Sociedade

Combustíveis. Presidente do Turismo do Alentejo e Ribatejo pede "solução imediata"

"Têm de haver soluções alternativas para o abastecimento das bombas de gasolina, porque é a economia toda, não é só o turismo, que pode estar em causa"

O presidente do Turismo do Alentejo e Ribatejo afirmou esta quarta-feira, estar preocupado com as consequências da greve dos combustíveis no turismo, em época de Páscoa. A situação “exige uma solução imediata”, segunda avança a agência Lusa.

“Esta situação exige uma solução imediata, sem por em causa o direito dos trabalhadores”, declarou António Ceia da Silva à Lusa. "Têm de haver soluções alternativas para o abastecimento das bombas de gasolina, porque é a economia toda, não é só o turismo, que pode estar em causa", continuou.

O presidente disse, contudo, desconhecer se já há cancelamentos nas reservas das unidades hoteleiras daquelas regiões. "Não tenho nenhuma informação nesse sentido, mas esta é uma situação que me preocupa", explicou.

De acordo com a Entidade Regional de Turismo do Alentejo e Ribatejo, a época de Páscoa é sempre “um excelente momento de promoção” turística regional, e este ano segue a tendência, estando vários hotéis esgotados.