Economia

Crise? Fortunas milionárias batem recorde

Desengane-se quem pensa que a crise toca a todos. É que a riqueza mundial tem vindo a aumentar e bateu mais um recorde em 2013. Nunca houve tantos milionários nos quatro cantos do mundo e o dinheiro acumulado por gestoras de fortunas e bancos de investimento cresceu 14,6% em relação ao período homólogo, segundo um estudo do Boston Consulting Group, citado hoje pelo Jornal de Notícias.


O total atingiu os 152 biliões de dólares, quase 112 biliões de euros. Um valor que corresponde a quase 10 vezes o PIB dos EUA, a maior economia do mundo. O vigor dos mercados, a recuperação das economias industrializadas e as novas políticas monetárias, multiplicaram os estímulos financeiros e proporcionaram o aumento da riqueza privada, informa a mesma publicação.

Desde a grave crise financeira que teve origem em 2008, as fortunas cresceram 60% e o número de milionários subiu para 16,3 milhões em 2013. Os EUA têm o maior número de milionários, totalizando 7,1 milhões no ano passado, mas a maior concentração de fortunas dá-se no Qatar: 175 milionários por cada 1000 habitantes.

A América do Norte e a Europa são as duas regiões mais ricas do planeta  e a China prepara-se para se tornar a maior superpotência, já que o PIB chinês deverá crescer 7,6% este ano, atendendo às últimas previsões do Banco Mundial.