quinta-feira, 17 de Abril de 2014, 14:25
Pesquisa
pesquisar
Emprego Imobiliário Motores
iPad
Falso padre detido pela PJ

2 de Maio, 2013por Joaquim Gomes
O falso padre que chegou a celebrar missas no Norte do país e é suspeito de furtar arte sacra e de burlas foi detido na região de Lisboa pela Polícia Judiciária.

Agostinho Caridade, de 40 anos, solteiro, que se intitula 'padre Luís', será esta tarde presente ao juiz de instrução criminal, indiciado por crimes de furto de obras de arte e bens culturais religiosos, de burla, de falsificação de documentos e de usurpação de funções.

As investigações decorriam há alguns meses e concluíram que o falso padre, assumindo várias falsas qualidades e identidades, entre as quais a de sacerdote, “introduziu-se em diversas igrejas nos distritos de Lisboa, de Aveiro, de Braga e de Viana do Castelo e ali furtou dezenas de bens e objectos afectos ao culto religioso, os quais, posteriormente transaccionou, em maioria no mercado ilícito” - refere a PJ de Lisboa, em comunicado.

“Valendo-se dessa mesma falsa qualidade de padre católico, desenvolveu relações de proximidade com o meio eclesiástico e os fiéis, criando, igualmente, condições para vir a efectuar falsos peditórios para, alegadamente, subsidiar uma operação cirúrgica, no estrangeiro, de um suposto familiar próximo”, descreve a Judiciária. “Além disso, apoderou-se de um conjunto de cheques alheios, pertencentes a uma vítima com boas relações nos meios culturais, os quais falsificou, tendo adquirido vários bens que acabou por revender a comerciantes”.

“O detido fazia desta actividade o seu único e exclusivo modo de vida, tendo uma grande mobilidade, a fim de evitar a localização pelas autoridades”. A investigação prossegue, estando a PJ ainda a averiguar a existência de outros lesados.

O falso 'padre Luís' apresenta como residência a casa dos pais, em Barcelos, e encontra-se sob a alçada de uma pena suspensa por dois anos e meio, que foi aplicada pelo Tribunal de Santo Tirso em Outubro de 2011, devido a casos idênticos.

Ultimamente, dizia pertencer à Ordem dos Camilianos e chegou a celebrar casamentos. Voltou há duas semanas a ser referenciado por burlas na Igreja de Senhora-a-Branca, situada no centro da própria cidade dos arcebispos, tendo a Arquidiocese de Braga lançado de imediato um alerta a nível nacional.

O falso padre também terá actuado noutras localidades dos distritos de Viana do Castelo, de Aveiro e de Lisboa. Esteve 'parado' durante alguns meses e reapareceu na Igreja Matriz de Ovar, há um mês, onde concelebrou missas com verdadeiros padres e furtou três peças de arte sacra do templo.

Missa na Sé de Braga

Entre as suas proezas, Agostinho Caridade conseguiu celebrar missa há alguns anos na Sé Catedral de Braga, depois de ter enganado um casal de idosos de Santão (Felgueiras), que o havia conhecido em Fátima. E fez depois um exorcismo em casa dos idosos, recebendo dinheiro, segundo ficou provado durante o julgamento em Felgueiras.

O falso padre ficou conhecido pelas suas missas e mais de dez casamentos que de forma fraudulenta celebrou nos distritos de Braga e do Porto, tendo levado a que responsáveis da Arquidiocese de Braga o tivessem apanhado em flagrante, acompanhados pela PSP.

Agostinho Caridade chegou a intitular-se dissidente da IURD. Já tinha sido detido também pela GNR e esteve também em prisão preventiva na Cadeia Regional de Viana do Castelo.

O seu historial incluiu condenações por burla informática, usurpação de funções e burla qualificada. Sempre que é apanhado, pede “perdão” e diz ter agido “movido pela fé”.




11 Comentários
veritatis
03.05.2013 - 12:54
E os falsos papas que nomeavam os filhos de 14 anos com a categoria de cardeais como fez o papa Alexandre VI.....o bórgia corrupto e devasso e pai da Lucrécia Borgia e sua amante..........
MeiaNoiteNuar
03.05.2013 - 11:11
os presos estão todos contentes , vão ter missa de borla todo o dia
AJPC
03.05.2013 - 09:45
Em Portugal quelquer idiota faz de lorpa este povo. Começando pelo falso 1M Troika os Passos, este é o exemplo.
Kosanostra
03.05.2013 - 07:45
Até que enfim, já que a IC não confirma a identidade dos padres antes de lhes permitir celebrar, ao menos isso para a PJ não é problema e engavetaram-no, finalmente. Quer dizer, qualquer calhorda chega a uma igreja e diz que é padre e pronto, está ali a celebrar e passam-lhe tudo para a mão incluindo a autoridade na IC ? Santa paciência !
Zedk
02.05.2013 - 23:21
São tantos os padres Caridade que não é fácil castiga-los todos. É bem melhor para o País passar à frente e esquecer a sua existência, evitando desse modo uma situação de absoluto caos em todas as actividades fundamentais nacionais.
É necessário criar lei que proíba terminantemente a divulgação do surgimento de algum caso isolado, evitando assim a desestabilização nacional.
Algarvez
02.05.2013 - 22:04
Quando chega a vez dos falsos políticos?
Esses também apoderam-se do alheio e quando o fazem (alguma vez deixam de fazer?) não são bagatelas.
gipsyking
02.05.2013 - 20:33
Suspeito de furtar?
Não sabia que o PSD já ordenava padres...
veritatis
02.05.2013 - 19:03
Este foi preso por uma ninharia, mas o pedófilo do Fundão e o da Cruz Quebrada que levou um jovem ao suicidio estão a passear impunemente e sob a proteção clerical como acontece no Vaticano....
manuel43
02.05.2013 - 18:49
Coitado! Pede perdão, e os outros grandes ladrões, como os do BPN e do BPP, não só não pedem perdão, como afirmam que estão inocentes, andam à solta a gozar a vida com o dinheiro dos outros, nomeadamente dos contribuintes, movimentando-se no País e no estrangeiro.
shalomm
02.05.2013 - 18:45
Como se vê quem rouba tostões comete crimes graves; aqueles que roubaram milhões que estamos a pagar devido à cretina nacionalização do BPN andam a passear sem problemas....a miséria atrai pobreza; o cavaquismo ladrão atrai nobreza.....fatima, fado e futebol.................
DEIXALA
02.05.2013 - 18:21
Bem pelo menos este ainda pede perdão...os que roubaram bancos nem perdão pedem e dizem que estão de consciência tranquila?


PUB
PUB
Siga-nos
CD Carríssimas Canções de Sérgio Godinho
Assinaturas - Revista FEEL IT (PT)
Siga o SOL no Facebook


© 2007 Sol. Todos os direitos reservados. Mantido por webmaster@sol.pt