Sociedade

Cristiano Ronaldo derrota Correio da Manhã em tribunal

A justiça condenou o jornal Correio da Manhã pelo crime de devassa da vida privada agravada devido a uma notícia sobre a mãe do filho de Cristiano Ronaldo.

Segundo noticia esta segunda-feira o Público, o mesmo processo resultou na condenação de uma antiga ama do “Cristianinho”, como é conhecido o filho do futebolista português do Real Madrid.

Em causa estava um artigo com título “Ama revela segredos do clã Aveiro”. A notícia publicada em 2011 na revista Vidas do Correio da Manhã citava Maria Manuela Rodrigues, que dizia que o internacional português teria recorrido aos óvulos de uma mulher e à barriga de outra para ter um filho.

O jornal argumentou que o artigo se enquadrava no direito à liberdade de expressão e imprensa e alegou que havia “interesse público legítimo e relevante” na história. No entanto, os Juízos Criminais de Lisboa deram razão a Cristiano Ronaldo, que diz que o Correio da Manhã violou o seu direito à reserva da intimidade da vida privada.

O director-adjunto do CM, Armando Pereira, foi condenado a uma multa de 3900 euros. As duas jornalistas autoras do artigo foram condenadas a 800 euros de multa cada.