Reunião do Eurogrupo termina sem acordo mas com mais optimismo

A reunião do Eurogrupo terminou hoje sem acordo e os ministros das Finanças da zona euro voltam a reunir-se nos próximos dias para debater novas propostas gregas, anunciou o comissário europeu para o Euro, Valdis Dombrovskis.

O comissário da EU responsável pelo euro antecipou-se à conferência de imprensa para afirmar que o Eurogrupo “voltará a reunir esta semana”, pois apesar de terem sido vistas como um “bom sinal” as propostas gregas têm de ser “trabalhadas em conjunto com as instituições” credoras.

Depois, já perante os jornalistas, o presidente do Eurogrupo confirmou a recepção das propostas gregas dizendo que “não houve tempo para as analisar com profundidade”. Mas Jeroen Dijsselbloem considerou que estas representam “um passo importante e positivo” nas negociações – “uma boa base de trabalho”.

O holandês diz que as autoridades gregas e as instituições credoras devem começar a “trabalhar imediatamente” para que possa “haver um acordo até ao final da semana”. Ainda segundo Dijsselbloem, os ministros das Finanças dos 28 voltarão a encontrar-se esta semana “se tudo correr bem”.

Já o comissário da UE para os assuntos económicos, Pierre Moscovici, elogiou as propostas gregas considerando-as “um trabalho sólido” mas reforçou a ideia de que estas terão de ser trabalhadas pelas instituições europeias “em conjunto com as autoridades gregas”.

Os responsáveis confirmaram ainda que a reunião de chefes de Estado e de Governo dos países da Zona Euro irá mesmo realizar-se ao final da tarde em Bruxelas, desmentindo a especulação que dava conta de um adiamento da reunião devido à falta de resultados na reunião preparatória do Eurogrupo.

Jeroen Dijsselbloem disse que os ministros reunidos esta manhã vão agora passar as suas conclusões aos líderes da Zona Euro mas que estes poderão sempre “ter uma opinião diferente”.

nuno.e.lima@sol.pt