quarta-feira, 23 de Abril de 2014, 10:25
Pesquisa
pesquisar
Emprego Imobiliário Motores
iPad
Presidente dos CTT recebia dois ordenados

23 de Dezembro, 2010Por Graça Rosendo
A descoberta foi feita pela Inspecção-Geral de Finanças numa auditoria já enviada à Procuradoria-Geral da República.

O Presidente do Conselho de Administração dos CTT, Estanislau Mata da Costa – que se demitiu no final do mês passado, sem ter terminado o mandato – recebeu, durante cerca de dois anos, dois vencimentos em simultâneo: um pelo cargo nesta empresa, de cerca de 15 mil euros, e outro correspondente às suas anteriores funções na PT, de 23 mil euros. E isto apesar de ter suspendido o vínculo laboral com a PT.

A descoberta foi feita pela Inspecção-Geral de Finanças (IGF), na sequência de uma auditoria realizada após denúncias da comissão de trabalhadores dos CTT sobre actos de alegada má gestão na empresa. Segundo soube o SOL, o Conselho de Administração da empresa terá recebido o relatório preliminar desta auditoria no dia 29. A demissão de Mata da Costa foi anunciada no dia seguinte e justificada pelo próprio com «razões exclusivamente do foro pessoal e familiar».

A IGF classifica esta acumulação de vencimentos por parte de Mata da Costa – num valor mensal de cerca de 40 mil euros (ao todo, um milhão e 575,6 mil euros recebidos entre Junho de 2005 e Agosto de 2007) – como «eticamente reprovável, ainda que possível do ponto de vista legal». Ainda assim, a IGF decidiu encaminhar o caso para a Procuradoria-Geral da República, por ter «dúvidas quanto à legalidade» da situação.

Segundo o relatório preliminar da IGF, a que o SOL teve acesso, Mata da Costa, que era quadro da PT, foi nomeado para presidir aos CTT em Junho de 2005. Mas, em vez de se desligar desta empresa, fez um acordo de «suspensão do contrato de trabalho, embora estranhamente sem perda de remuneração».

graca.rosendo@sol.pt

Tags: CTT, Sociedade



49 Comentários
x52003
14.10.2012 - 21:26
E agora ficamos pela eticamente reprovável? Actualmente em Portugal essa gentalha que está nas administrações, gestões e presidências dos departamentos públicos acaso ainda sabem o que é ética? Assim se vê como as leis estão feitas à medida desses mamões, "ainda que possível do ponto de vista legal", isto só pode ser brincadeira, nem quero acreditar que tal é possível... E um tiro na cabeça do animal, não é também "possível no ponto de vista legal"? Pouco mais há a dizer: "Mais um para ficar impune"!
Isto só já tem cura com justiça popular, à mistura com a pena de morte. Aplicam a pena de morte a pessoas que fazem só uma vitima, e estes que fazem milhões de vitimas são intocaveis.
ravp
03.01.2011 - 17:34
Para quando a extinção desta corja de malfeitores.
Cheha de ladrões. Prisão com eles!
paulo8080
03.01.2011 - 16:59
o problema é que há muitos estanislaus por aí!
bitoria
28.12.2010 - 18:10
homem sério, honesto até às pontas do cabelo, coitado, 15 000 €/mensais era pouca, por isso, tal como alegre, irá ter direito a duas faustosas, i.é obscenas reformas...só à chapada, como alguém dizia, cadeia é pouco, talvez uma corda ao pescoço e ...deitado abaixo da ponte mais alta...exemplos, precisam-se...
jmosimoes
24.12.2010 - 17:51
A mim não me causa admiração nenhuma esta situação, agora até quando é que não reagimos ?
Ricardo37
24.12.2010 - 15:14
Pois, realmente 15.000 era pouquinho ... A ver vamos - aposto que não - se devolverá aguma coisa?!
dixit
24.12.2010 - 14:47
NÃO SEI POR QUE TRATAM ESTE ANIMAL TÃO MAL: ELE TAMBÉM SÓ AGORA DESCOBRIU QUE TINHA DOIS VENCIMENTOS, UM DE QUANDO FOI CARTEIRO E OUTRO COMO PRESIDENTE DO CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO DOS CTT...
dixit
24.12.2010 - 14:39
E quantos ladrões não continuam à solta!
Mas este também é animal político? Se é, não se pode tocar, e deve continuar a receber... não dois, mas três vencimentos!...
Viva a república! Viva o 25 de Abril!

VOLTE SR. DR. ANTÓNIO DE OLIVEIRA SALAZAR!!!

Bastu
24.12.2010 - 14:14
Quando era jovem tive um emprego em que o “guarda-livros” lá da casa, era um dos chefes da repartição fiscal…

Mas também nunca fomos inspeccionados, nem seriamos enquanto ele fosse o nosso “chefe das finanças”…

Estes senhor não tinha dois empregos, mas aí uns 9 ou dez o que nessa altura também não devia de estar “fora-da-lei” (?)…

PS: O Presidente do Conselho de Administração dos CTT, Estanislau Mata da Costa, lesou moral e eticamente o seu cargo como chefe da PT e dos CTT… não compreendo, como é possível cá no burgo, todas estas artimanhas de abutres, conseguirem resistir às nossas leis e serem vistas como a coisa mais natural do mundo!...
cevaso44
24.12.2010 - 14:02
Nenhuma lei impede alguém de ter dois empregos.
E até dou muito valor a quem PRECISA e o faz.
Não é esse o caso. Ele não terminava um para começar outro.
Sem trabalhar mais uma hora que fosse, recebia pelo emprego que tinha e por outro que "teve". E não era o salário mínimo, eram 23000 euros.
Isto só tem um nome : ROUBAR. Ponto final.
Bastu
24.12.2010 - 14:00
Quando era jovem tive um emprego em que o “guarda-livros” lá da casa, era um dos chefes da repartição fiscal…

Mas também nunca fomos inspeccionados, nem seriamos enquanto ele fosse o nosso “chefe das finanças”…

Estes senhor não tinha dois empregos, mas aí uns 9 ou dez o que nessa altura também não devia de estar “fora-da-lei” (?)…

PS: O Presidente do Conselho de Administração dos CTT, Estanislau Mata da Costa, lesou moral e eticamente o seu cargo como chefe da PT e dos CTT… e não até sei. se estava dentro da Lei essa sua artimanha de abutre
ram
24.12.2010 - 13:09
Tokarev! Concordo consigo.Mas dentro da mesma Empresa e ainda por cima Pública,convinhamos, que é imoral. Bom Natal para si e para os seus.
tokarev
24.12.2010 - 12:57
Quantos portugueses não são obrigados a ter 2 empregos para poderem pagar os impostos que o estado social lhes exige.
tokarev
24.12.2010 - 12:07
Nenhuma lei impede alguém de ter dois empregos e receber dois ordenados.
COELHO1964
24.12.2010 - 11:56
E VIVA A PENA DE MORTE!
PARA ALGUNS É CLARO!
cevaso44
24.12.2010 - 10:36
Mas se HÁ justiça, é muito fácil obrigá-lo a repôr o que não lhe pertence ! E condená-lo pela falcatrua. Porque é do que se trata. Duma falcatrua.
E quando aparecem na televisão, parecem tão DIGNOS, tão SENHORES DOUTORES !
ajusto
24.12.2010 - 09:52
Estado e grandes empresas tornam-se, cada vez mais, num cobil de ladrões.
amvc
24.12.2010 - 08:17
É fartar vilanagem.Ética,que léria. isso existe nos gestores públicos?
mundonovo50
24.12.2010 - 01:13
okarev
23.12.2010 - 21:30

Portugal foi sempre país de ladrões mas já sobreviveu aos afonsinos, aos joaninos, aos brigantinos, aos repúblicos, e há-de sobreviver aos abrilinos.

ora aqui está um comentário do camarada tokarev com que concordo mas gostava de pôr a seguinte questão: será que conseguirá sobreviver aos socretinos?
pauloc
24.12.2010 - 00:02
Há por aí uma Câmara que se enganou nos vencimentos e cujos funcionários vão ter de devolver o dinheiro por imposição.Aqui não vai devolver?Responda quem souber.



PUB
PUB
Siga-nos
CD Carríssimas Canções de Sérgio Godinho
Assinaturas - Revista FEEL IT (PT)
Siga o SOL no Facebook


© 2007 Sol. Todos os direitos reservados. Mantido por webmaster@sol.pt