Desporto

Placenta de égua, a última esperança de Diego Costa

O avançado do Atlético de Madrid foi a Belgrado submeter-se aos tratamentos pouco convencionais de Marijana Kovacecic, a “Doutora Milagre”.

Placenta de égua, a última esperança de Diego Costa

Diego Costa lesionou-se no jogo da última e decisiva jornada do campeonato espanhol, em Camp Nou, frente ao Barcelona. Saiu cedo do jogo, lesionado na coxa direita, mas mesmo assim o Atlético aguentou-se sem a sua estrela.

Agora, para a final de sábado da Liga dos Campeões, Costa foi até Belgrado tentar um milagre. Voltou e já se treina com a equipa em Lisboa.

Como? Foi até Belgrado submeter-se aos tratamentos muito próprios de Marijana Kovacecic, antiga farmacêutica que saltou para a fama em 2009.

No mundo do futebol é conhecida como “Doutora Milagre” por conseguir recuperar jogadores em tão pouco tempo, muito menos se recorressem aos métodos convencionais.

Kovacecic utiliza apenas substâncias naturais combinando com pequenas descargas de electricidade de alta frequência. O seu tratamento mais conhecido (e controverso) é o utilizando placenta de égua, massajando a zona afectada. A médica assegura que consegue, através dos seus métodos, curar todo o tipo de lesões musculares, sejam distensões, roturas ou hematomas.

Segundo o jornal espanhol AS, outros jogadores já se submeteram aos seus tratamentos, que se baseiam em três procedimentos básicos: massagens, líquido de placenta de égua e psicologia. Pelas suas mãos passaram craques como Lampard do Chelsea; Van Persie do Man. United, Albert Riera quando estava no Liverpool; Kompany do City; Orlando Engelar del Schalke; Dejan Stankovic del Inter; Danko Lazovic del PSV Eindhoven o Marko Pantelic del Ajax
.
Os seus serviços já foram, inclusive, solicitados pela selecção do Gana para o próximo Campeonato do Mundo.

SOL

Os comentários estão desactivados.