso
03.07.2012 - 09:59
O que querem estes políticos? Que toda a gente com formação vá lá para fora? vamos voltar à idade da pedra? Porque não atualizam as tabelas deles? Depois fazem aquelas cenas tristes de que estão a poupar no ar-condicionado e até andam sem gravata... Triste mundo este em que estamos a viver.
http://bloguedoano2012.blogspot.pt/
Toinowsky
03.07.2012 - 08:50
A pulharia não tem limites! Mas deveriam dizer o resto... O Ministério não paga esses valores. Arranjou um intermediário que fica com a fatia de leão, tal como acontece nas escolas com o prolongamento de horários.
A questão que se coloca é quem são esses intermediários... Na zona de Santarém e no ensino existe um que nem sequer paga atempadamente aos professores.
Mais! Estes enfermeiros não ganham sequer 4 euros à hora. Estão a recibo verde, e pagando a segurança social ficam com quanto?
PAGAM PARA TRABALHAR!!!
E quem vem para aqui com a merdha dos partidos, PS e PSD são iguais e ambos praticam este tipo de favorecimento às empresas contratadoras dos amigos
Viriato Pedrada
03.07.2012 - 08:30
Devido à roubalheira no BPN pelos figurões que todos sabemos, o povo português vai ter de andar durante duas gerações a pagar a factura. Já se foram os subsídios, a subida dos impostos, transportes, gás e electricidade e vão baixar os ordenados como se está vendo. Depois a culpa é de Sócrates.

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/06/anuncio-de-emprego-sem-comentarios.html

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/04/os-sacrificios-sao-para-os-outros-carro.html

viriatoapedrada.blogspot.pt/2012/06/demita-se-senhor-primeiro-ministro.html


Kosanostra
03.07.2012 - 08:29
Isto tem a ver com a gestão danosa dos neoliberais e com o objectivo que já foi denunciado ainda antes deste governo começar a exercer funções, pelo que Passos Coelho dá apenas continuidade ao projecto de Sócrates.

Despedir, enfraquecer o poder económico dos cidadãos para os obrigar a aceitar emprego a troco de qualquer ordenado. Ordenados baixos, tal como pedem os caciques que são nomeados administradores de empresas mas de administradores apenas têm o nome, embora se permitam exigir que o vencimento dos portugueses seja reduzido.

Depois de mantidos em situação precária, depois de estarem perante a ameaça da miséria e do desemprego, enfermeiros ou quaisquer outros profissionais têm de aceitar as regras impostas pelo crime altamente organizado e devidamente legislado por imposição da União Europeia e o FMI, em plena consonância com os políticos de cá.

A fome ou 4 euros/hora ? "E dá graças a Deus por teres emprego, com a miséria que anda por aí", será o que estes enfermeiros ouvirão.

Um lembrete: em máfia também é assim. Vive-se subjugado, na miséria, mas ainda se tem de dar muitas graças a Deus por se ter o suficiente para se comer um papo-seco. De facto, 4 euros por hora dá 32 para um dia de trabalho. Cinco dias úteis de trabalho dá 160 euros. Quatro semanas dará 640, mas contando que ainda poderão trabalhar aos sábados, acrescente-se 4 x 32, ou seja, mais 128 euros, o que depois de acumulado dará 768 euros... agora não nos esqueçamos dos impostos, o que colocará estes enfermeiros a ganharem um vencimento baixinho, tal como os senhores feudais pretendem, apesar de estes ganharem vinte ou trinta mil euros mês só pela brincadeira de serem chairmen ou administradores não executivos das empresas que os contratam só porque sabem que um "jarrão mediático" atrai bons negócios e é útil para as influências parlamentares.

Isto é o futuro mercado de trabalho de Portugal, o mercado do desemprego ou do emprego com chantagem e vencimento de miséria.
fmpt
03.07.2012 - 08:21
Triste país este , quando desvalorizam setores como os da Educação e Saúde.

Para a/o concei01 só lhe pagava 1 cêntimo à hora.Devido ao alto raciocínio revelado no seu comentário.
concei01
03.07.2012 - 07:05
Prefiro ganhar esse valor do que estar desempregado! Mais nada !
concei01
03.07.2012 - 07:04
Prefiro ganhar esse valor do que estar desempregado! Mais nada!
Zeus
03.07.2012 - 06:18
Então os enfermeiros não votaram no Cretino Neoliberal das Berças?

Agora gramem com as consequências.

Claro que agora ninguém votou nele. Já com o Cavaco também foi assim. Ninguém votava nele, mas ele ganhava as eleições com maiorias absolutas.

Quando se vota numas eleições legislativas não se pode votar de ânimo leve. É fundamental ler os programas com atenção e em caso de dúvida perguntar quais as consequências desse voto na vida das pessoas.

Foram vigarizados, pode ser que aprendam a votar melhor nas próximas eleições. Até lá paguem as consequências dos vossos erros. Gramem com política NEOL que elegeram.
Sensor
03.07.2012 - 03:21
Antonyjunior
03.07.2012 - 02:41

Ohhh pobre tansa - vai dar banho mas é ao cão.

"Há tempos apelidou de corruptos determinadas pessoas e entidades mas, não escreve que pessoas e entidades o fazem." ah sim?! mas tem uma noticia ao lado onde se fala nisso - não viu? - « Claro que vejo muito… menos o que você escreve» diz ela...

A CORRUPÇÃO é por demais evidente, e começa precisamente por gajas como vc.
Antonyjunior
03.07.2012 - 02:41
Sensor
03.07.2012 - 01:20

Claro que vejo muito…menos o que você escreve!
Essa linguagem de rameira identifica bem quem é a autora.
Há tempos apelidou de corruptos determinadas pessoas e entidades mas, não escreve que pessoas e entidades o fazem.
Parece que só tem amor à verdade e coragem nas afirmações quando está deitada. Até parece que, também, só ganha 4 euros a hora!

Quando se procuram contendas por questões em que não se pode intervir, como mercados e empresários, principalmente quando não se entende da matéria e se desconhecem entidades reguladoras é melhor fechar a boca…
Quem ler os seus comentários fica com a certeza que você é uma boa escritora…de anedotas.

Vá-se deitar e cure a bebedeira.
Sensor
03.07.2012 - 01:20

Antonyjunior
03.07.2012 - 00:45

Vá-se catar pulha aldrabão. Na falta de argumentos sempre lá vem o mesmo do costume: o Sócrates! Oh pobre chanfrado - mas vc quer vigarizar quem? «A gaja também via corruptos em todas as esquinas… enfim…era um pouco como você.» Ah sim? E vc não vê nada ó sabujo?

Na substância da questão não toca vc: a filha-da-putice do mercado de trabalho nas mãos de meia dúzia de bandidos ditos "empresários" à boa maneira esclavagista. A neoliberalice que ceva medíocres parasitas à custa da competência e da formação alheia.

Afinal vc é o tal que há dias se mostrava aqui muito desanimado porque o "agente" "técnico" de "engenharia" e "arquitectura" com um plano de estudos de 20 semanas do ensino secundário devia ter a mesma competência de arquitectos. Grande FDP descarado! compreende-se pois a sua inclinação para estes corruptos. Dava-lhe jeito viver à mama de gente mais competente que vc não é FDP? A pagar à peça ao arquitecto e vc a encaixar a margem da negociata de corrupto, não é ó cabr4ozote ?

Antonyjunior
03.07.2012 - 00:51
GALAICOLUSITANO
02.07.2012 - 23:09

Você já merece três (3)colheradas do frasco 13...
Antonyjunior
03.07.2012 - 00:45
Sensor
02.07.2012 - 23:37

Quando era garoto tive uma vizinha que se metia no bagaço.
A tia não acertava uma…e olhe que era licenciada! A gaja também via corruptos em todas as esquinas… enfim…era um pouco como você.

As empresas temporárias elaboram contratos com qualquer tipo de profissional.
Para que isso se revista da legalidade necessária, é imprescindível contacto directo e permanente com o Instituto de Emprego e Formação Profissional.

Numa leitura atenta, consulte o Decreto-lei n.º 260/2009 de 25 de Setembro, da autoria do seu querido Sócrates. Aí verá que tipo de autor liberalizou e regulou as empresas temporárias que tanto a incomodam.

Tenha juízo…antes de escrever não beba.
veritatis
03.07.2012 - 00:41
Se passassem receitas ganhavam fortunas.....
Sensor
02.07.2012 - 23:37


GALAICOLUSITANO
02.07.2012 - 23:09

Força Galaico-Lusitano! Carregue nestes sacanas! Vc é dos de boa cepa.
quijote
02.07.2012 - 23:19
Não seja invejoso, ó galego. Fica-lhe mal.
GALAICOLUSITANO
02.07.2012 - 23:09
EM FRENTE PORTUGAL:
OS MÉDICOS SÃO AUT~ENTICOS BURGUESES E CORRUPTOS: GANHAM NOS HOSPITAIS, CENTROS DE SAÚDE, FAZEM URGÊNCIAS, TRABALHAM EM CLÍCAS PRIVADAS E NOS CONSULTÓRIOS.
E NÃO CONTENTES COM ISSO CORROMPEM-SE COM A VENDA DE MEDEICAMENTOS A PEDIDO SUBORNADO DOS LABORATÓRIOS E VIAGENS POR TODO O LADO,
UNS AUTENTICOS VIGARISTAS QUE RECEITAM AGORA GENÉRICOS COM DEFEITOS DE SUBSTÂNCIA QUE FAZEM MAL Á SAÚDE.
MAIS... MUITOS HÁ QUE NÃO PASSAM RECIBOS E OS ATRASADOS MENTAIS NÃO OS EXIGEM. OS MESMOS IDIOTAS QUE VÃO POR EXEMPLO ÁS ESCOLAS BATER NOS PROFESSORES, TÃO LICENCIADOS COMO ELES.
QUANTO AOS ENFERMEIROS A 4 EUROS NEM FALO.

PAÍS DE MEEERRDA. CAGGUEI NA BANDEIRA E A LETRA DO HINO JÁ FIZ A MINHA
HERÓS DA TRETA
POVO DE m****
NAÇÃO COBARDE E INVEJOSA
AMARRAI HOJE OS COORNOS
AOS CORRUPTOS DE PORTUGAL
PARA DESGOSTO DOS ANTEPASSADPOS
QUE VOS AMALDIÇOAM NO CAIXÃO

ÁS ARMAS ÁS ARMAS
MATAR LADRÕES
MARCHAR MARCHAR
unicornio
02.07.2012 - 22:51
Ou não sabem ler, não lhes convêm ou são estúpidos.


OBRIGADO ZÉ.




josepescador
02.07.2012 - 22:18
denunciar
Terça-feira, Abril 27, 2010
Prestação de Serviços Médicos por entidades terceiras.
Já em 2010 os Enfermeiros, de trabalho temporário, se queixavam e com razão, por receberem cerca de 3,95 euros à hora. Notícia retirada de um “portal” de Enfermagem: “Não há dinheiro para os Enfermeiros, mas há hospitais portugueses a pagar 142,42 euros/hora a Médicos tarefeiros. Nesse mesmo Hospital, os Enfermeiros (prestadores de serviços) necessitam de trabalhar quase uma semana para lucrar a mesma quantia que um Médico arrebanha em 60 minutos”... Quer isto dizer que em 2010 estes Enfermeiros (prestadores de serviços), ganhavam cerca de 3,95 euros à hora. Agora e antes, são contratos temporários para substituição em tempo de férias de verão.
josepescador
02.07.2012 - 22:18
denunciar
Terça-feira, Abril 27, 2010
Prestação de Serviços Médicos por entidades terceiras.
Já em 2010 os Enfermeiros, de trabalho temporário, se queixavam e com razão, por receberem cerca de 3,95 euros à hora. Notícia retirada de um “portal” de Enfermagem: “Não há dinheiro para os Enfermeiros, mas há hospitais portugueses a pagar 142,42 euros/hora a Médicos tarefeiros. Nesse mesmo Hospital, os Enfermeiros (prestadores de serviços) necessitam de trabalhar quase uma semana para lucrar a mesma quantia que um Médico arrebanha em 60 minutos”... Quer isto dizer que em 2010 estes Enfermeiros (prestadores de serviços), ganhavam cerca de 3,95 euros à hora. Agora e antes, são contratos temporários para substituição em tempo de férias de verão. Por que razão a Ordem dos Enfermeiros não achou escandaloso em 2010, estes enfermeiros ganharem cerca de 3,95 euros à hora?









josepescador
02.07.2012 - 22:18
denunciar
Terça-feira, Abril 27, 2010
Prestação de Serviços Médicos por entidades terceiras.
Já em 2010 os Enfermeiros, de trabalho temporário, se queixavam e com razão, por receberem cerca de 3,95 euros à hora. Notícia retirada de um “portal” de Enfermagem: “Não há dinheiro para os Enfermeiros, mas há hospitais portugueses a pagar 142,42 euros/hora a Médicos tarefeiros. Nesse mesmo Hospital, os Enfermeiros (prestadores de serviços) necessitam de trabalhar quase uma semana para lucrar a mesma quantia que um Médico arrebanha em 60 minutos”... Quer isto dizer que em 2010 estes Enfermeiros (prestadores de serviços), ganhavam cerca de 3,95 euros à hora. Agora e antes, são contratos temporários para substituição em tempo de férias de verão. Por que razão a Ordem dos Enfermeiros não achou escandaloso em 2010, estes enfermeiros ganharem cerca de 3,95 euros à hora?



PUB
PUB
Siga-nos
CD Carríssimas Canções de Sérgio Godinho
Assinaturas - Revista FEEL IT (PT)
Siga o SOL no Facebook


© 2007 Sol. Todos os direitos reservados. Mantido por webmaster@sol.pt