Internacional

Apelo urgente de ajuda das Nações Unidas à Somália

A Organização das Nações Unidas para a Agricultura e Alimentação (FAO) lançou nesta segunda-feira um pedido de ajuda urgente para a Somália no valor de 18 milhões de dólares (13 milhões de euros) para responder às necessidades alimentares.
 

"O atraso das chuvas e as condições meteorológicas peculiares na Somália suscitam preocupações quanto ao agravamento da segurança alimentar", salientou a FAO em comunicado.

Na sequência de recentes más colheitas, o gado começou a escassear e os preços a subir: nas principais zonas de produção alimentar do sul do país, precisa a FAO, os preços do milho e do sorgo começaram a subir em abril entre 60% e 80%, comparativamente ao mesmo período em 2013.

A situação piora em consequência dos conflitos e da insegurança que se faz sentir neste país da costa oriental de África, sobretudo nas zonas meridional e central.

"A população da Somália não aguentará que a situação se repita na próxima colheita. A Somália precisa de ajuda de emergência para melhorar a segurança alimentar e preservar os meios de subsistência, dado que a maioria da população depende da agricultura", frisou Luca Alionovi, responsável da FAO na Somália e no Quénia.

Lusa/SOL