Tecnologia

Estes robôs ajudam os espermatozoides ‘mais preguiçosos’

Uma equipa do Institute for Integrative Nanosciences de Dresden desenvolveu uma espécie de nanorobô que ajuda a aumentar a mobilidade dos espermatozoides e a fazê-los chegar ao óvulo.

De acordo com o artigo publicado na revista Nano Letters, o ‘spermbot’ é apenas uma pequena espiral metálica que se encaixa na cauda do espermatozoide através do uso de campos magnéticos. Depois, é possível direcionar a célula reprodutiva até ao óvulo. Quando este é fertilizado, a espiral solta-se sozinha.

Os criadores do dispositivo explicam que este funciona como uma hélice magnética por serem fáceis de controlar em 3D.

Os investigadores reconhecem que é necessário fazer algumas melhorias antes de submeter o novo método a ensaios clínicos. No entanto, os cientistas esperam que esta técnica possa vir a ser menos dispendiosa que outros tratamentos de fertilidade, com a inseminação artificial.