Desporto

God save Suárez

No dia 22 de Maio Luis Suárez (o uruguaio com quem Ronaldo vai dividir a Bota de Ouro) foi submetido a uma artroscopia. Mesmo assim o seleccionador Oscar Tabárez convocou-o para o Mundial. Falhou o primeiro jogo e o Uruguai perdeu com a Costa Rica. Voltou contra a Inglaterra e foi o que se viu. Não viu? Nós contamos, para desgosto dos ingleses.

 

PODE VER AQUI OS GOLOS.

 

O primeiro aviso para os ingleses saiu da boca de Sandra Diaz, mãe de Suárez. “A operação já terminou e, graças a Deus, correu tudo bem. Não era tão grave o que o Luis tinha”, disse no dia da operação.

Os corações dos ingleses apertaram-se.

Depois foi o inglês Gerrard e companheiro do uruguaio no Liverpool que pôs no seu Twitter a frase de recuperação de Suárez. “Estou a sentir-me bem, pronto para correr e vou fazer isso no Mundial. Acalmem-se". Gerrard jogou e percebeu que não devia ter incentivado o amigo.

Numa corrida contra o tempo, o camisola 9 deixou sentado no banco Forlán (sim esse que foi considerado o melhor jogador do Mundial 2010).

O que aconteceu? Luis Suárez marcou os dois golos, na vitoria por 2-1.

OK que é a Inglaterra e marcar dois golos alguns (não são assim tão poucos) fazem. Suárez foi apenas o quinto, depois Anoul, Garrincha, Maradona e Thomas Müller. Mas é uma bela galeria de autores.

Já leva 40 golos com a selecção e, na América do Sul, só nomes míticos conseguem esse feito: Pelé (77), Ronaldo (62), Batistuta (56), Romário (55) e Zico (48). Impressionado?

Isto pôs a Inglaterra a rezar pela Itália. Se os italianos não ganharem sexta-feira à Costa Rica, os ingleses estão matematicamente eliminados do Mundial.

O que precisa a Inglaterra então? Itália deve ganhar os seus dois jogos e a Inglaterra tem de vencer a Costa Rica por dois golos ou mais de diferença.

Ah, Wayne Rooney voltou aos golos, depois de uma seca de 760 minutos. Pouco valeu.

 

SOL