Vida

Maior prémio de Matemática vai para uma mulher pela primeira vez

A iraniana Maryam Mirzakhani recebeu esta quarta-feira a Medalha Fields, o mais importante prémio mundial de Matemática.

A professora de 37 anos formou-se originalmente no Irão mas está actualmente a leccionar na Universidade de Stanford (Califórnia, EUA), após ter obtido um doutoramento em Harvard. O Congresso Mundial dos Matemáticos, reunido por estes dias em Seul, na Coreia do Sul, sublinha os avanços de Mirzakhani no campo da geometria, e sobretudo a sua investigação sobre as superfícies de Riemann.

É a primeira mulher a conseguir este prémio, atribuído de quatro em quatro anos a um conjunto de académicos da área – normalmente entre dois e quatro. Este ano, a medalha foi entregue a Mirzakhani, ao brasileiro Artur Ávila, ao canadiano Manjul Bhargava e ao britânico Martin Hairer.

A Medalha Fields, cujo nome homenageia o matemático canadiano John Fields, é atribuída a académicos com menos de 40 anos. Para além da medalha propriamente dita, é concedido um prémio monetário de 10.000 euros. Este ano, o galardão foi entregue pela Presidente sul-coreana Park Geun-Hye.

pedro.guerreiro@sol.pt