Vida

“Siri, onde posso esconder um corpo?”

Pedro Bravo matou o colega de quarto na Universidade da Florida em 2012. Agora, em tribunal, os registos do seu iPhone foram usados como prova do crime. Num dos últimos registos o homem perguntou ao Siri, sistema de assistente digital do iOS onde podia “esconder o colega de quarto”.

O sistema inteligente da Siri começou a ser comercializado pela Apple em 2011, quando foi lançado o iPhone 4S, mas nem sempre se mostrou muito eficaz, sendo sobretudo mais um ‘gadget’ de divertimento do que um sistema com utilidade para os seus utilizadores.
 
No entanto, desta vez, o sistema até respondeu de forma algo lógica à pergunta colocada por Pedro Bravo, conforme foi comprovado em tribunal. “De que tipo de sítio andas à procura? Pântanos, reservatórios, fundições, lixeiras?”
 
Segundo o detective encarregue do caso, Matt Goeckel, a conversa entre Pedro Bravo e o seu smartphone ocorreu a 20 de Setembro de 2012. Outros pormenores foram avançados, tal como a utilização da lanterna do aparelho em nove ocasiões e por cerca de 50 minutos.
 
Bravo é acusado de ter estrangulado outro estudante da Universidade da Florida, perto de uma loja Wallmart. Matt Goeckel avança ainda que a localização do iPhone não corresponde com a informação dada por Bravo.
 
Na origem do crime poderão ter estado os ciúmes de Bravo por Aguilar, que recentemente ter-se-ia envolvido com a sua ex-namorada, Erika Friman. O julgamento deverá ser concluído ainda esta semana.