segunda-feira, 21 de Abril de 2014, 3:00
Pesquisa
pesquisar
Emprego Imobiliário Motores
iPad
Portugal fora do Eurovisão da Canção 2013 devido a restrições orçamentais

23 de Novembro, 2012
Portugal renunciou à participação, em 2013, no Festival Eurovisão da Canção, que se realiza na Suécia, anunciou hoje a RTP, invocando restrições orçamentais.

Numa nota informativa divulgada no seu portal, a RTP refere que "anunciou hoje às entidades competentes a sua não participação no Eurofestival de 2013, na Suécia".

A RTP justifica a decisão com "a actual conjuntura orçamental, que não permite que se possam acumular eventos de monta", tendo que "optar por aqueles que tragam maior dignidade" aos cantores e sejam "mais abrangentes" em termos de público.

A televisão pública propõe-se "realizar um evento que permita concretizar o lançamento de novos valores, que possam ser os principais intérpretes da indústria musical portuguesa do futuro, e que traga, de novo, dignidade à participação de intérpretes e compositores nacionais num programa de serviço público abrangente e de qualidade".

A edição 2013 do Festival Eurovisão da Canção decorre em Maio, na cidade sueca de Malmö.

O Eurofestival é um concurso anual de canções transmitido pela televisão, com participantes de diversos países europeus, cuja televisão nacional transmissora é membro da União Europeia de Radiodifusão, como é o caso da RTP.

Portugal concorreu, pela primeira vez, ao Festival Eurovisão da Canção em 1964, com "Oração", interpretada por António Calvário.

A melhor classificação obtida no concurso foi um sexto lugar, em 1996, com "O Meu Coração Não Tem Cor", canção interpretada por Lúcia Moniz.

Lusa/ SOL




10 Comentários
furedo
25.11.2012 - 05:56
Nao estou de acordo com esta decisacao dado ela prejudicar tanto a RTP como a imagem e o nome de Portugal. Este evento já tem uma longa tradicao com um balanco menos positivo para os nossos representantes, mas é um dos maiores eventos televisivos mais vistos no mundo e o nome de Portugal passa por nossas mentes e imaginacao. Além disso há milhoes de portugueses espalhados pelo mundo fora que de certeza também gostam de mostrar algo do que é nosso aos seus amigos dos países de acolhimento. Neste dia da emissao do programa realizam-se milhoes de festas por todo lado e tb se consome muitas bebidas e comidas para as quais tb se pagou impostos. Outro factor importante é que apesar do estado estar caréca os Gestores da RTP têm a obrigacao de actuar no mercado angariando receitas para a manutencao da empresa. Apesar de todos nós pagarmos taxas, mas pelos vistos nao chega. Entao há que procurar esponzores. Quanto ao contributo português no tal evento acho que deve se enquadrar mais no espiroto actual do tempo e contribuir com uma boa cancao para os espectadores apreciarem e representar bem Portugal e nao se actuar com slogans políticos ou conservadorismos como até aqui. Se se analizar bem os vencedores, nota-se que foram músicas que nada têm a ver com politica, protestos ou coisas do genero. Os telespectadores querem neste dia curtir, usufruir e estar interligados mundialmente, pois este grande evento nao é só visto na Europa, mas sim em todo o mundo. Julgo ter contribuído com os meus argumentos para que a gerência da RTP recua na sua decisao e trabalhe para a RTP dar lucros. PS: Nunca deixem privatizar a RTP, o servico publico é muito importante para os portugueses e para a manutencao da liberdade de expressao.
raposinho
24.11.2012 - 16:51
Mas há dinheiro para pagar ao chulo Mário Soares para o ca.brão lá ir cagar postas de pescada.
shalomm
24.11.2012 - 16:37
Mas há dinheiro para pagar milhares de contos a vários nababos e até os meteorologistas ganham por fora para mostra um mapa de dificil leitura ao contrário de outras estações que sem meteorologistas são muito mais claros....
QUIMTUGA
24.11.2012 - 15:00
APÓS TANTOS ANOS, A INSISTIR NESTE TIPO DE FESTIVAL, E SEM TERMOS APRENDIDO NADA, FOI A ATITUDE MAIS SENSATA QUE VI, NOS ULTIMOS TEMPOS ACONTECER EM PORTUGAL.

DE CERTEZA QUE NÃO FOI NENHUM IMBECIL POLITICO, A TOMAR A DECISÃO, SE POR ACASO FOI, ENTÃO O MEDO COM QUE ANDAM DAS MANIFETAÇÕES, JÁ OS COMEÇOU A RECUPERAR DO DESEQULIBRIO MENTAL DE QUE SOFRIAM.


MAS É PRECISO MAIS, MAS MUITO MAIS, PARA FICAREM PARECIDOS A GENTE DECENTE.


icebreaker
24.11.2012 - 09:37
até que alguém se esqueça da imagem decadente com que Portugal ficou, depois dos Homens da Fruta terem ido ao festival.. é melhor que se gaste esse dinheiro a comprar fruta a sério para dar de comer a quem tem fome..
ximp
24.11.2012 - 02:10
por aqui se vê que a crise não traz só coisas más.
ccardozzo
24.11.2012 - 00:34
Finalmente uma boa noticia
Umpalumpa
23.11.2012 - 23:53
Ainda põe o Eládio Climaco no desmprego...vergonha
macanudo
23.11.2012 - 23:24
Poupa-se dinheiro e, fundamentalmente fazer figuras tristes!!! Sabemos que esta brincadeira é muito cara! Também sabemos que no meio de tudo está em jogo a população e região de cada país.
Mas...já dentro de Portugal, sabemos mais ou menos como correm as coisas! E fazer figuras ridículas como assistimos ultimamente...
Aí pára o baile!!!
NMax
23.11.2012 - 23:08
Bom,para a figura triste que iam fazer ano após ano ao festival,mais vale ficarem em casa.


PUB
PUB
Siga-nos
CD Carríssimas Canções de Sérgio Godinho
Assinaturas - Revista FEEL IT (PT)
Siga o SOL no Facebook


© 2007 Sol. Todos os direitos reservados. Mantido por webmaster@sol.pt