Sociedade

Ricciardi diz que Bruno de Carvalho devia ser “internado numa casa para tratamento psiquiátrico”

José Maria Ricciardi reage a passagem do livro de Bruno de Carvalho.

Bruno de Carvalho acaba de lançar um livro que, apesar de ainda não estar à venda, têm sido divulgadas algumas partes do livro em vários órgãos de comunicação social. É o caso da relação do ex-presidente com José Maria Ricciardi cujo o excerto é publicado esta quinta-feira pela revista Visão.

Pelo meio, BdC acaba por contar um episódio caricato sobre RIcciardi: "Vivi uma história bizarra com ele. Estávamos na sala da direção em Alvalade, com a porta aberta, a falar normalmente. De repente, põe-se de joelhos à minha frente e agarra-me as pernas".

"'Perdoe-me, perdoe-me. Estava tão enganado ao longo destes últimos 20 anos. Cometemos tantos erros. Obrigado por tudo o que está a fazer pelo Sporting'", terá dito Ricciardi para o ex-presidente do clube leonino.

Entretanto Ricciardi já veio desmentir o ex-presidente do Sporting: “As passagens que o dr. Bruno de Carvalho faz no livro a meu respeito são as três faltas e inventadas. Na altura em que o dr. Bruno ainda era presidente, eu disse que só lhe via dois destinos: ou ia ser arrastado para um processo criminal e recolher à cadeira ou ser internado numa casa para tratamento psiquiátrico. Infelizmente, das duas alternativas, a segunda já não vai ser possível, porque ele já foi arrastado para um processo criminal, e, brevemente, como tudo indica, irá dar entrada na cadeia”, disse em declarações à Visão.