sexta-feira, 25 de Abril de 2014, 6:00
Pesquisa
pesquisar
Emprego Imobiliário Motores
iPad
Mais de 106 mil fizeram exame do 4.º ano [enunciado]

7 de Maio, 2013por Margarida Davim
O exame de Português do 4.º ano foi feito esta terça-feira por mais de 106 mil alunos em todo o país.

Segundo dados do Ministério da Educação e Ciência, 99,5% dos alunos inscritos no exame geral prestaram a prova, tendo-se registado apenas 535 faltas num universo de 105.360 estudantes.

Já entre os que fizeram a prova para os alunos com necessidades educativas especiais houve apenas 30 faltas em 1.761 inscritos.

Este foi o primeiro exame nacional do 4.º ano a contar para a nota. Até agora, os alunos faziam apenas provas de aferição, que não tinham efeitos na avaliação. Este ano, o exame conta 25% da nota final.

No entanto, os alunos que chumbarem nesta primeira fase, terão direito a aulas de apoio e a repetir a prova.

Sexta-feira, será a vez dos alunos do 4.º ano testarem os seus conhecimentos de Matemática, em exames que ficaram marcados pela polémica, já que obrigaram a maior parte dos estudantes das escolas públicas a deslocarem-se - em alguns casos dezenas de quilómetros - até à escola-sede do agrupamento para prestarem provas. Também alvo de críticas foi o facto de o Ministério obrigar alunos de 10 anos a assinar declarações de responsabilidade para se comprometerem a não usar telemóveis durante os exames.

Veja aqui o enunciado do exame de Português e os critérios de correcção:

Enunciado da Prova Final de Português - Caderno 1 [PDF]

Enunciado da Prova Final de Português - Caderno 2 [PDF]

Critérios de Classificação [PDF]






9 Comentários
donnisinnod
08.05.2013 - 18:32
uu!!!! LUTA POR PORTUGAL !!!!!
entra neste GRANDE jogo online completamente gratis, onde podes ser um grande MILITAR, POLITICO de sucesso, jornalista e muito mais... PRECISAMOS DE AJUDA PARA ESPULSAR OS ESPANHOIS DO NOSSO TERRITORIO..ajuda-nos.....
http://tiny.cc/luta-portugal
ARISTARCO
08.05.2013 - 16:38
Também muitos responsáveis políticos actuais fizeram o exame da 4.ª classe enquanto estudantes. Serviu-lhes de alguma coisa? Que ganhou o país com isso?
donnisinnod
08.05.2013 - 15:54
,!!!! LUTA POR PORTUGAL !!!!!
entra neste GRANDE jogo online completamente gratis, onde podes ser um grande MILITAR, POLITICO de sucesso, jornalista e muito mais... PRECISAMOS DE AJUDA PARA ESPULSAR OS ESPANHOIS DO NOSSO TERRITORIO..ajuda-nos.....
http://tiny.cc/luta-portugal
quijote
08.05.2013 - 10:51
Agora não há nada disso, os portugueses têm direitos mas não têm dinheiro para os pagar e os alemães já disseram que não emprestam mais a caloteiros. Disseram que vão para a pata que os pariu, ninguém gosta que lhes ferrem um cão.
Parece que a abrilona ainda deixou Portugal mais na m erda que a república dos republicanos. E nem sequer podemos contar que da geração rasca apareça outro Salazar por aí. Só bananas como o Seguro, habilidosos como o Socrates e austerosos como o Passos Coelho.
quijote
08.05.2013 - 10:44
No meu tempo cada aula tinha um crucifixo ladeado pelas fotografias de Salazar e de Thomaz. O dia começava sempre com os alunos a cantar o hino nacional e o hino da Mocidade Portuguesa.
Às vezes o professor vinha irritado e verdascava todos os alunos ainda antes de começar a lição.
Nessa altura Portugal ia do Minho a Timor.
Kosanostra
07.05.2013 - 22:21
Nota: a sugestão de meterem a fotografia de Cavaco Silva nas salas de aula para os miúdos lhe fazerem uma vénia era a gozar, claro, apenas para sugerir o combate ao ridículo com algo tão ou mais insensato.
Kosanostra
07.05.2013 - 22:18
Veritatis, no meu tempo também tinha exame na quarta classe e tive de tirar o BI nessa altura, para poder fazê-lo.

Tinha porém os meus professores na sala de aula e não outros, o Estado não me considerava um potencial prevaricador com 9 ou 10 anos, muito menos delinquente, ninguém me obrigava a assinar termos de responsabilidade e quanto a compromissos de honra, como criança nem sabia o que isso era.

Claro que tinha os avisos do costume, do tipo quem fosse apanhado a copiar era-lhe tirado o teste e anulado, reprovando o ano, isto já para não falar nas reguadas.

Ainda apanhei o tempo da palmatória, embora fosse bem comportado e nunca tenha chegado a levar com ela, mas vi colegas meus a levarem, essa foi a pior parte desses tempos, já que custava-me ver os outros sofrerem embora não me tivesse calhado.

Agora não existiam os exageros de hoje em dia, os professores e restantes responsáveis pelo ensino tinham discernimento suficiente para saberem o que exigir aos alunos dependendo naturalmente do factor idade. A uma criança, não lhe exijo comportamento de adulto, já a um adulto... bem, políticos e garotos há por aí muitos e note que muitos deles até têm idade para serem nossos pais, pelo que quando fazem este tipo de leis, o que me ocorre é pensar que estes políticos já tinham idade para terem juizo, para serem adultos.

Já agora, porque não meterem uma fotografia de Cavaco Silva nas salas de aula para os miúdos lhe fazerem a vénia ? Relativamente a estas normas, o que digo é serem típicas de quem não sabe fazer leis mas que tem de apresentar serviço, quanto mais não seja a fazer asneiras.
quijote
07.05.2013 - 19:56
Espero que os resultados destes exames sirvam para despedir os professores que não cumprem com os seus deveres.
veritatis
07.05.2013 - 19:35
No meu tempo até a 3ª. classe tinha exame...a minha professora tinha uma turma com 45 alunos e todos iam a exame e passavam...era um ponto de honra que os alunos passassem todos, e, naquela época salazarista, os professores eram muitas vezes veradeiros 'terroristas' nas aulas....Acho que os meninos devem começar cedo a sentir a responsabilidade da sua vivência. Para inconscientes bastam os políticos ladrões que arruinaram o país.....


PUB
PUB
Siga-nos
CD Carríssimas Canções de Sérgio Godinho
Assinaturas - Revista FEEL IT (PT)
Siga o SOL no Facebook


© 2007 Sol. Todos os direitos reservados. Mantido por webmaster@sol.pt