Desporto

Schumacher acorda do coma

Michael Schumacher já não está em coma e saiu do hospital francês onde estava internado desde que sofreu um acidente de ski, em Dezembro. A informação foi avançada pela sua manager.

O antigo piloto de fórmula 1 deixou o hospital de Grenoble para “continuar um longo período de reabalitação” disse, em comunicado, Sabine Kehm.

Não deu pormenores sobre quando Schumacher abandonou o hospital, informações sobre onde está neste momento, ou mais detalhes sobre a sua condição física.

Apenas acrescentou que a família do homem que por sete vezes foi campeão do Mundo de F1 “agradece aos médicos, enfermeiras e terapeutas de Grenoble, bem como aos profissionais que lhe deram os primeiros socorros logo após o acidente, que fizeram um trabalho excelente nestes primeiros meses [de tratamento]”.

“Pedimos que todos compreendam que a sua reabilitação irá acontecer longe do olhar do público” acrescentava o comunicado.

Nos últimos meses pouca informação tinha sido divulgada. O comunicado de hoje forneceu a primeira informação relevante desde que Kehm, em Abril, anunciara que Schumacher “tinha períodos de consciência”. 

Michael Schumacher estava sob coma induzido desde 29 de Dezembro, dia em que sofreu um grave acidente numa estância de ski em Meribel. O atleta de 45 anos bateu com a cabeça numa pedra após ter saído da pista, tendo sido de imediato levado para o hospital