Internacional

Fogo em igreja histórica de Paris | VIDEO

Saint Sulpice é uma das igrejas mais icónicas da capital francesa, data do século XVII e é a segunda mais alta de Paris. O monumento fez sempre parte do roteiro de igrejas históricas da cidade das luzes, mas o local ganhou maior dimensão junto dos turistas desde que o escritor Dan Brown incluiu a Igreja no romance “O Código Da Vinci” 

Um incêndio deflagrou este domingo ao início da tarde na histórica Igreja de Saint Sulpice em Paris. As chamas irromperam de forma rápida e violenta, mas os bombeiros atuaram igualmente rápido, pelo que o fogo foi controlado imediatamente e não chegou a alastrar a outros edifícios. O fogo de dimensões consideráveis – como pode ser visto nos inúmeros vídeos de transeuntes que chegaram rapidamente à internet – foi combatido por cerca de duas dezenas de bombeiros. O espaço, que no hoje de manhã estava repleto de pessoas, maioritariamente turistas, teve que ser evacuado, mas a saída ordeira dos visitantes juntamente com a atuação célere das forças de segurança parisienses – que demoraram cerca de 15 minutos a extinguir as chamas – evitaram a ocorrência de feridos, relatava a imprensa francesa.

O alerta foi dado cerca das 13h, quando a igreja estava a ser visitada por muitos turistas, que não tardaram e publicar vídeos das chamas.

Os bombeiros que acorreram de imediato ao local dominaram o incêndio, cuja origem é ainda desconhecida.

Ainda não são conhecidas as causas do incêndio, que, segundo o jornal francês “Le Figaro”, deflagrou junto da entrada do edifício e propagou rapidamente ao primeiro andar. Os danos materiais foram escassos, tendo ficado danificada a porta principal, essencialmente do lado de fora, assim como o vitral que encimava a entrada. Dentro da igreja, o espesso fumo preto deixou marcas de fuligem nas paredes, disse o comandante dos bombeiros de Paris citado pelo mesmo jornal.

Apesar de o desfecho não ter sido infeliz, ficou o susto ligado à eventual destruição de um dos monumentos da cidade das luzes. A igreja de St Sulpice localiza-se no centro de Paris, no bairro de Odéon, nas imediações do Jardin du Luxembourg. Foi construída no XVII seguindo um estilo neoclássico e é a segunda igreja mais alta de Paris – tem 34 metros de altura, sendo apenas ultrapassada pela catedral de Notre-Dame.

O monumento fez sempre parte do roteiro de igrejas históricas de Paris, mas o local ganhou maior dimensão junto dos turistas desde que o escritor Dan Brown incluiu a Igreja no romance “O Código Da Vinci” (2003) . No livro, o autor usou a linha de latão que passa pelo interior da igreja – o chamado Meridiano de Paris – para esconder os vestígios do Priorado de Sião. Na trama, a linha recebeu o nome de “A Linha da Rosa” e o sucesso mundial do romance – que já vendeu mais de 80 milhões de cópias – continua a levar muitos curiosos a visitar o monumento. Posteriormente, Ron Howard, que realizou o filme homónimo em 2006, protagonizado por Tom Hanks e Audrey Tatou, também usou igreja para filmar as cenas narradas no livro.