Economia

Crescimento do PIB da zona euro abranda, diz Eurostat

Crescimento do emprego na zona euro também abrandou, segundo Bruxelas.

 A economia da zona euro cresceu 1,8% em 2018 e a da União Europeia (UE) avançou 1,9%, registando um abrandamento face ao ano anterior, segundo uma estimativa do Eurostat, confirmando dados recentemente divulgados por Bruxelas.

Segundo o gabinete estatístico da UE, no ano passado, o Produto Interno Bruto (PIB) da zona euro avançou 1,8% e o da UE 1,9%, face aos 2,4% registados em ambas as zonas em 2017.

No quatro trimestre de 2018, o PIB da zona euro cresceu 1,2% em termos homólogos e 0,2% em cadeia, face aos 1,6% e 0,2% registados no período anterior, respetivamente.

O PIB da UE avançou, por seu lado, 1,4% na comparação homóloga (1,3% no terceiro trimestre) e 0,2% na variação em cadeia (0,3% no período anterior).

A estimativa preliminar de hoje confirma os dados avançados para o ano passado pela Comissão Europeia nas previsões de inverno, divulgadas no passado dia 07.

Crescimento do emprego também abrandou

O crescimento do emprego na zona euro e na União Europeia (UE) abrandou em 2018 face ao ano anterior, diz ainda o Eurostat.

De acordo com os dados divulgados, em 2018 o emprego aumentou 1,4% na zona euro e 1,3% na UE, abaixo dos crescimentos de 1,6% registados em ambas as zonas no ano anterior.

Para o quarto trimestre de 2018, o gabinete estatístico europeu estima um crescimento homólogo de 1,2% na zona euro e na UE, depois de ter aumentado, respetivamente, 1,3% e 1,2% no período anterior.

Na variação em cadeia, entre outubro e dezembro de 2018 o emprego subiu 0,3% na zona euro e 0,2% na UE, tendo avançado no período anterior 0,2% nas duas zonas.