Internacional

Islamistas matam dezenas de pessoas na costa do Quénia

Pelo menos 48 pessoas morreram depois de radicais islâmicos terem atacado uma cidade junto a uma conhecida estância turística.


O ataque contra civis ocorreu em Mpeketoni, junto à ilha de Lamu, um dos principais centros turísticos do Quénia, quando muitas pessoas assistiam a um jogo do Mundial do Brasil na televisão.

Entre os alvos do ataque encontram-se vários hotéis e uma esquadra da polícia.

As autoridades quenianas apontam o dedo aos rebeldes somalis do al-Shabab.

O receio de um ataque desta natureza já tinha levado o Reino Unido a encerrar há alguns dias o seu consulado na cidade costeira de Mombaça, perto de Mpeketoni.

SOL com agências