Politica

Polémica por referência a "peste grisalha" entre Costa e deputado Carlos Peixoto

Deputado do PSD pediu defesa da honra e o debate acabou com um incidente no Parlamento, com o primeiro-ministro a citar um artigo do i de Carlos Peixoto - "Um Portugal de cabelos brancos"- onde há uma referência à peste grisalha.

O deputado do PSD Carlos Peixoto pediu esta quarta-feira a defesa da honra no debate quinzenal, prerrogativa que só lhe foi concedida no final da discussão, para responder ao primeiro-ministro sobre uma referência que fez à sua expressão "peste grisalha" num artigo de opinião do i, em 2013.  O parlamentar acusou António Costa de "ofender gratuitamente" e  de liderar um "governo de famílias em que impera a promiscuidade e a podridão"

Em causa estava uma frase do primeiro-ministro, logo no início do debate, a responder a crítica de Fernando Negrão sobre o facto de dividir os portugueses em matéria de segurança social. "Acusa-me de dividir os portugueses quando se senta ao lado de quem disse que os nossos pensionistas eram a peste ‘grisalha’?”, atirou Costa.

A frase motivou a irritação do deputado que pediu a defesa da honra. Costa ouviu-o e considerou que o deputado pediu a defesa da honra para o insultar. "Não insulta quem quer. E o senhor não me insulta, diga o que disser", respondeu o primeiro-ministro lendo excertos do referido artigo, designadamente, com a frase que despoletou toda a polémica: "A nossa pátria foi contaminada com a já conhecida peste grisalha". No calor da discussão houve quem pedisse para se distribuir o artigo de opinião. O debate quinzenal terminou pouco tempo depois.