Internacional

Polícia brasileira procura homem que matou 15 mulheres

A Polícia Civil do Goiânia, capital do estado de Goiás, no Brasil, procura um homem que terá morto 15 mulheres à queima roupa desde o início do ano. 

O perfil das vítimas e o modo de actuação do alegado homicida já levou a polícia brasileira a admitir que uma das linhas da investigação que está a ser seguida é a que aponta para a possibilidade destas mortes terem sido executadas por um assassino em série (seria killer).  

A primeira morte aconteceu em Janeiro. No dia 2 de Agosto, foi morta a 15ª vítima, desta feita de 14 anos. A jovem estava numa paragem de autocarro e, segundo testemunhas, terá sido morta por um indivíduo do sexo masculino que conduzia uma mota e que atirou sobre a vítima, sem pronunciar qualquer palavra. 

Todas as mulheres mortas, segundo a imprensa brasileira, têm cabelo comprido e idade entre os 13 e os 29 anos. No momento em que são abatidas a tiro por um homicida que actua sempre de mota e em silêncio, encontram-se num local público. 

Segundo o portal Terra, a polícia intensificou desde o início do mês o policiamento nas ruas e reforçou a equipa que procura identificar e localizar o autor dos crimes que está a assustar a população e que está a ganhar repercussão nacional no Brasil, sobretudo através das redes sociais. Até agora foi detido apenas um homem que terá participado em dois dos crimes mas, segundo a polícia, ainda não há provas suficientes que o ligue aos factos. 

“A Polícia Civil tem trabalhado arduamente, é claro, e os resultados vão surgindo. Mas até este momento não dá para clarificar nenhum resultado que possamos passar para a imprensa”, explicou Deusny Aparecido Silva Filho, superintende da Polícia Judiciária da Polícia Civil de Goiás, citado pelo portal Terra.