quarta-feira, 23 de Abril de 2014, 10:24
Pesquisa
pesquisar
Emprego Imobiliário Motores
iPad
Cerca de mil voluntários ajudaram a limpar Silves depois do tornado

18 de Novembro, 2012
Cerca de mil voluntários puseram hoje mãos à obra para limpar Silves, deixando a cidade praticamente limpa, depois de na sexta-feira ter sido atingida por ventos fortes que deixaram um rasto de destruição, disse o presidente da câmara.

Rogério Pinto agradeceu a todas as pessoas que responderam aos apelos feitos pela autarquia e que foram ajudar os serviços municipais a limpar a cidade vindas de todas as freguesias do concelho, mas também de áreas fora do município.

“Isto é um sinal de que, quando chega a altura de arregaçar as mangas e de criarmos este espírito de solidariedade, as coisas acontecem. O tornado passou em pouco tempo e destruiu, mas neste momento temos um tornado de bondade”, afirmou o autarca, em declarações à Lusa.

Rogério Pinto disse não ter palavras para descrever o que sente pela colaboração de cerca de um milhar de pessoas e sublinhou que “quem viu o grau de destruição que a cidade tinha” depois de passar o fenómeno extremo de vento, “com objectos espalhados por tudo o que era sítio”, vai encontrar agora “a cidade completamente limpa, arrumada e com condições funcionais”.

“Se fosse só com o nosso pessoal tínhamos aqui trabalho para mais de dois meses. E o trabalho destas pessoas permitiu fazer isso numa manhã”, referiu.

O autarca disse ainda que as equipas que estavam a fazer a avaliação dos estragos interromperam hoje os trabalhos para ajudar na limpeza dos destroços, mas espera que, na segunda ou na terça-feira, possa ter pronto o relatório preliminar dos danos causados em edifícios públicos.

“Temos também pedido às pessoas que tiveram danos para se dirigirem à GNR para fazer o auto de notícia”, referiu.

Fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro de Faro disse à Lusa que, às 13:00, ainda se mantêm no terreno cerca de uma dezena de operacionais, que têm estado progressivamente a deixar o terreno e a passar o trabalho de limpeza para as equipas das câmaras municipais.

O vento forte que na sexta-feira se fez sentir em Lagoa e Silves provocou 13 feridos, três deles graves, e 12 desalojados. Cerca de uma centena de habitações, telhados, automóveis e autocaravanas foram danificados pela força do vento numa situação que o Instituto de Meteorologia classificou como “fenómeno extremo de vento”.

Lusa/SOL




3 Comentários
sull
19.11.2012 - 12:07
FORÇA ALGARVE TODOS JUNTOS VENCEMOS ISSO SO FALTA AS CASAS DE MATERIAIS DE CONTRUÇAO DOAREM TELHAS E OUTROS MATERIAIS DE CONSTRUÇAO PORQUE MAO DE OBRA TEMOS MATADE DO PAIS ESTA NO DESEMPREGO....
icebreaker
19.11.2012 - 11:42
o aparecimento de um Tornado num país como Portugal é uma catástrofe nacional.. pois revela não só a capacidade devastadora deste fenómeno, como a falta assustadora de preparação para ele, até da própria Protecção Civil..

o Tornado fez o que quis, e onde quis, sem se incomodar com postes, cimentos, rebites de aço ou objectos de várias toneladas.. onde quer que isto acontecesse, não daria um melhor cenário, pelo que nenhuma zona está a salvo se outro fenómeno destes acontecer num País que não está habituado nem preparado para enfrentar Tornados..

caravanas voaram até ao rio, caixotes do lixo foram parar aos telhados, coberturas metálicas preparadas para resistir aos "ventos fortes" da protecção Civil, ganharam asas.. e àrvores que já resistiram a muita ventania foram arrancadas do chão pela raiz..

felizmente que a solidariedade das pessoas fez com que esquecessem de que partido ou clube de futebol são, e se juntassem para ajudar a limpar os estragos.. ainda que a câmara lhes desse uma medalha por isso, não seria o suficiente para compensar o voluntarismo de quem abdicou da sua vida pessoal ou do seu trabalho, e pôs os seus meios à disposição.. muita camioneta e muita ferramenta veio com os donos para colaborar nesta acção, de forma gratuita e voluntária.. até os estrangeiros das caravanas, mostraram mais solidariedade do que algumas pessoas que vêem nisto uma jogada de marketing político..
Frideirel
18.11.2012 - 18:19

O tornado nas noticias sobre o tornado são mais fortes que o próprio tornado que nem um ninho de cegonha em cima do modelo continente deitou a baixo.


Uma Câmara do PSD e eleições autárquicas para o ano fazem de uma tempestade uma catástrofe.


Mil Pessoas? Porque lhe prometeram o Almoço grátis não foi isso que aconteceu?


Populismo jornalístico.


Vi no local e tenho visto coisas mais bem piores.

Os media é que fazem render a noticia o que já não noticia.

Há fotografias do mesmo sitio mas tiradas de varios angolos para dar uma mega-devastação, mas quando na realidade o objecto fotografado é sempre o mesmo. Exemplo o pequeno telhado do estadio do futebol. Fotografado de varias formas e feitios, mas mas o telhadinho era sempre o mesmo.

Enfim jornalismo do coração.


PUB
PUB
Siga-nos
CD Carríssimas Canções de Sérgio Godinho
Assinaturas - Revista FEEL IT (PT)
Siga o SOL no Facebook


© 2007 Sol. Todos os direitos reservados. Mantido por webmaster@sol.pt