Opiniao

Tecla mais com a boca

É contraproducente, mas facto facilmente comprovável: basta entrar em qualquer discoteca, bar ou restaurante para perceber que, hoje em dia, as pessoas, mesmo nos actos mais sociais e em que seria suposto conviverem e conversarem, optam sistematicamente por teclar e mandar mensagens mesmo estando (imagine-se!) dentro do mesmo espaço.

É esse fenómeno de difícil explicação que acaba posteriormente por dar abertura a faltas de comunicação, discussões, separações. Já dizia o povo: «É a falar que a gente se entende». E é mesmo, mas as pessoas parecem não querer saber. Não consigo entender, sobretudo na noite, como é que alguém passa o tempo todo agarrado ao telemóvel.

Alguém me dizia há pouco tempo que eu não sei falar ao telemóvel. Entendo-o como um elogio. De facto, aquilo que mais gosto de fazer é de relacionar-me com as pessoas, discutir assuntos, ouvir as histórias dos mais velhos e beber dessa experiência, falar sobre os temas fracturantes com os mais novos, perceber a cultura, inteligência e capacidade de diálogo. Afinal de contas, como se mede uma pessoa interessante? Não é também através das histórias que conta e dos momentos que vive? Ou será através das mensagens que envia pelo telemóvel?

Neste momento chegámos ao cúmulo de vermos os acontecimentos das redes sociais a influenciarem a vida dos mais fanáticos. Vou fazer aquela viagem, vou àquele restaurante ou bebo aquele gin para poder ’postar’ no Facebook. Vou ao evento X ou tiro fotografias com aquela pessoa para me verem no Instagram.

Se o mundo está mais rápido, se as pessoas andam mais stressadas e se a vida está mais difícil, então a comunicação, a cumplicidade e o diálogo têm que ser constantes e permanentes. Se passamos o tempo a viver a vida dos outros e estamos constantemente preocupados com a imagem que os outros têm de nós ao invés de procurarmos ser felizes, os relacionamentos terão cada vez mais tendência para se deteriorarem.

Faz mais ‘tags’ ao vivo, faz mais ‘likes’ ao ouvido, tecla mais com a boca... 

Sugestões:

l Clube - Blue Marlin (Ibiza, Espanha)