Internacional

Homem matou a namorada e largou o corpo numa mala à beira da estrada

O suspeito, Javier Da Silva, que tem dupla nacionalidade, portuguesa e venezuelana

DR
DR
DR
DR

O suspeito da morte de uma jovem de 24 anos, cujo corpo havia sido encontrado recentemente numa mala à beira da estrada em Nova Iorque, foi detido pelas autoridades norte-americanas na última segunda-feira.

O suspeito, Javier Da Silva, que tem dupla nacionalidade, portuguesa e venezuelana, vai agora enfrentar acusações pelo rapto e homicídio de Valerie Reys.

O corpo da jovem havia sido encontrado dentro de uma mala com os pés e as mãos atadas.

Segundo os procuradores, citados pela CNN, o suspeito confessou ter tido relações sexuais com a jovem no apartamento desta, em New Rochelle, no dia 29 de janeiro, e garante que a determinada altura esta terá caído no chão e batido com a cabeça.

Posteriormente, o homem colocou fita-cola na boca de Valerie, atou-lhe as mãos e as pernas e colocou-a numa mala de viagem. Depois de conduzir até às proximidades de uma floresta, Javier largou a mala à beira da estrada.

De acordo com a família da vítima, Javier e Valerie namoravam há cerca de um ano e, antes do seu desaparecimento, a jovem terá ligado à mãe a dizer que ia ser morta.

Javier foi preso após usar um cartão de crédito que pertencia à vítima. O mesmo cartão já havia sido utilizado no dia em que a jovem desapareceu para levantar dinheiro.

As causas da morte de Valerie ainda não foram reveladas.

Javier está sob custódia federal.