Internacional

Escândalo de venda de carne estragada obriga empresas a revelar fornecedores

Cinco cadeias de restauração internacional devem passar a informar a origem dos ingredientes usados nos seus menus em Xangai, depois de um escândalo de venda de carne estragada ter afectado os seus estabelecimentos na China, informou hoje o China Daily. 

As cadeias de restauração são a McDonalds, KFC, Burger King, Dicos e Carls Jr.

As autoridades chinesas emitiram a ordem, difundida no fim-de-semana, depois da descoberta de que a fábrica Husi instalada em Xangai tinha vendido carne podre a alguns estabelecimentos destas empresas. 

Quando o escândalo veio a público, no final de Julho, as multinacionais deixaram de usar produtos fornecidos pela Husi, e vários executivos da empresa foram detidos. 

O caso gerou, durante vários dias, problemas de abastecimento em muitos restaurantes das empresas afectadas na China, com alguns estabelecimentos a deixarem de vender produtos derivados de carne. 

No caso do McDonalds, o problema também afectou vários estabelecimentos no Japão, onde parte dos panados de frango (McNuggets) vendidos continha carne procedente da fábrica da Husi em Xangai.

Lusa/SOL