Internacional

Caso Julen. Dono da quinta onde estava o poço no qual o menor caiu indiciado por homicídio por negligência

Tio de Julen foi chamado para depor em tribunal

DR  

O dono da quinta onde estava situado o poço onde o Julen, de apenas dois anos, caiu foi indiciado por homicídio por negligência.

A juiza encarregue do caso da morte do bebé considera que há indícios de homicídio por negligência por parte do homem que é dono da quinta onde tudo aconteceu.

Recorde-se que no dia em que a criança morreu, esta estava no terreno do tio, juntamente com os seus pais.