quarta-feira, 16 de Abril de 2014, 8:15
Pesquisa
pesquisar
Emprego Imobiliário Motores
iPad
Líder de gangue do Multibanco absolvido

21 de Agosto, 2013por Sónia Graça
O processo que abriu uma ‘guerra’ entre o Departamento de Investigação e Acção Penal (DIAP) de Lisboa e o Departamento Central de Investigação e Acção Penal (DCIAP) acabou com a absolvição de Carlos Ramos – um dos dois arguidos acusados de furto e explosão de um multibanco, em Novembro de 2011, no Pinhal Novo.

Trata-se de um dos principais líderes de gangues do multibanco em todo o país. O Tribunal de Setúbal deu como provado que ‘Lagameças’, como é conhecido, só esteve envolvido em “actos preparatórios” daquele assalto. Apesar de o outro arguido ter contado à GNR como fizeram a explosão e onde esconderam os objectos usados no crime, essa prova foi considerada “inquinada” por ter sido obtida de forma ilegal.

A 12 de Novembro de 2011, depois de a GNR ter feito buscas à casa de Bruno Araújo (já constituído arguido), este decidiu colaborar e indicar os locais onde ele e ‘Lagameças’ abandonaram alguns objectos depois de consumarem o furto, no dia 9 desse mês. A GNR informou a 11.ª secção do DIAP de Lisboa, que lhe deu luz verde para apreender a botija de gás acetileno, duas gavetas do ATM e ainda os sapatos que ‘Lagameças’ usou no assalto.

Acontece que tanto na “conversa informal” que teve com um militar como na diligência posterior em que acompanhou a GNR aos locais, Bruno “deveria estar obrigatoriamente assistido por defensor” – um direito do arguido, previsto no artigo 64.º do Código do Processo Penal. “A não presença de advogado em actos onde deveria ter estado presente (interrogatório de arguido detido) configura-se como uma nulidade insanável”, lê-se no acórdão, assinado há um mês.

Assim, se por um lado os magistrados dão como certo que, na véspera do crime, Bruno e ‘Lagameças’ combinaram por telefone como fazer a explosão e que, nessa mesma noite, puseram braçadeiras nas chapas de matrícula do Peugeot usado no assalto, por outro consideraram não haver “prova inequívoca” de que tenha participado na consumação do furto. “A (prova) que existiria está proibida de ser valorada” por causa da referida nulidade. “E, assim sendo, a dúvida sempre beneficiaria o arguido”, concluem os juízes, admitindo que esta limitação “poderá conduzir a uma ‘verdade’ bem distante da ‘verdade material’”.

Segunda absolvição num mês

O facto de não lhe terem sido apreendidos bens relacionados com a explosão, nem quantias compatíveis com o montante roubado, também jogou a favor de Carlos Ramos.

Em contrapartida, Bruno foi condenado a nove anos de prisão efectiva por furto qualificado, explosão e detenção de arma proibida. Nas buscas à garagem e às suas casas, foram encontrados objectos comprometedores, como mangueiras e garrafas de gás.

Fonte da Procuradoria-geral da República disse ao SOL que até ao momento o Ministério Público não recorreu do acórdão. Recorde-se que este inquérito suscitou um conflito de competências entre o DIAP e o DCIAP, obrigando à intervenção do então PGR, Pinto Monteiro – que entregou o caso a Cândida Vilar, apesar das críticas de Cândida Almeida e da Polícia Judiciária, que denunciaram na altura vários atropelos à lei.

No espaço de um mês, esta é a segunda absolvição do líder do gangue do multibanco que, entre 2007 e 2009, facturou dois milhões de euros (um outro processo, ainda pendente no Supremo). Carlos Ramos foi ainda ilibado de todos os crimes de que estava acusado num terceiro processo, também investigado pela GNR e pelo DIAP.

sonia.graca@sol.pt




48 Comentários
DEFENDEPORTUGAL
28.08.2013 - 14:49
quanto mais se rouba ...

Não custa nada, e ajuda.
Ajuda Portugal a lutar contra Espanha, e a libertar os territórios que nos conquistaram.
Somos poucos e estamos a perder território, precisamos de todos os patriotas.
É gratuito, defendes a nação, lutando, criando as tuas empresas, liderar partidos ou até o nosso Pais, segue o link:
www.erepublik.com/pt/referrer/Peac+eis+GOOD
LUTA POR PORTUGAL !!!!!
Chega pelo menos ao nível 10 (é muito rápido).
Espero por vós
limato
24.08.2013 - 13:56
Será que este fulano está filiado em algum partido do arco da governação. É que tanta absolvição até parece coincidência.
icebreaker
23.08.2013 - 14:59
curioso como a Justiça usa dois pesos e duas medidas para manter a instabilidade social..

antes da prova ter sido obtida de forma ilegal, já o "pacato" cidadão se tinha apropriado dos bens alheios.. de forma muito mais ilegal.. e se para ele a lei não existe, então que sentido tem ser protegido por aquilo que ele não respeita..

triste país onde só os criminosos têm direito a tirar proveito das ilegalidades, pois têm sempre a garantia de que os outros não as podem cometer.. assim é fácil continuar a viver da criminalidade..

cada vez mais se torna difícil apanhá-los apenas com recurso às legalidades, quando eles usam as ferramentas todas para abusar da sociedade de pacóvios que paga "legalmente" o custo de uma Justiça, que depois não os protege dos criminosos

é um paradoxo que seja o cidadão "legal" que pague os custos da Justiça, para que depois seja o cidadão "ilegal" (que não a paga) que tire proveito total dela..

comparando isto com um vulgar acidente de viação entre um carro com seguro, que foi atingido por outro sem seguro circulando em contra-mão.. o cidadão "legal" deixará de ter direito a qualquer indemnização, caso prove que o outro transitava "ilegalmente" em contra-mão através duma gravação de video obtida de forma "ilegal", sem a devida autorização do "criminoso".. claro!..

para ter uma Justiça destas, saía mais barato que ela não existisse.. o cidadão saberia defender-se das ilegalidades sem o impedimento "legal" de uma estrutura que é paga por ele para o prejudicar..
Kosanostra
22.08.2013 - 22:03
Afinal não, era outro. É que se fosse algum relacionado com as ex-FP 25, a interpretação a dar à "libertação" teria sido outra, daí a questão, porém já vi que não.
Kosanostra
22.08.2013 - 19:49
Este líder não era o tal que pertenceu às FP-25 de Abril, ou era ?
donnisinnod
22.08.2013 - 18:01
iiyuioyuo++++++++++++++++
+++++!!!! LUTA POR PORTUGAL !!!!!+++++++
entra neste GRANDE jogo online completamente gratis, onde podes ser um grande MILITAR, POLITICO de sucesso, jornalista e muito mais... PRECISAMOS DE AJUDA PARA ESPULSAR OS ESPANHOIS DO NOSSO TERRITORIO..ajuda-nos.....

---
http://goo.gl/aQukTF
VascoDaGama2
22.08.2013 - 12:44
ANDAM AQUI ALGUNS MAMÕES A TENTAR TIRAR NABOS DO PÚCARO.
NÃO HAJA DÚVIDAS.
DEFENDEPORTUGAL
22.08.2013 - 12:14
artifícios legais colocam na rua quem possui dinheiro para bons advogados e untamentos.

Não custa nada, e ajuda.
Ajuda Portugal a lutar contra Espanha, e a libertar os territórios que nos conquistaram.
Somos poucos e estamos a perder território, precisamos de todos os patriotas.
É gratuito, defendes a nação, lutando, criando as tuas empresas, liderar partidos ou até o nosso Pais, segue o link:
www.erepublik.com/pt/referrer/Peac+eis+GOOD
LUTA POR PORTUGAL !!!!!
Chega pelo menos ao nível 10 (é muito rápido).
Espero por vós
cger
22.08.2013 - 10:54
A solução é acabar mesmo com a república...
Democracia assim não vale nada!
Os responsáveis políticos primeiro olham para os seus interesses e depois para os do povo.
O que interessa é defender o partido, como alimentar a máquina e depois se houver tempo, o povo terá o seu lugar mais para o tempo das eleições...
Lembro-me do Sócrates quando baixou o IVA "para inglês ver" mesmo a tempo das eleições para o aumentar logo de seguida quando conseguiu ir novamente para o poleiro....
quijote
22.08.2013 - 10:49
Há que proteger os deserdados da vida que têm de recorrer ao roubo para poderem comer.
Fez-se justiça.
quijote
22.08.2013 - 10:47
Parabéns ao PCP por mais esta manobra de desestabilização do país.
Marocassemares
22.08.2013 - 09:56
Desgraçado Pais… onde chegaste!
Quanto te ergues Portugal e mostras ao Mundo que os “Brandos Costumes” são uma treta fomentada por Salazar!
Está na Hora de Acordar e banir esta Corja!
cuico
22.08.2013 - 09:55
Uma noite veio a sanha
De um punhado de imbecis
E a escroques cheios de manha,
Entregaram o país.

Inverteram os valores.
O ladrão ficou honrado
E os traidores uns senhores
De imaculado passado.

Um sonho ficou latente
Na ilusão de irmos tê-lo.
Delírio de muita gente.
INFINITO PESADELO.

……………………………………..

E há gente que se une
Pra louvar essa vil praga
Da escroqueria impune
Que o Povo tão caro paga.
Zeus
22.08.2013 - 09:31
***************************************************
Com a Pandilha NAZI-NEOL no poder é natural que os da laia deles não sejam condenados.

Os Patifes incompetentes que provocaram esta ablovição têm que ser punidos. Desde logo devem ser todos expulsos do seu trabalho. O Estado não pode andar a esbanjar dinheiro dos contribuintes com incompetentes.
**************************************************
Algarvez
22.08.2013 - 09:26
A culpa destes casos OBSCENOS não é propriamente dos juízes, é, em toda a linha, dos legisladores e sobretudo da corja da AR que aprovam essas leis que só defendem os agressores e condenam as vítimas.
Ao abrigo da lei o juiz não condenou o acusado(?) e se por razões de qualquer outra ordem o tivesse condenado tinha à perna, quais cães raivosos, os democratas dos direitos humanos a acusar o juiz de penalização INCONSTITUCIONAL.
Não há a mínima dúvida que Portugal está bem entregue.
sednasapo
22.08.2013 - 09:15
_ _ _ a-se !!!
Que desilusão este país(?) onde vivo!
sismocosmico4444
22.08.2013 - 09:05
republica das bananas Portugal
paralelo40
22.08.2013 - 08:32
Se foi na ATM do BPN foi bem absolvido e liberto.
Eu já sei quem foi, mas não digo. A polícia ganha para fazer esse trabalho. Não direi nada, apesar de saber tudo.
cajomacosi
22.08.2013 - 07:38
Quem tem amigos..., não morre na prisão.
cajomacosi
22.08.2013 - 07:36
Quem tem amigos não morre na prisão.



PUB
PUB
Siga-nos
CD Carríssimas Canções de Sérgio Godinho
Assinaturas - Revista FEEL IT (PT)
Siga o SOL no Facebook


© 2007 Sol. Todos os direitos reservados. Mantido por webmaster@sol.pt