Opiniao

Os cartões de crédito de Sócrates

Se tivesse de fazer aqui uma declaração de interesses, seria sempre a da minha nenhuma simpatia por Sócrates (tanta, como a que tenho por Passos Coelho, embora pronto a admitir que ele tivesse sido menos prejudicial para o Pais, e o tivesse endividado menos, ainda por cima com medidas de empobrecimento da população que tiverem efeitos opostos ao pretendido).


Mas os jornais noticiaram que os cartões de crédito de Sócrates estão a ser investigados pelas autoridades.

No entanto, Sócrates, sem desmentir outras maroteiras que não vieram agora ao caso, garante nunca ter usado um cartão de crédito do Governo. E embora eu o tenha por quase tão desafecto da verdade como Passos Coelho, acho que neste caso está a falar verdade, porque o assunto, estando a ser investigado pelas autoridades, sereia facilmente esclarecido de imediato.

Concluindo, esta notícia tem origem e fim previsíveis e desonestos.

Gostaria pois de saber o que se passa com o uso de cartões de crédito por parte deste Governo. E, se possível, de todas as outras mordomias politicas caríssimas, que os contribuintes pagam sem poderem piar, e são mantidas fora dos programas de austeridade.

 

Os comentários estão desactivados.