sexta-feira, 18 de Abril de 2014, 11:34
Pesquisa
pesquisar
Emprego Imobiliário Motores
iPad
Casamentos de Santo António e marchas populares em Lisboa

12 de Junho, 2011
Lisboa vive hoje um dos seus dias mais animados, a véspera do Santo António: a festa começa com os casamentos ‘abençoados’ pelo padroeiro, continua com o desfile das marchas populares e termina nos arraiais nos bairros históricos da cidade.

As celebrações começam às 12h com a cerimónia civil dos casamentos de Santo António, que junta 16 casais nos Paços do Concelho. Duas horas e meia depois iniciam-se as cerimónias religiosas na Sé de Lisboa, com 11 casais.

A comemoração dos Santos Populares continua depois durante a tarde, com vários arraiais espalhados pelos bairros históricos com música, as conhecidas sardinhadas típicas desta altura do ano e os manjericos com as suas rimas populares.

O ponto alto do dia é o desfile das 22 marchas populares na Avenida da Liberdade. As marchas da Baixa, Beato, Belém, Campolide, Marvila, Castelo, Mouraria, Penha de França, Graça, Carnide, Santa Engrácia, Bairro Alto, Bica, Olivais, São Vicente, Madragoa, Bela Flor, Alto do Pina, Alfama e Alcântara competem entre si para eleger o melhor desfile da cidade.

Pela avenida passam também, fora de concurso, as marchas dos Mercados e Infantil, organizada pela Voz do Operário.

O desfile desta noite começa às 21h e conta com a presença de um agrupamento do Reino de Marrocos, num intercâmbio cultural desenhado com a embaixada representante deste país.

A abertura do evento está a cargo da banda OqueStrada e entre os padrinhos dos marchantes encontram-se, por exemplo, os atores Joaquim Monchique e Florbela Queiroz e apresentadores como Nuno Eiró e Cláudia Vieira.

Durante a madrugada, as ruas dos bairros típicos, como Alfama, Mouraria, Bica ou Bairro Alto, deverão manter-se, como habitualmente, com milhares de apreciadores dos arraiais.

Devido às comemorações dos Santos Populares, o Metropolitano de Lisboa vai prolongar a circulação nas linhas azul e verde até às 02:00 de domingo e a CP fornece mais três comboios nocturnos para Cascais e Sintra do que o serviço habitual.

As comemorações condicionam, no entanto, algum do trânsito na cidade, principalmente nas ligações à Avenida da Liberdade, e 11 carreiras da Carris são afitadas, terminando os seus serviços mais cedo ou encurtando os seus percursos.

O feriado municipal de Lisboa, na segunda-feira, é comemorado em honra de Santo António, conhecido como um santo casamenteiro, já que, reza a lenda, era um excelente conciliador de casais.

Apesar de os dias 12 e 13 incluírem as principais comemorações, as Festas de Lisboa têm um cartaz cultural e de animação que se estende por todo o mês.

Lusa/SOL

 

Tags: Vida



6 Comentários
manuel36lx
13.06.2011 - 10:34
Ao Sr. Renato Nunes
Interessante comentário! Sim senhor! Acabou de contribuir para o enriquecimento cultural da nossa nação!
Só é pena ter uma mente tão doente e porca como a barraca onde deve morar!
Mas não se preocupe que não está só no mundo pois o que não falta por aí é gente mediocre com a cabeça cheia de esterco!
HORACA
13.06.2011 - 09:01
CondedeMenteTriste,

O nosso padroeiro em Lisboa é S. VICENTE.
Renato Nunes
12.06.2011 - 21:49
Acho bem que se mantenham as velhas tradicoes. Os os csasmnetos de Santo Antonio nao prescisam de revisionsimo mdoernista e secularista para agradar aos que adoram a censura do Politicamente Correcto. Nao gostam ?
Entao organizem seus proprios casamentos modernos...para lesbicas, ferssureiras, paneleiros e pederastas . Ficam todos felizes por ter seu dia e sua marcha.
Ao menos sao portugueses e e melhor que as marchas de Lisboa de hoje cujos organizadores tiveram a lata de incluir um grupo de Marroquinos, sem piada alguma e a destoar. Porque ter estrangerios a desfilar na tradicional marcha? E para mostrar que o multiculturalismo e diversismo e muito forte em Portugal?
Ja agorta convidem tambem uns africanso semi-nus e com batuque e digam que e tipico de Lisboa Que pais de Pacovios !!!
CondedeMenteTriste
12.06.2011 - 19:21
Aditamento:
Se querem proporcionar uma festa de casamento também a pessoas sem credo ou credo diferente, não lhes chamem CASAMENTOS DE SANTO ANTÓNIO chamemlhes por exemplo CASAMENTOS DOS CORVOS!!!
Se Santo António é o padroeiro de Lisboa, logo um SÍMBOLO, os corvos são-no igualmente!!!
Com outra nominação toda a gente poderia casar nessa festa até os homos e já agora também os tides!!!

condedementetriste albardeiro e ferrador talvez podesse contribuir com trajes de noivado se algum ou mais pares merecessem
CondedeMenteTriste
12.06.2011 - 19:09
Se os casamentos são abençoados por Santo António não faz sentido que haja casamentos "abençoados" fora do religioso!!!
Isso é um aproveitamento e cedência imorais de benefícios em nome de Santo António!!!
E o acto é tão vergonhoso para quem se casa como para quem permite tais perversidades!!!
Se não querem casamento sagrado, por ateus ou agnósticos ou laicos ou outra qualquer coisa, não têm que se aproveitar de Santo António!!!
Mas não são os casais os principais transgressores os mais culposos são quem os selecciona e permite a acção a todos os títulos condenável!!!

condedementetriste albardeiro e ferrador talvez podesse contribuir com trajes de noivado se algum ou mais pares merecessem
manuel36lx
12.06.2011 - 14:58
Lá vamos ter que gramar mais um Sto António a ajudar os pobrezinhos!


PUB
PUB
Siga-nos
Siga o SOL no Facebook


© 2007 Sol. Todos os direitos reservados. Mantido por webmaster@sol.pt