segunda-feira, 21 de Abril de 2014, 3:00
Pesquisa
pesquisar
Emprego Imobiliário Motores
iPad
O menino prodígio que aos 12 anos já tem empresa, desenha 'apps' e dá discursos

15 de Novembro, 2011por Diogo Pombo
Clique na imagem para ver mais fotos
«Já fiz algumas aplicações para Iphone, Ipod Touch e Ipad». Não serão assim tantas as pessoas que poderão proferir a frase com validade nos tempos que correm. Mas o seu autor é um rapaz norte-americano de 12 anos, que já discursa em conferências sobre tecnologia e está a desenvolver a sua própria empresa.

Thomas Suarez tem 12 anos e frequenta o sexto ano de escolaridade nos EUA. O gosto que grande parte das crianças partilha por videojogos e tecnologia, este jovem levou-o mais longe.

Há que recorrer a nova frase do rapaz norte-americano: «Sempre tive um grande fascínio por computadores e tecnologia». Aqui, a declaração podia estender-se a grande parte dos jovens, não fosse o facto de ter sido proferido durante uma apresentação inserida na TED, um ciclo de conferências mundial dedicado ao lema de 'Ideas worth spreading – Ideais que merecem ser espalhadas', onde costumam figurar inovadores graúdos ou especialistas visionários.

E o porquê de Thomas Suarez ser um dos oradores do TED? A razão prende-se com o facto de o jovem ser já capaz de utilizar linguagens como o Python, a C e Java para programar aplicações, uma capacidade no mínimo rara em jovens com a sua idade.

Para a presença de uns jovens 12 anos no TED impressionar ainda mais, bastará referir a descrição que consta no site oficial do ciclo de conferências: «Juntar os pensadores e trabalhadores mais fascinantes do mundo e desafiá-los a darem o discurso das suas vidas».

Com esse conhecimento, Suarez já criou várias aplicações, tal como destacou o The Huffington Post. Aplicações como a ‘Earth Fortune’, destinada a ler o destino do utilizador, colorindo a parte do planeta na qual se encontrava, ou a 'Bustin Jieger', destinada às pessoas que não gostavam do fenómeno musical de Justin Bieber.

Acabar o sexto ano de escolaridade será apenas um pequeno passo no futuro de Suarez. Entre projectos para desenvolver mais aplicações, o jovem já está a criar a sua própria empresa, que se denominará CarrotCorp.

O 'pequeno génio' de Thomaz Suarez terá assim o seu nome inscrito no histórico de oradores, ao lado de pensadores responsáveis por algumas das ideias mais originais, vanguardistas e inovadoras para a actualidade e futuro do planeta.

Mas, quantos deles se poderão gabar de constar na lista de oradores do TED aos 12 anos? Aqui, arriscamo-nos a dizer que nenhum. Tal poderá ser explicado pela evolução da tecnologia e dos meios ao longo dos anos, algo que Suarez até deixou escapar durante o seu discurso: «Hoje em dia, os alunos sabem um pouco mais que os professores graças à tecnologia».

A timidez dos seus 12 anos fizeram soltar um 'sorry – desculpa' face aos risos soltados pela plateia. Mas estará Thomas Suarez muito longe da realidade?

diogo.pombo@sol.pt




6 Comentários
Gustavo H.B. Almeida
17.11.2011 - 00:01
Pobre menino rico...
Há muito mais na vida do que febre das Apps.
Já me faz lembrar o filme "Little Miss Sunshine", mas desta vez em formato de "meninos prodígios da Informática"...
vendap
16.11.2011 - 19:27
lillyrose
15.11.2011 - 21:18
E por lá, também.

chaparral
16.11.2011 - 10:51
este miudo sabe enxergar além do óbvio, por isso se destaca possivelmente não mede tanto os riscos e como não está em competição faz as coisas com naturalidade dos seus 12 anos,os adultos é que complicam tudo e estão a pensar mais nos êxitos e nos lucros
GabrielOrfaoGoncalves
15.11.2011 - 23:57

http://www.youtube.com/watch?v=D0qjigYTwTY&feature=related

http://www.youtube.com/watch?v=2X3UYlmkfWI&feature=related

http://www.youtube.com/watch?v=xSrIYF1gwqQ&feature=mfu_in_order&list=UL

http://www.youtube.com/watch?v=DF1gnDNr_Cc&feature=related

As "apps" não me trazem lágrimas aos olhos como ouvir Fritz Kreisler...
veritatis
15.11.2011 - 22:50
Em Portugal temos a trilogia dominadora; fátima, fado e futebol. Mas temos uma fadista salazarista no Panteão, e queremos que o fado seja internacionalmente reconhecido par que os outros povos cantem também ' a sogra para não ficar em jejum leva também um fartum',etc...
Mas, entretanto, vamos inaugurando umas quantas igrejas novas (católicas claro) apesar de haver tantas às moscas. Para o que dá votos há sempre dinheiro....
lillyrose
15.11.2011 - 21:18
Em Portugal, as nossas crianças passam fome...


PUB
PUB
Siga-nos
Siga o SOL no Facebook


© 2007 Sol. Todos os direitos reservados. Mantido por webmaster@sol.pt