sábado, 19 de Abril de 2014, 10:46
Pesquisa
pesquisar
Emprego Imobiliário Motores
iPad
Magistrado denuncia tortura na PJ

13 de Fevereiro, 2014por Sónia Graça
Inspectores da Polícia Judiciária (PJ) do Porto estão a ser investigados por indícios de terem agredido e torturado suspeitos de assaltos, durante buscas que realizaram a um acampamento de pessoas de etnia cigana, em Santa Maria da Feira.

O caso aconteceu há duas semanas e foi denunciado por um magistrado do Ministério Público, que acompanhou a diligência e assistiu no local às agressões.

Alguns dos inspectores que integravam a brigada terão esbofeteado os suspeitos, que foram algemados durante a busca, apontando-lhes as suas armas à cabeça e praticando outros actos de tortura mais violentos.

Os inspectores procuravam uma caçadeira que tinha sido usada por um grupo de etnia cigana que está referenciado pela autoria de vários assaltos violentos na zona Norte.

Um dos últimos roubos aconteceu no passado dia 21 de Janeiro e acabou da pior forma: um homem, de 43 anos, foi atingido com um tiro de caçadeira quando assomou à janela de casa, após ter ouvido barulho no café de um irmão. A vítima, que vivia por cima do estabelecimento, em Santa Maria da Feira, foi atingida na cara, e a sua mãe, de 72 anos, sofreu ferimentos nas mãos.

Ao testemunhar as agressões, o magistrado, que pertence à comarca de Santa Maria da Feira, confrontou o superior hierárquico dos inspectores, que também estava no local. Este, porém, ter-se-á escusado a participar contra os elementos da brigada ali presentes e recusado igualmente revelar os seus nomes ao procurador-adjunto.

O magistrado, no dia 24 de Janeiro, apresentou uma queixa-crime contra os inspectores em causa e o coordenador da Judiciária.

Fonte oficial da Procuradoria-Geral da República confirmou ao SOL a abertura do inquérito: «Foi instaurado um inquérito em que se investigam factos praticados por elementos da Polícia Judiciária que poderão constituir ilícito criminal» - informou fonte oficial, sem contudo esclarecer que crimes estarão em causa.

Direcção da PJ abre inquérito disciplinar

Contactada pelo SOL, a direcção nacional da PJ disse que está a par da situação e adiantou que já foram tomadas medidas.

«O director da Directoria do Norte (Baptista Romão) mandou instaurar um inquérito disciplinar para apurar os factos. Vamos aguardar serenamente o resultado dos dois inquéritos» (judicial e disciplinar) - disse ao SOL Pedro do Carmo, director nacional adjunto da instituição.

sonia.graca@sol.pt

Tags: PJ, Sociedade



22 Comentários
quijote
13.02.2014 - 21:15
Os ciganos são delinquentes habituais e relapsos.
Só se perderam as que cairam no chão.
magico
13.02.2014 - 19:05
ATENÇÃO,OS CHULOS DOS MILITARES,OS MAIORES BURGUESES COMUNISTAS CHUL0S DO POVO PORTUGUES,QUEREM QUE O POVO TRABALHE COMO ESCRAVOS PARA ELES E OS RESTANTES FUNCIONARIOS PUBLICOS CONTINUAREM A VIVER COMO BURGUESES COMUNISTAS BASTADOS!!VAMOS UNIR-NOS E LUTAR CONTRA OS CHUL0S COMUNISTAS DOS MILITARES JÁ!!RUA COM ELES JÁ COMUNAS BURGUESES CHUL0S!VAMOS LUTAR CONTRA OS FUNCIONARIOS PUBLICOS QUE SÓ TEEM FEITO MAL AO POVO PORTUGUES,VAMOS LUATAR CONTRA OS MILITARES,GNR,PSP,DELEGADOS SINDICAIS E MAIS 900 MIL FUNCIONARIOS PUBLICOS CHUL0S DO NOSSO POVO!!
pedrox
13.02.2014 - 17:13
Horrível mesmo foi aquele tenente que espetou a navalha do abdomem do recruta perfurando-lhe o fígado .Esse Corno Cabraao foi condenado a 9 anos de cadeia.
Inquirido pelos jornalistas esse is birro disse que s+o espetou a navalha na barriga do recruta para ele deixar a preguiça ,estava a fazer flexões não aguentou mais e caiu encima da navalha só isso .Pois que era capaz de acabar com o desplante desse verme era eu caso o recruta fosse meu filho,poupava dinheiro ao erário publico...
pedrox
13.02.2014 - 15:47
Os ciganos são uns santos e nunca mentem nem exageram ,quem os conheça que os leve de borla para casa...RRRSSSSSS
nalves
13.02.2014 - 15:25
A pena de morte nos EUA não conseguiu resolver o problema da criminalidade...mas os tabefes dados aos ciganos vai resolver...andam uns parvos (PJ, Juízes etc...incluídos) na universidade a estudar quando tudo se pode resolver ao pontapé.
gipsyking
13.02.2014 - 15:15
O Método Cipriano em execução. Mas desta vez estava lá um magistrado - bem haja - que não pactuou e agiu em conformidade.
nottome
13.02.2014 - 15:13
Coitados dos Juízes, ao que eles têm de estar sujeitos todos os dias...
Será que encontraram a caçadeira? ou será que a dita está perdida e vai ser encontrada mais tarde nas mãos de um cidadão menor de idade, que entrou na escola e disparou contra colegas e professores?
Se calhar, nessa altura, vão dizer: não levou uns tabefes na altura apropriada... ou então, coitado… foi molestado em pequeno…vitima de bulling…

aaaaaahhhh esse enorme problema social...
aaaaahhh essa “dicotomia” do saber ser e do saber estar. O rapaz selvagem...
JMarafuga
13.02.2014 - 14:52
Não obstante aquilo que eu disse e mantenho, não deixo de reconhecer justa pertinência ao discurso de NALVES (13.02.2014 - 14:04).
nalves
13.02.2014 - 14:45
Tadinhos dos PJ todos forçados a ir para a policia.
Não há juízes incorruptiveis assim como não há policias incorruptiveis a realidade diz-nos isso.
nottome
13.02.2014 - 14:27
É a incorruptível corporação dos magistrados a por na ordem a escumalha da polícia que anda no laréu todos os dias a passear em carros faustosos (carros do estado) e com as famílias em casa, bem seguras e a comer do bom e do melhor.
Essa escumalha da polícia tem de passar a comportar como gentis homens. (ponham os olhos vossos colegas da CIA e da NSA. ISSO SIM!)
Força Srs. Juízes, muito embora, com sacrifício, cheguem a libertar pedófilos, maridos violentos, violadores e assassinos por irregularidades processuais, continuo a acreditar na justiça dos tribunais. Pois… claro…
Já posso comer a minha côdea diária?
nalves
13.02.2014 - 14:04
Aos que defendem a tortura já viram a PJ a torturar o Duarte Lima, Oliveira e Costa os Mcann, pedófilos etc... ou outros criminosos/mafiosos conhecidos? Pois porque será?
JMarafuga
13.02.2014 - 13:30
A mim já me enganaram muito.
Há muito tempo que faço um esforço para que me enganem o menos possível.
EU ESTOU DO LADO DAS NOSSAS POLÍCIAS.
nalves
13.02.2014 - 13:22
pedrox
13.02.2014 - 12:57
O povo sério e trabalhador um dia é apanhado por engano pela PJ e depois sofrerá a tortura que tantos gostam de infligir aos outros, o que vale é que no dia seguinte pedem desculpa pelo lapso.
pedrox
13.02.2014 - 12:57
Esta horda de vândalos hajem em grupo e aterrorizam as pessoas no sentido literal da palavra.
Na sociedade não existem grupos piores que isso.
O juiz foi apenas um medroso.
Força senhores Policias da PJ o povo serio e trabalhador esta com vocês.
Quetzal
13.02.2014 - 12:51
Os magistrados tem medo dos ciganos ,por isso fazer-se de amigos desta pior escoria que existe a face da terra,para que eles próprios não sejam vitimas desta etnia fora da lei .Quem pensa que o juiz fez isso por algum pingo de humanismo esta redondamente enganado ,fez sim por cobardia.
Lambisgoia
13.02.2014 - 12:34
Olá

http://www.youtube.com/watch?v=TZX50iZn6GA
AnaFr
13.02.2014 - 12:11
O grupo de assaltantes pratica assaltos violentos e não se coibe de disparar contra qualquer pessoa, e o Magistrado acha que deveriam ser tratados como "flores de estufa"... Haja paciência!!
kapagebe
13.02.2014 - 12:09
Comam muita merrda os que acham que o bufo magistrado fez bem.

quijote
13.02.2014 - 11:59
Só se perderam as que cairam no chão, mas os ciganos só lá vão mesmo a tiro.
anomimo
13.02.2014 - 11:53
Há quem apoie, e considere que os PJ fizeram um bom trabalho. Sempre silenciosamente. Dentro e fora da PJ.



PUB
PUB
Siga-nos
CD Carríssimas Canções de Sérgio Godinho
Assinaturas - Revista FEEL IT (PT)
Siga o SOL no Facebook


© 2007 Sol. Todos os direitos reservados. Mantido por webmaster@sol.pt