quarta-feira, 23 de Abril de 2014, 20:32
Pesquisa
pesquisar
Emprego Imobiliário Motores
iPad
Tugaleaks quer que tribunal declare Passos Coelho 'mentiroso' e o exonere do cargo

10 de Setembro, 2012
O movimento cívico Tugaleaks apresentou no domingo, na GNR do Pinhal Novo, Setúbal, uma queixa contra o primeiro-ministro, para demonstrar em tribunal que Passos Coelho, e o seu Governo, mentiu aos portugueses e exigir a sua exoneração.

«Nós pretendemos provar que a informação veiculada antes e depois da campanha não está de acordo com aquilo que foi prometido aos portugueses. Os portugueses foram enganados, os portugueses não têm qualquer controlo agora que o Governo está no poder […]. Vamos tentar usar a lei para mostrar que o que está a ser feito não corresponde à verdade, exigir explicações e se possível a exoneração do cargo de primeiro-ministro», explicou hoje à agência Lusa o fundador do movimento Tugaleaks, Rui Cruz.

Para o fundador deste movimento cívico, que se define como defensor da verdade da informação, e que está activo na Internet através do seu portal e da sua página no Facebook, Passos Coelho não tem cumprido aquilo que prometeu aos portugueses, apontando-lhe muitas diferenças no discurso pré-eleitoral e pós chegada ao Governo.

«Durante alguns anos nós tínhamos visto Passos Coelho dizer uma coisa e foi para o Governo dizer exactamente outra. Quando agora dizem que vão cortar nos rendimentos, na campanha disseram que não o fariam», exemplificou.

Rui Cruz recusou adiantar pormenores sobre as especificações da queixa, dizendo que só serão prestados esclarecimentos sobre a «queixa exacta» depois de contactado o advogado e de a GNR submeter a queixa a tribunal.

Na sua página na Internet, onde revelaram a apresentação da queixa e explicam as suas motivações, os responsáveis pelo movimento apelam também à participação dos cidadãos, pedindo que procurem evidências de que as declarações de Passos Coelho são contraditórias e não correspondem à verdade e que se voluntariem como testemunhas do processo, fornecendo dados de contacto para anexar ao processo.

«Um dos exemplos apresentados na referida queixa é o que Passos Coelho no dia 24/03/2011 proferiu perante a comunicação social em visita a uma escola, ‘se vier a ser necessário algum ajustamento fiscal ainda, a minha garantia é de que ela seria canalizada para os impostos sobre o consumo e não para impostos sobre o rendimento das pessoas’. No dia 07/09/2012 Pedro Passos Coelho disse exactamente o contrário, quando afirmou que ‘o Governo decidiu aumentar a contribuição para a segurança social, exigida aos trabalhadores do sector privado, para 18%”. Desta forma alterou o “imposto” sobre o rendimento», lê-se na página do Tugaleaks, a título de exemplo.

O movimento Tugaleaks apela ainda à colaboração ‘pro bono’ de todos os advogados que se mostrem disponíveis para ajudar no processo. No portal na Internet, o movimento adianta que ainda esta semana será pedido um advogado oficioso à Segurança Social.

Rui Cruz adiantou que já 10 testemunhas se disponibilizaram para participar no processo e que deram início a conversações com um advogado que também se mostrou disponível para ajudar o movimento.

«Já temos 10 testemunhas que deram o nome, morada e contacto para testemunharem sobre Passos Coelho ter dito uma coisa e depois ter dito outra. Estamos a apelar aos advogados. Pretendemos que cada pessoa esteja protegida de forma ‘pro bono’ (gratuita] contra qualquer eventual represália política que possa sofrer», declarou.

Apesar de reconhecer que mesmo que consigam avançar com o processo em tribunal este poderá desenrolar-se durante anos, e muito para além do tempo de governação de Pedro Passos Coelho, Rui Cruz defendeu que não deve ser abandonado porque existe «uma responsabilidade que tem que se apurar a bem da transparência política».

«Se houver exoneração do cargo, mesmo já não o ocupando, as medidas tomadas poderão ser revistas ou anuladas. É uma coisa que em tribunal nacional provavelmente não será feito, mas pretendemos, se preciso for, recorrer ao tribunal europeu para fazer valer os nossos direitos», concluiu.

Lusa/SOL




67 Comentários
atalaia
15.09.2012 - 10:46
Meninos,cá se fazem cá se pagam.Certo quanto ao BPN.Quando foi isso? Têm andado distraidos.Quem naconalizou o BPN? Quanto ao Socrates e atè ao Guterres e Sampaio foram os gajos mais porreiros que governaram Portugal.Nada de austeridade.É verdade que os portugueses nunca mas nunca viveram tão bem. Foi uma pena o sacana do Coelho ter-se metido onde não era chamado.Viva a LIBERTE...
Rufia
11.09.2012 - 12:43
A "verticalidade" do "Sr. José" tem a forma de caracol, por isso não há qualquer hipótese de tratamento sem lhe esticar o pernil...

O ZP é um caso perdido!

CITANDO e resumindo" Esta mesma corja, esta mesma súcia dos BPN’s dos submarinos, das manipulações avulsas de órgãos de soberania, de atentados às mais básicas liberdades e garantias, sustentados em campanhas de ódio, mentiras e calúnias cada uma mais soez que a outra, não ficou assim desde que “chegou ao pote”. É inatamente assim. Ladrões, vigaristas criminosos da pior espécie e não, Sócrates não se compara, nem Sócrates nem ninguém desde que João III reinou Portugal!"

Está tudo dito!
bujardas
11.09.2012 - 09:20
Onde estava o Tugaleaks quando eramos governados pelo Socrates?

As medidas de austeridade sao do Passos Coelho, mas o deficit brutal e' do Socrates.
AzeitonaAlbina
11.09.2012 - 04:28
Ainda que limitado pela distância, parece-me óbvio que o Sr. José há muito que carece de um diagnóstico clínico correcto.
Não sou médico, de qualquer forma, posso arriscar que não será pela repetição do que quer que seja que irá ultrapassar o seu evidente estado patológico.
Assim sendo, aquilo que, mais uma vez, vou repetir é muito mais para os incautos do que quaisquer outros.
Não sou socialista filiado ou simpatizante. Na verdade não me revejo em qualquer partido em particular.
Voto(quando voto), invariavelmente e em consciência, há muito, em partidos da dita franja politica (MPT, PH, etc.) com excepção das últimas eleições legislativas.
Sou, com todo o orgulho, patriota. Tal implica numa situação de iminente perda de independência fazer escolhas.
Ora, independentemente de todos os defeitos de Sócrates e da governação socialista, em momento algum se poderia comparar com a corja que salivava para fazer aquilo a que hoje assistimos.
Nas últimas legislativas, votei, e voltaria a votar, Sócrates e PS porque era meu dever enquanto português tentar impedir de se apoderar dos meios para concluir as suas ambições quem tinha e tem como primeiro objectivo sabotar o meu amado pais.
E tenho memória.
Esta mesma corja, esta mesma súcia dos BPN’s dos submarinos, das manipulações avulsas de órgãos de soberania, de atentados às mais básicas liberdades e garantias, sustentados em campanhas de ódio, mentiras e calúnias cada uma mais soez que a outra, não ficou assim desde que “chegou ao pote”. É inatamente assim. Ladrões, vigaristas criminosos da pior espécie e não, Sócrates não se compara, nem Sócrates nem ninguém desde que João III reinou Portugal!
Argumentar, perante este monumental ataque à nossa independência e continuidade enquanto nação, se Sócrates é ou não corrupto é bem mais do que falacioso, é falta da mais elementar seriedade. Dizer que Sócrates é maior responsável do “actual estado de coisas” é, mais do que ultrajar à verdade, é pactuar com esta cambada de criminosos inimigos da pátria!
Nesse sentido, pouco me importa se os “Duartes Co.” são vitimas de patologias várias. Com um país a arder com a mais nefasta das naturalidades, com obscenos níveis de desemprego e precária emigração, pobreza e todo o folclore atracado à cronica miséria, com o pouco que ainda resta do tecido económico a ser dividido na maior das fúrias pelos diverso membros deste bando criminoso, eu, sinceramente, parece-me claro que um dos problemas está identificado, há que tratá-lo!
emadio
11.09.2012 - 03:49
NAO SEJAM PIEGAS PA!!!!!!!
NAO FACAM QUEIXINHAS!!!!!!!!!!!!
METAM-LHE UMA BALA NO MEIO DOS CORNOS!!!!!!!!!!!!!
ramos
11.09.2012 - 03:09
Os Politicos são quase todos mentiros e vendem a alma ado Diabo por muito pouco!Este Passos coelho é uma vergonha e mentiroso mas a culpa foi do Sócrates que pensava estar a Governar a República das Bananas!
Portugalix
10.09.2012 - 23:41
Este mentiroso compulsivo, não passa de um nojo politico que disse que os portugueses tem de empobrecer para crescerem, que manda os seus cidadãos emigrar, só um alarve mentecapto teria uma ideia desta, mas o toino gosta, nada uns coiratos e uma bejecas acompanhado um joguinho de futebol e não passa nada.

É lamentável ver comentadores que lambem as botas a este labrego o láparo, nem que lhes tirem a pele mas como são do partido tudo vale se fossem outros vociferavam cobras e lagartos por estas e outras é que somos o lixo da Europa, infelizmente. Este aldrabam durante as eleições era tudo céu e a terra a gora só inferno, dá-me nojo ser governado por estas m. e. r. .d. a. s saiu um entrou outro este sem estilo.

http://www.youtube.com/watch?v=xcNOHwfPIv4

http://www.youtube.com/watch?v=_auuvD73fT4&feature=related


mundonovo50
10.09.2012 - 22:33
quijote
10.09.2012 - 21:53

O pote não tinha mel, Passos já não está muito interessado nele.

não tinha mel? vê lá se o pentelhos, o nojeira leite azedo e outros não se estão a lambuzar no mel
GALAICOLUSITANO
10.09.2012 - 22:30
matemos os gatunos. isso sim.
quijote
10.09.2012 - 21:53
O pote não tinha mel, Passos já não está muito interessado nele.
jooliveira
10.09.2012 - 20:26
O que ele devia explicar era o significado de:

GOVERNAR PORTUGAL É IR AO POTE!

E depois ser proibido de ocupar qualquer cargo governativo, senão mesmo de funções públicas!
Como já está em funções devia ser um «Impeachment» por desrespeito à CRP.
Antonyjunior
10.09.2012 - 18:44
Como pode Portugal evoluir com tanto crente naquilo que não sabe!?
mundonovo50
10.09.2012 - 18:33
mas como exonerar o governo se aquilo não passa de uma comissão liquidatária do regime?
mundonovo50
10.09.2012 - 18:22
eu diria que, mentiroso compulsivo
Rufia
10.09.2012 - 18:06
Quanto à notícia supra, já faltou mais, para chegar o dia em aqueles que conquistam o poder, através da mentira, hão-de ser julgados e condenados, por burla, abuso de confiança, incompetência e "charlatonice", digo eu!
Rufia
10.09.2012 - 17:58
Afinal até foi bom passar por aqui, só para ver o enOrme AzeitonaAlbina a tourear, com a sua inimitável mestria…, o Grande Líder e mentor “daquele que diz que é corno”, quiçá o maior esquizofrénico da blogosfera, Zequinha Pandilhas…
elpontinho
10.09.2012 - 17:43
É já um abaixo assinado para correr com este incompetente mais a corja de corruptos que o seguem, ou então abrir a caça ás bruxas por mim tou nessa.
Sensor
10.09.2012 - 17:38
É vidente que as pessoas têm memória.

E mais do que isso: começam a perceber que não se trata só de fazer o contrario do que se promete; mas de o fazer de forma sistemática, reiterada, uma e outra vez. E de o fazer deliberadamente: com significado politico.

Para esta escumalha está claro que a crise em que Portugal mergulhou é responsabilidade e culpa do cidadão de rua que se levanta às cinco da manhã para ir trabalhar e trazer para casa uns míseros trocos. Esses é que mergulharam o país neste fosso e portanto TERÃO DE SER ELES A PAGÁ-LA; é assim que pensa a escumalha laranja.
jdfb52
10.09.2012 - 17:34
Tornou-se um imperativo Nacional e Patriótico derrubar quanto antes este Governo. Há uma saída, para evitar eleições imediatas ( e a mais aconselhável ao momento) - Governo de INiciativa Presidencial.
Sensor
10.09.2012 - 17:32
E cá anda o patarata ZéZé a "branquear" o governo actual. Todo ele é comichões. Esta eminencia parda
não se enxerga !



PUB
PUB
Siga-nos
CD Carríssimas Canções de Sérgio Godinho
Assinaturas - Revista FEEL IT (PT)
Siga o SOL no Facebook


© 2007 Sol. Todos os direitos reservados. Mantido por webmaster@sol.pt