Polícia encontra mulher degolada quando a ia avisar da morte do companheiro

A Polícia Judiciária está a investigar o caso de uma mulher que foi encontrada degolada. O corpo foi encontrado quando as autoridades se deslocaram até à sua residência para avisá-la da morte do companheiro, revela a agência Lusa.

Fonte da GNR do Porto disse à Lusa que o homem, de 64 anos, foi encontrado morto pela Polícia Marítima, na praia junto ao porto de Leixões, concelho de Matosinhos.

"As autoridades tentaram contactar a senhora para a avisar da morte do companheiro e, como não conseguiram, decidiram deslocar-se a sua casa. Chegando lá, a GNR encontrou a mulher, de 56 anos, já cadáver, na sala. Por haver indícios de homicídio, o caso foi entregue à PJ", revelou a mesma fonte.

A polícia encontrou a mulher degolada na sua residência, no concelho de Baião.

Fonte da GNR disse ao Diário de Notícias que o corpo da vítima, militar aposentado da GNR desde 2010, não apresentava, à primeira vista, indícios de ferimentos com arma braça ou de fogo. As autoridades investigam agora a possibilidade de se ter tratado de um suicídio.

As autoridades colocam ainda a hipótese de o homem ter matado a companheira antes de se ter suicidado.