SIBS alerta para técnica de retenção de notas no multibanco

A SIBS – Sociedade Interbancária de Serviços informou hoje que o furto, através da técnica de ‘cash trapping’, é um fenómeno cíclico, que incide sobretudo nos grandes centros urbanos, alertando os utilizadores do multibanco para irregularidades nas caixas automáticas.

no dia em que a psp anunciou a detenção de dois homens, em flagrante delito, pela instalação de dispositivos nas máquinas de multibanco para reter o dinheiro levantado, a empresa explicou que tem identificado casos de criminalidade, recorrendo à referida técnica, que considerou um “fenómeno cíclico”.

a sibs alertou os utilizadores de caixas automáticas para estarem atentos a qualquer irregularidade nas caixas automáticas, como um sistema diferente de leitor de cartões, de ecrã ou de teclado, aspecto visual diferente ou indícios de vandalização do equipamento.

a técnica de ‘cash trapping’ consiste na colocação de um objecto no terminal de saída das notas do atm, impedindo a sua saída, com a intenção de enganar quem pretende levantar dinheiro e que julga que o equipamento está avariado, levando os utilizadores a abandonar o local e, nessa altura, os suspeitos procedem à remoção do dispositivo e à consequente subtracção do dinheiro retido.

a empresa refere que os dados inerentes à ocorrência destes incidentes estão em segredo de justiça pelo que não podem ser revelados, adiantando que foram tomadas medidas de prevenção e controlo “de forma a neutralizar as consequências de futuras ocorrências”.

lusa/sol